O fim dos livros "excluídos de impressão"

Andy Cork, diretor-geral da Printondemand-worldwide, acredita que excluir livros de impressão é um procedimento do passado. “Nenhum livro deveria ser excluído de stock atualmente”, afirma. “Para os editores, estabelecer uma parceria com uma inovadora impressora digital de livros significa imprimir um livro a partir de qualquer local do mundo, ao invés de permitir que este seja excluído do stock.”

Para a Printondemand-worldwide, a impressão de livros mediante pedido, possibilitada pela impressão digital, tornou-se um modelo de negócios comprovadamente bem-sucedido. A maioria dos livros que imprime são exemplares únicos, mas podem chegar aos 1500 exemplares, oferecendo ao editor uma solução completa de recomposição de stock através de primeiras impressões.

POD-image1

“A eficácia é claramente um aspeto fundamental, mas a fiabilidade também é essencial. Pode ter um equipamento excelente, mas se estiver avariado 10% do tempo, tem um problema. Não tivemos esse problema com a Canon. Mesmo que uma das máquinas avarie, isso nunca ocorre durante muito tempo, porque os técnicos de assistência chegam e resolvem o problema em menos de duas horas.”

Andy Cork, diretor-geral da Printondemand-worldwide