hero-header.jpg

Fotografia HDR

HDR significa intervalo dinâmico elevado e, em fotografia, descreve uma forma de captar os detalhes nos elementos mais claros e mais escuros de uma fotografia. Essencialmente, envolve captar e combinar mais do que uma imagem da mesma cena para conseguir os melhores elementos de cada uma.

Assista a este vídeo e saiba como o HDR pode melhorar as suas fotografias

Existem muitas cenas que têm um intervalo dinâmico demasiado amplo para uma câmara conseguir gravar todos os detalhes num único enquadramento. Por exemplo, uma paisagem num dia solarengo, fotografar de uma janela para um exterior com muita claridade ou fotografar um prédio na sombra com um céu azul brilhante por trás.

Comparação HDR

Nesta cena, uma imagem perde os detalhes das nuvens no céu; a seguinte perde a base do moinho de vento. A imagem HDR final é produzida na câmara. Agora, pode ver detalhes nas áreas escuras e claras da imagem; a câmara equilibrou a exposição para produzir uma imagem muito mais aproximada daquilo que o olho humano consegue ver.

Muitas câmaras compactas e smartphones têm uma função HDR integrada. Normalmente, não oferecem muito controlo sobre os resultados; basta selecionar a função e captar a imagem. Muitas vezes, a câmara pede que a mantenha estável enquanto capta várias imagens com diferentes níveis de exposição e, depois, combina-as automaticamente para produzir a imagem HDR final.

Uma DSLR com uma função HDR oferece mais flexibilidade. Poderá escolher quantas imagens a câmara capta e definir a diferença entre os níveis de exposição. Isto permite-lhe obter exatamente a imagem que pretende.

Utilize um tripé. Uma coisa importante a ter em conta é que, quando a câmara define a exposição para os escuros, reduz a velocidade do obturador. Aliás, uma posição de captação fixa ajuda sempre, uma vez que será muito mais fácil para a câmara alinhar as exposições se tiverem uma composição muito semelhante.

Pode criar a sua própria imagem HDR. Para tal, só precisa de algum conhecimento sobre o controlo da exposição.

1. Selecione o modo de disparo Aperture Priority (Prioridade de abertura) e defina o ISO e a abertura.
2. Mude o modo de medição da exposição para Average (Média) ou Evaluative (Matricial). Com estas definições, a câmara irá selecionar uma exposição média baseada em todos os tons da cena.
3. Use o seletor de compensação de exposição para diminuir ou aumentar a exposição da cena. O nível de exposição depende da quantidade de luz e sombra na cena.
4. Comece com variações de 1 incremento. Tire uma fotografia com o seletor de compensação de exposição na posição -1. Depois, rode o seletor para -2 e, em seguida, -3. Repita, desta vez com sobre-exposição a +1, +2 e +3. Poderá não utilizar todas as imagens na HDR final, mas é sempre útil ter os dados.
5. Como alternativa, pode usar a variação de exposição automática (AEB), que lhe permite decidir quanta subexposição ou sobre-exposição vai aplicar e, depois, capta a série de fotografias de uma só vez

No seu computador, utilize software para combinar as imagens em uma única imagem. Muitas câmaras Canon têm o software Digital Photo Professional (DPP), que inclui uma ferramenta de HDR especial. Se não tiver esse software, o Adobe Photoshop tem uma função de fusão HDR. Em alternativa, o Image Composite Editor (ICE) da Microsoft faz um bom trabalho e é grátis!

Tente criar uma imagem que seja semelhante ao que viu; os nossos olhos têm um intervalo dinâmico muito maior do que as câmaras, pelo que esta técnica pode ser utilizada para recriar uma cena da maneira como se lembra de vê-la.

Procure oportunidades para utilizar esta técnica. Decidir quando utilizar o HDR requer tanto conhecimento como produzir boas imagens HDR. Pratique nas paisagens e céus óbvios, mas lembre-se também que o HDR é uma técnica útil para captar detalhes e fotografia macro, onde pode realçar pormenores invisíveis para criar imagens muito interessantes.

Fotografia HDR

Muitas vezes, imagens com muito detalhe produzem imagens HDR interessantes. Utilizar o HDR nesta imagem conferiu-lhe mais profundidade: agora, consegue ver até o mecanismo do moinho de vento, o que se aproxima muito mais daquilo que o fotógrafo viu a olho nu.

O HDR é uma forma excelente de adicionar textura às suas imagens. Não se esqueça de carregar as suas melhores fotografias para a Galeria Canon.