hero header

Céus estrelados: cinco sugestões para fotografar o céu à noite

Contemplar os céus à noite e adorar as estrelas é uma experiência verdadeiramente mágica. E agora, graças aos avanços na tecnologia das câmaras, tornou-se mais fácil do que nunca sair de casa e tirar fotografias incríveis. Eis as nossas melhores sugestões sobre as melhores formas de captar a beleza dos céus estrelados.

Lichtshow der Natur, de Bernhard Stoll

1. Localização, localização, localização

Para obter as melhores fotografias, será necessário sair e rodear-se de natureza, longe de qualquer poluição luminosa. A luz da cidade sobrepõe-se à luz das estrelas, assim como a luz refletida por uma lua cheia ou mesmo por uma meia-lua. Há alguns locais muito conhecidos no mundo onde é possível tirar incríveis fotografias da Via Látea (como o Vale da Morte, no Arizona), mas basta sair da cidade e deverá ser capaz de encontrar um local livre de luz artificial. Por que não usar a ferramenta útil da Blue Marble para o ajudar a encontrar o local mais escuro da sua área?

Honeymoon Starlights, de Christoph Justen

2. Consulte a previsão do tempo

Antes de sair, não se esqueça de consultar a meteorologia, pois será necessário um céu claro para obter excelentes fotografias de estrelas. No entanto, uma cobertura parcial de nuvens pode conferir uma certa atmosfera às suas fotografias do céu noturno. Seja criativo e tire o máximo partido das condições. Se as nuvens estiverem relativamente imóveis, não será tão difícil mantê-las focadas nas fotografias ao utilizar uma exposição longa. Como em todas as exposições longas, manter a câmara estável é fundamental para evitar desfocagem e trilhos de luz indesejados. Use um tripé para captar imagens nítidas e claras do céu estrelado e tenha atenção ao vento, que pode fazer com que as nuvens se movam e estraguem a sua fotografia.

Look at the stars, de Marta Diarra

3. Experimente definições diferentes

Para fotografar céus estrelados, terá de controlar a sua câmara, portanto, mude para o modo Manual e experimente algumas das diferentes definições detalhadas abaixo.

Focagem: foque a sua objetiva no infinito. Pode fazer isto manualmente, rodando o interrutor na objetiva para focagem manual. Em seguida, use o indicador da distância (se disponível na sua objetiva) ou olhe através do visor e gire o anel de focagem até focar algo que esteja muito longe. Assim que a objetiva estiver focada a mais de seis metros, a distância hiperfocal irá projetar para o infinito e as estrelas ficarão nítidas.

Abertura: se pretende que as estrelas apareçam como pontos e não como rastos, terá de usar uma definição de abertura mais ampla. Isto irá permitir que entre o máximo de luz possível na câmara, mantendo o tempo de exposição relativamente curto. Lembre-se, uma abertura ampla irá resultar numa profundidade de campo reduzida, o que significa que tudo o que estiver no primeiro plano imediato ficará desfocado.

Velocidade do obturador: Lembre-se, as estrelas estão sempre a cintilar. Para fotografar estrelas ou a Via Látea o mais estáticas quanto possível, defina a sua velocidade do obturador para um máximo de 20 segundos. Aumentar a velocidade do obturador para mais do que isso irá resultar em rastos de estrelas. Se quiser desafiar-se a fotografar estrelas em movimento, continue a ler!

ISO: o terceiro fator a afetar a exposição das suas fotografias é a sua definição de ISO. Quanto mais alto o número de ISO, mais sensível é o sensor à luz que entra pela abertura. Quando estiver satisfeito com as definições de abertura e de velocidade do obturador para obter o efeito que procura, comece a experimentar várias definições de ISO.

Comece com ISO 1600, e analise (revendo as suas imagens) se a sua câmara recebe luz suficiente com a sua definição de abertura e de tempo de exposição para captar as imagens que pretende. Pode, então, aumentar o nível de ISO (para 3200 ou para o máximo disponível) para ver como afeta os resultados.

Escape, de Jackie Tran

4. Crie uma composição

O céu repleto de estrelas é uma das coisas mais marcantes que se pode fotografar. No entanto, deve considerar a inclusão de outros elementos para enquadrar as suas fotografias, de forma a dar mais interesse à sua imagem – como um edifício, montanhas, características da paisagem ou o reflexo de um lago. Às vezes, as estrelas por si só podem não ter perspetiva ou personalidade, por isso, procure sempre algo único que pode captar.

Old barn under the galaxy, de Jackie Tran

Lost in the wild, de Mario Castro Gómez

5. Capte rastos de estrelas

Os rastos das estrelas podem ter um aspeto muito dramático e intrigante. Vai precisar de muito tempo e paciência, um tripé e um telecomando do obturador. O efeito é causado pela rotação da terra – as estrelas não se movem!

Captar estas fantásticas linhas de luz é um desafio mas pode produzir resultados impressionantes. Primeiro, é necessário localizar o Polo Norte. Pode fazê-lo usando uma das muitas aplicações de cartas celestes disponíveis para o seu smartphone. Fotografar o Polo Norte como ponto focal da sua fotografia e usando uma exposição longa irá resultar no padrão circular em torno de um ponto central, como pode ver na imagem aqui apresentada.

As estrelas não dão muita luz, portanto, utilize um ISO elevado (800, 1600 ou superior) para captar o movimento. Tenha atenção e experimente antes de tentar uma exposição longa, pois quanto maior o ISO, mais provável é obter ruído na imagem.

A velocidade do obturador máxima disponível em muitas câmaras é de trinta segundos, portanto, para uma exposição mais longa, utilize a definição de exposição "Bulb" no modo manual. Isto permite-lhe manter o obturador aberto durante o tempo que desejar, simplesmente premindo o botão para abrir ou fechar. Defina a focagem para o infinito. Experimente e reveja as suas fotografias antes de tentar uma exposição mais longa de cerca de 30 minutos. Em seguida, reveja novamente a sua fotografia. Pode levar algumas tentativas – e algumas noites pacientes – antes de obter os resultados recompensadores que deseja.

Rotate Earth, de Michal Krawiec

Partilhe as suas fotografias estreladas

Assim que tiver fotografado esses céus estrelados, partilhe as suas imagens na nossa . Boa sorte!