Action-Horse

Sugestões de fotografia de ação

Fotografia de ação

O mundo está cheio de movimento. Como pode captá-lo numa única imagem com a câmara? Pode fazê-lo de duas maneiras: ou grava uma imagem desfocada para transmitir a ideia de movimento ou "congela" a imagem para captar um momento no tempo.

As fotografias de ação de sucesso requerem um misto de conhecimento da câmara, técnica e prática. Este tutorial vai abordar as seguintes áreas:

  • Tempo de exposição
  • O impacto da abertura e do ISO
  • Técnica de "panning"
  • Fotografia de desporto
  • Estabilização de imagem
  • Experimente e descubra

Tempo de exposição

Para perceber como se tiram fotografias de ação, é importante que compreenda o movimento em termos de tempos de exposição.

Se o motivo está completamente parado e a câmara está num tripé estável, a velocidade do obturador que utiliza não é assim tão importante. 1 segundo ou 1/1000 de segundo proporcionarão resultados semelhantes – pelo menos, no que diz respeito à nitidez do motivo.

Agora, imagine que passa um cão a correr à frente da câmara, normalmente a 16 km por hora. Num segundo, ele irá percorrer cerca de 5 metros. Se utilizar um tempo de exposição de 1 segundo, o cão aparecerá numa imagem muito desfocada.

Isto pode ser muito eficaz, dando uma sensação clara de movimento. Um tempo de exposição de 1 segundo pode ser um pouco extremo neste caso, mas vale a pena experimentar as velocidades de obturador de cerca de 1/15 de segundo (o cão irá mover-se cerca de 30 cm). Se, por outro lado, quiser que o cão apareça imóvel, pode tentar uma velocidade de obturador de 1/1000 de segundo. Neste breve momento, o cão irá percorrer menos de 0,5 cm.

O impacto da abertura e do ISO

Se definir uma velocidade do obturador menor, o sensor digital na câmara receberá menos luz e a imagem terá uma exposição insuficiente. Para compensar, precisa de uma maior abertura da objetiva e/ou uma definição de velocidade ISO maior.

Uma objetiva com maior abertura máxima permite-lhe definir uma velocidade do obturador mais rápida e obter a exposição correta. Muitas objetivas de distância focal fixa (sem zoom) disponíveis para as câmaras Canon EOS possuem aberturas máximas de f/2.8 ou superior e são populares entre os fotógrafos de desporto. Saiba mais sobre as objetivas Canon no novo Website de objetivas da Canon.

Se não tiver uma destas objetivas, pode definir um valor de ISO mais elevado, tornando o sensor mais sensível à luz. A desvantagem pode ser um aumento no "ruído", isto é, manchas coloridas espalhadas pela imagem. As mais recentes câmaras digitais compactas da Canon dispõem do HS System, que reduz os níveis de ruído em até 60%.

Técnica de "panning"

É possível obter uma imagem nítida de um motivo em movimento mesmo com velocidades do obturador reduzidas. Isto é conseguido "deslocando" a câmara na horizontal (panning): mova a câmara de modo a que o motivo permaneça na mesma posição no sensor durante a exposição. Funciona melhor com um motivo que se mova a uma velocidade constante na mesma direção, tal como um pássaro a voar ou um carro numa pista de corridas.

Uma boa imagem com deslocação inverte a situação normal, isto é, o motivo fica bem definido, mas o fundo fica desfocado. Alguns motivos podem ficar nítidos e desfocados ao mesmo tempo. O corpo de um pássaro a voar, por exemplo, ficará nítido, mas as asas a moverem-se para cima e para baixo em ângulos retos relativamente ao movimento da câmara ficarão desfocadas. É importante descobrir a posição correta para a deslocação. O motivo deve permanecer à mesma distância durante toda a imagem.

Uma boa execução da técnica de "panning" exige muita prática. Um truque é manter a deslocação depois de libertar o obturador, de modo a que a deslocação se torne um movimento suave.

Fotografia de desporto

No desporto, existe normalmente muito movimento e ação.

Os eventos de pista são previsíveis, isto é, sabe sempre onde os atletas vão correr. Se se encontra num ângulo reto relativamente à pista, pode utilizar a técnica de "panning" para manter os atletas nítidos à medida que estes se deslocam no seu campo de visão. Se se aproximar da pista e apontar a câmara na direção das pistas individuais à medida que os atletas correm na sua direção, é aceitável uma velocidade do obturador mais lenta.

O futebol, o râguebi e outros eventos jogados num campo são mais difíceis de fotografar, porque a ação decorre rapidamente numa área de grandes dimensões. Se estiver próximo de uma linha de fundo, os jogadores podem estar muito próximos num momento e numa zona mais afastada do campo alguns segundos depois. Utilize uma velocidade do obturador mais rápida para grandes planos, visto que o movimento parece mais rápido quando está mais próximo.

Não precisa de estar em grandes eventos desportivos para tirar boas fotografias. Procure jogos locais onde os espectadores permanecem nas linhas de fundo e gritam cânticos de apoio. A ação pode ser tão intensa como num grande evento e as suas perspetivas serão melhores.

Estabilização de imagem

A estabilização de imagem é especialmente útil quando fotografa com teleobjetivas, já que reduz os efeitos de trepidação da câmara, mais visíveis quando se utilizam maiores distâncias focais.

O estabilizador de imagem ótico (IS) da Canon funciona com um elemento "flutuante" na objetiva. Os giroscópios no sistema detetam o movimento da câmara. Este é analisado pelo processador integrado que envia instruções para mover o elemento flutuante para cima e para baixo ou de um lado para o outro. Isto mantém a imagem do motivo numa parte do sensor, mesmo que a câmara esteja em movimento. O sistema é tão sensível que pode anular a vibração de um motor se estiver a fotografar a partir de um carro ou helicóptero.

Experimente e descubra

Mais cedo ou mais tarde, a maioria dos fotógrafos acaba por fotografar imagens de ação, quer sejam os seus filhos a brincar, um evento desportivo local ou cenas de ruas movimentadas durante as férias. É possível calcular a velocidade do obturador necessária para "congelar" a ação calculando a velocidade da ação, a direção em relação à câmara, a distância a que se encontra da câmara e a distância focal da objetiva. Quando tiver terminado os cálculos já terá perdido a fotografia.

É muito melhor tirar muitas fotografias, de preferência com diferentes exposições, e rever os resultados quando tiver tempo. As imagens digitais gravam a velocidade do obturador na altura da exposição e a maioria do software de imagens mostrar-lhe-á esta informação (juntamente com a abertura, a definição ISO e outros dados). Aprenda como funciona para começar a configurar a câmara da forma correta.