Wildlife eagle sea

Objetivas para fotografias da vida selvagem

Aproxime-se da natureza mais do que nunca

Fotografar a vida selvagem resume-se a captar o seu motivo no seu ambiente natural. Precisa de conhecer os hábitos do seu motivo, bem como vários outros fatores, como o local mais provável em que estarão durante o dia, a posição do sol em relação ao motivo e o quanto se consegue aproximar do motivo sem o perturbar. Alguns destes fatores afetam o tipo de objetiva que utiliza na fotografia.


Conheça o seu motivo

É importante experimentar e planear o que pretende fotografar. Se, por exemplo, tiver a sorte de estar num parque selvagem onde os animais se encontrem fechados, saberá onde estes poderão estar durante o dia, pelo que pode pensar onde quer estar, tendo em conta a luz e a distância. Também pode pensar sobre a ação que pretende captar, pelo que deve refletir sobre os aspetos comportamentais, como os momentos em que o animal está mais ou menos ativo. Se pretende captar uma situação em que não pode planear onde vai fotografar, por exemplo num safari onde nem sempre tem a opção de planear as suas fotografias, tudo se resume à distância a que se encontra do motivo e dos tipos de animais que consegue vislumbrar. Todos estes aspetos irão influenciar a escolha da objetiva.

Ponies sunrise relaxed
Tirada com EF 70-200mm f/2.8L IS II USM
  • f/5.6
  • 1/4000
  • 800

Manter a sua distância

Nem sempre irá conseguir aproximar-se fisicamente do seu motivo, uma vez que pode ser perigoso ou o mesmo pode reparar em si, caso se aproxime demais. É por isso que uma teleobjetiva com distância focal de 300 mm ou mais é geralmente utilizada para fotografar a vida selvagem, uma vez que proporciona boa ampliação, permitindo-lhe manter a distância do motivo e preencher simultaneamente o enquadramento. No entanto, fatores como o tamanho dos animais que irá fotografar têm um papel a desempenhar. Por exemplo, se está a tentar fotografar um pássaro pequeno, irá precisar de uma ampliação muito maior (cerca de 600 mm) para captar os seus detalhes.

Monkey climbing candid
Tirada com EF 70-200mm f/4L IS USM
  • f/4
  • 1/80
  • 3200

Captação da ação

Ao fotografar animais em rápido movimento, como chitas ou pássaros, irá precisar de um obturador com a maior velocidade possível. Ao selecionar uma objetiva com uma abertura rápida, será capaz de aproveitar melhor a luz disponível, ajudando-o a imobilizar os movimentos do motivo e a captar uma imagem nítida. Uma teleobjetiva com uma abertura ampla, como a EF 300mm f/2.8L IS II USM, permite-lhe aproveitar melhor toda a luz disponível e simultaneamente imobilizar a ação.

Whale tail ocean action
Tirada com EF 70-200 f/2.8L IS II USM + 2x III
  • f/8
  • 1/1600
  • 400

Hora do dia

Quando fotografar a vida selvagem, irá precisar de aproveitar toda a sua fonte de luz disponível (o sol). Normalmente, existem três momentos do dia que lhe proporcionam a melhor iluminação para fotografias da vida selvagem: manhã, meio-dia e anoitecer. A hora após o nascer do sol e a hora antes do anoitecer são conhecidas como as horas de ouro. Estes momentos proporcionam uma luz bem mais suave, dado que a luz do sol tem de percorrer uma área maior da atmosfera da Terra devido à posição do sol em relação à Terra, o que resulta em sombras mais amplas para um efeito mais dramático. Ao fotografar ao meio-dia, terá uma luz do sol mais forte, o que confere uma luz de contraste mais elevada a partir de cima, ajudando ainda a eliminar sombras amplas na cena.

Eagle flying sea action

Condições de disparo

Ao tentar captar a vida selvagem no seu habitat natural, como no deserto ou safari, poderá deparar-se com condições extremamente desfavoráveis onde precisa de confiar no seu equipamento, aconteça o que acontecer. Nestas situações, uma objetiva da série L da Canon é ideal, juntamente com um corpo de câmara que disponha de isolamento contra chuva e pó. Com resistência à chuva e ao pó, terá a confiança suficiente para se manter afastado e captar imagens até mesmo em condições desfavoráveis. As objetivas de série L têm ainda o benefício adicional de utilizar os designs óticos e as tecnologias mais avançadas da Canon para que obtenha desempenhos de topo.

Two seals iceberg
Tirada com EF 70-200 f/2.8L IS II USM + 2x III
  • f/7.1
  • 1/1000
  • 800

De que forma a câmara influencia a escolha da objetiva?

As objetivas EF-S da Canon foram concebidas exclusivamente para câmaras de sensor APS-C, como a EOS 760D, não sendo compatíveis com modelos full-frame, como a série de câmaras EOS 5D.

As objetivas EF podem ser utilizadas com qualquer câmara EOS DSLR. No entanto, quando estas objetivas são utilizadas numa EOS de tipo APS-C, conferem uma visão angular equivalente a uma objetiva com uma distância focal maior em 1,6x numa câmara full-frame. Por exemplo, uma objetiva de 300 mm utilizada numa EOS 760D proporciona um ângulo de visão equivalente a uma objetiva de 480 mm numa câmara full-frame, o que significa que o motivo é maior no enquadramento.

Deer full frame sensor wildlife

SENSOR FULL FRAME

Deer APS-C sensor wildlife

SENSOR APS-C

Compreender a abertura e a velocidade do obturador

A abertura não permite apenas a entrada de mais luz, como também ajuda a isolar o motivo do fundo, dado que um disparo com uma abertura mais rápida (p. ex.: f/2.8) reduz a profundidade do campo. Compreender a relação entre abertura e velocidade do obturador é extremamente importante para os fotógrafos, principalmente ao tentar fotografar a vida selvagem. Por exemplo, aumentar a abertura em um ponto (por exemplo, de f/4 para f/2.8) duplica a quantidade de luz no sensor, o que significa que pode utilizar uma velocidade do obturador duas vezes mais rápida, permitindo-lhe ainda captar motivos em movimento com facilidade.

Blue parrot claw wildlife
Tirada com EF 70-200mm f/2.8L IS II USM
  • f/2.8
  • 1/1250
  • 3200

Escolher a objetiva ideal

  • Precisa de uma objetiva que o aproxime do seu motivo sem o perturbar? Então, uma objetiva com uma distância focal de 400 mm ou mais seria ideal para si, dado que lhe permite preencher o enquadramento sem que tenha de se aproximar.
  • O seu motivo move-se rapidamente? Se for o caso, necessita de uma abertura rápida (por exemplo, f/4 ou f/2.8) para aproveitar ao máximo toda a luz disponível, permitindo-lhe aumentar a velocidade do obturador. As aberturas mais rápidas só se encontram nas melhores objetivas, pelo que deve pensar nelas. 
  • Precisa de um determinado grau de resistência ao fotografar em condições desfavoráveis? Em seguida, vai querer selecionar uma objetiva da gama da série L da Canon, para maior durabilidade.

  • Precisa de ser capaz de alterar rapidamente a sua composição sem ter de se mover? Se for o caso, as objetivas de zoom no intervalo de 100 mm a 400 mm são algo a ter em conta para que tenha mais flexibilidade na sua composição sem ter de mudar de objetiva ou aproximar-se do motivo.

Horses beach action wildlife

Vida selvagem noutro nível

Vida selvagem mais pequena

As objetivas macro são uma ótima escolha para captar insetos e outras criaturas pequenas da vida selvagem. Estas objetivas permitem-lhe manter uma distância suficientemente grande entre si e o motivo (para que não o perturbe), permitindo ainda que preencha o seu enquadramento. Uma objetiva macro com estabilizador de imagem, como a objetiva EF 100mm f/2.8L Macro IS USM, permite-lhe fotografar com a câmara na mão em condições em que seria necessário um tripé.

Macro butterfly colourful insect
Tirada com EF 100mm f/2.8L Macro IS USM
  • f/8
  • 1/400
  • 400

Tripé

Quanto maior a distância focal, maior a necessidade de recorrer a um tripé, dado que qualquer vibração no corpo da câmara é reproduzida com mais intensidade quanto maior for a distância focal utilizada. Uma objetiva com estabilizador de imagem reduz drasticamente a necessidade de recorrer a um tripé ao reduzir as vibrações. No entanto, se tem de esperar muito tempo, pode ter de manter a câmara e a objetiva numa posição fixa. Nesta situação, é útil dispor de um tripé ou monopé.

Squirrel frozen in motion wildlife
Tirada com EF 70-200mm f/4L IS USM
  • f/4.5
  • 1/250
  • 1000

Utilizar extensores

Se a sua objetiva for compatível com extensores, pode facilmente aumentar a utilização da sua lente, dado que lhe permitem aproximar-se do motivo. No entanto, se pretende utilizar um extensor, deve ter em conta que estes reduzem a quantidade de luz no sensor da câmara. Utilizar um extensor EF 1.4x III implica a perda de 1 ponto de luz; um extensor EF 2x III provoca a perda de 2 pontos de luz. Tal situação tem impacto na abertura máxima da objetiva e na maior velocidade do obturador que pode obter. Por exemplo, f/4 torna-se f/5.6, o que pode não ser ideal para fotografar motivos em movimento.

Two seals sea action wildlife
Tirada com EF 70-200mm f/4L IS USM + 1.4x III
  • f/6.3
  • 1/500
  • 400

Objetivas profissionais para a vida selvagem

EF 300mm f/2.8L IS II USM

Esta objetiva de série L com alto desempenho e estabilizador de imagem de 4 pontos é famosa pela capacidade de conseguir altos níveis de nitidez, cor, contraste, até mesmo quando um teleconversor é utilizado para aumentar a ampliação da teleobjetiva, mantendo uma nitidez incrível.

Ver detalhes

EF 300mm f2.8L IS USM pack shot