Canon apresenta Protótipo Voyager – Impressora Fotográfica a jato de tinta – na drupa 2016

Lisboa, 01 de junho de 2016 – A Canon, líder mundial em soluções de imagem, está a apresentar o protótipo da sua nova impressora fotográfica a jato de tinta, no seu stand da drupa 2016 (Messe Düsseldorf, 31 maio – 10 junho 2016).

Com base na recém-desenvolvida tecnologia de jato de tinta da Canon, o protótipo da impressora B2+ frente e verso de sete cores consolida a forte herança da Canon em imagem e transporta os limites técnicos do jato de tinta para outro nível de qualidade.

Apresentações ao vivo da Voyager estão a decorrer com intervalos de uma hora no stand da Canon na drupa (Hall 8a, Stand B50). Um conjunto de provas estão a decorrer para exemplificar a impressionante qualidade fotográfica do equipamento em diferentes substratos, incluindo meios offset standard.

A Canon espera que a Voyager seja revelante para os fornecedores de serviços de impressão que produzem aplicações de elevado valor acrescentado, como catálogos, brochuras, materiais de marketing e publicações para clientes de marcas de luxo, imobiliário, gastronomia e viagens, onde a qualidade da reprodução de imagem é fundamental. Com esta elevada qualidade fotográfica brilhante, a Voyager pode também produzir aplicações fotográficas clássicas, tais como álbuns fotográficos de qualidade superior, fotografias individuais, e impressões de datas comemorativas.

“Os visitantes do stand da Canon que virem as provas da Voyager ficarão fascinados com a qualidade de impressão alcançada por este protótipo do equipamento de impressão de produção a jato de tinta”, comenta o Vice-Presidente Executivo da Canon Europa, Jeppe Frandsen.

“O que os visitantes verão é a capacidade técnica da Canon para fornecer a qualidade de impressão excecional que os clientes esperam de uma impressão fotográfica, mas em níveis de produção industrial. Isto demonstra a nossa abordagem futura de produzir uma variedade de aplicações de elevada qualidade através de tecnologia jato de tinta, redesenhando os limites técnicos do jato de tinta, e desafiando todas as perceções prevalecentes das capacidades da impressão digital.”

Voyager é um protótipo e ainda não está disponível para comercialização.