Canon cameras

Explore a evolução das histórias da Canon.

@Cecilie Harris

Na Canon, ajudamos pessoas a contar histórias há mais de 80 anos. Poucas pessoas testemunharam tanta inovação e evolução como o Mike Burnhill, o nosso especialista de produtos com mais de 11 anos de experiência. Conversámos com o Mike para discutir o passado, o presente e o futuro da Canon.

Conte-nos um pouco mais sobre si, Mike. Qual é a sua função na Canon e há quanto tempo a exerce?

Faço parte da equipa da Canon há 11 anos e sou especialista de produtos, nomeadamente de câmaras profissionais. As minhas responsabilidades envolvem a série EOS 1D, a série EOS 5D, as objetivas da série L e, agora, o novo sistema EOS R.

Comecei como especialista geral de produtos e, mais tarde, tornei-me responsável pelos produtos profissionais em toda a Europa. Tenho a oportunidade de viajar bastante e estar presente em grandes eventos onde a participação dos CPS (Canon Professional Services) é evidente, ou seja, em todos os principais eventos de desporto a nível mundial. Estive na Coreia durante os Jogos Olímpicos de Inverno, na prova de F1 no Mónaco e passei várias semanas na Rússia durante o Campeonato Mundial. Oferecemos assistência e vários serviços a fotógrafos profissionais, como serviços de limpeza, verificações e reparações. Enquanto especialista de produtos, estou lá para dar conselhos e explicar novas formas de utilizar as câmaras e respetivas funcionalidades. Assim, os fotógrafos podem focar-se em captar histórias fantásticas sem se preocuparem com o que pode correr mal.

@Alessandro Trovati

Durante a sua carreira na Canon, deve ter presenciado momentos de grande mudança. Quais são, para si, os momentos de evolução mais importantes?

Na minha opinião, existem dois momentos que se destacam. O primeiro diz respeito ao lançamento da Canon EOS 5D Mark II em 2008. Foi nessa altura que introduzimos funcionalidades de vídeo numa câmara DSLR pela primeira vez. Este momento acabou por abrir o caminho para os vlogs. Antes da Canon EOS 5D Mark II, era necessário ter uma câmara de vídeo bastante cara para captar este tipo de conteúdo. Da noite para o dia, o setor de produção de vídeos mudou por completo. Foi um período entusiasmante e de aprendizagem contínua. Atualmente, a série Canon PowerShot G7 X inclui a câmara para vlogging mais popular na Europa.

O segundo momento aconteceu em 2014, quando a tecnologia Dual Pixel AF foi integrada na Canon EOS 70D. Esta tecnologia, exclusiva da Canon, permite que o sensor foque durante a captação de fotografias. Esta ideia surgiu originalmente em 1981, mas não o podíamos fazer enquanto a tecnologia não tivesse evoluído o suficiente.

O Mike é também um ávido fotógrafo. Neste momento, qual é a câmara que utiliza e porquê?

Neste momento, a minha câmara principal é a Canon EOS 5D Mark IV. Aos poucos, tenho descoberto o novo sistema EOS R, que inclui tecnologia AF com acompanhamento de rosto, o que significa que não precisamos de nos preocupar com a localização do ponto de focagem. É excelente para mim porque fui pai há pouco tempo e, por isso, em vez de olhar pelo visor, posso enquadrar sensivelmente a imagem enquanto faço caretas para captar a emoção que procuro.

@Mike Burnhill

Tendo em conta a gama atual de equipamentos, pode recomendar uma câmara para um principiante e uma para um fotógrafo avançado?

Para um fotógrafo principiante, recomendo a Canon EOS 200D. É pequena, leve e tem uma interface simples. Quando se começa, as câmaras podem parecer muito técnicas. No entanto, a Canon EOS 200D foi concebida com um sistema de menus simples para garantir uma fácil utilização. Muitas pessoas têm uma ideia da imagem que querem alcançar, mas não sabem como lá chegar. A Canon EOS 200D oferece uma interface que explica como obter diferentes resultados e, assim que perceber como ela funciona, pode transformar a estrutura do menu numa disposição mais avançada, semelhante às restantes câmaras do sistema EOS.

Para fotógrafos mais avançados, recomendo a Canon EOS 6D Mark II. Para muitas pessoas, esta câmara representa um passo em direção a um novo tipo de fotografia. O sensor de grandes dimensões permite captar histórias com uma reduzida profundidade de campo, que são populares entre fotógrafos profissionais.

Qual é o futuro da Canon?

Acabámos de anunciar o novo sistema EOS R, que é compatível com todas as objetivas Canon EF lançadas a partir de 1987. Trabalhámos com os nossos embaixadores durante seis meses para captar imagens para o lançamento e testámos a câmara em todos os tipos de ambientes. Por exemplo, o Daniel Etter conseguiu terminar um projeto numa mina de carvão que, anteriormente, seria impossível de realizar. Já tinha iniciado este projeto, mas não tinha captado o que queria, uma vez que o ambiente era demasiado escuro e a sua câmara não conseguia focar. Com o novo sistema EOS R, foi possível focar apenas com a luz das lâmpadas dos capacetes dos mineiros. Por isso, estamos entusiasmados com a chegada desta nova tecnologia ao mercado.

Neste momento, não há mais nada que possa relevar. Fiquem atentos, pois teremos mais novidades entusiasmantes em breve.

@Daniel Etter



Escrito por Sasha Newbury