A Canadian player tackles an Irish player in a 2015 Rugby World Cup match. Photo by Richard Heathcote.

FOTOGRAFIA DE DESPORTO

Entre no jogo com a sua câmara: sete sugestões para melhorar as suas fotografias de desporto

Fotografar desporto oferece um vasto leque de opções criativas. É também uma excelente oportunidade para experimentar alguns modos e funcionalidades da sua câmara que talvez nunca tenha utilizado.

Da próxima vez que assistir a um evento desportivo, que tal experimentar fotografar sequências de ação deslumbrantes, congelar o movimento e captar a atmosfera do jogo? Estas sete sugestões irão ajudá-lo a tirar o máximo partido da sua câmara durante o jogo, quer esteja a fotografar com uma câmara compacta ou bridge, como a Canon PowerShot SX70 HS, ou com uma DSLR, como a Canon EOS 80D.

A sweeping view of the entire stadium as pyrotechnics explode at the start of the 2015 Rugby World Cup final. Photo by Matt Lewis.

1. Encontre um ângulo diferente

A maioria dos fotógrafos em eventos desportivos irá tirar fotografias a partir do mesmo ângulo. Por isso, pense em como poderá fazer com que as suas imagens se distingam. Talvez se possa deitar no chão e fotografar a partir de um ângulo baixo. Ou obter uma composição simétrica dos jogadores a partir de um lugar elevado. Muitas vezes, é preferível fotografar na lateral do campo do que ficar atrás da baliza.

Também pode tentar fazer experiências com diferentes distâncias focais. Se estiver a utilizar uma câmara com objetivas intermutáveis, uma teleobjetiva de zoom como a Canon EF 70-300 mm f/4-5.6 IS II USM aproxima-o da ação, e a estabilização de imagem incorporada ajuda a evitar a vibração da câmara.

Players pictured running past the camera onto the field for the match between Ireland and Canada in the 2015 Rugby World Cup. Photo by Richard Heathcote.

2. Defina o modo de disparo contínuo

Na maioria das vezes, irá captar fotogramas únicos, mas ao fotografar desportos de ação intensa, como râguebi ou futebol, procure a melhor oportunidade de captar os momentos mais dramáticos. É por isso que os fotógrafos de desporto fotografam no modo de disparo contínuo.

Para o ativar, aceda ao menu de Modos de avanço da câmara. Por vezes, a câmara possui um seletor na parte superior que oferece um controlo direto. Caso contrário, encontrará os modos de avanço no sistema de menus da câmara. O modo de disparo único é representado no seletor através de uma única moldura retangular, e o modo de disparo contínuo através de várias molduras.

A maioria das câmaras é capaz de captar entre 5 e 12 fotogramas por segundo quando definidas para o modo de disparo contínuo. Isto permite-lhe rever as fotografias no final e encontrar aquela que melhor capta o momento, como o guarda-redes a fazer uma defesa espetacular.

A Canon PowerShot SX70 HS fotografa até 10 fotogramas por segundo no modo de disparo contínuo e inclui um prático ecrã LCD de ângulo variável, que permite fotografar confortavelmente mesmo enquanto está deitado ou de pé em posições difíceis. Outra boa opção é a Canon PowerShot G7 X Mark II, que fotografa 8 fotogramas por segundo. Inclui um sistema de focagem automática de 31 zonas que lhe permite selecionar a focagem e acompanhar rostos e objetos ao tocar no ecrã.

Artigos relacionados
A snowboarder walks through the snow with his snowboard under his arm, away from the camera

AR LIVRE

Dicas e sugestões para fotografar durante as férias de inverno

O fotógrafo profissional de desporto Richard Walch partilha as suas sugestões de especialista para o ajudar a conseguir fotografias de inverno brilhantes, desde a escolha da câmara até às melhores definições.

dskjjfkldsjfkjds

AÇÃO

Como captar ação de parkour espetacular

Descubra como captar as suas histórias de ação urbana com as sugestões de Samo Vidic.

A Canadian player tackles an Irish player in a 2015 Rugby World Cup match. Photo by Richard Heathcote.

3. Utilize o Equilíbrio de brancos automático

O Equilíbrio de brancos automático da câmara é excelente para a reprodução precisa de tons e de cores. Quer esteja a fotografar um jogo durante o dia ou à noite, é melhor usar o AWB e deixar que a câmara faça ajustes automáticos à medida que a luz muda. Utilizar a definição de AWB também permite que se concentre na composição e que se antecipe a momentos importantes.

Para ativar o Equilíbrio de brancos automático, normalmente existe um botão WB na parte de trás da câmara, ou no LCD, se este for sensível ao toque. Prima-o para percorrer as opções.

4. Fotografe em JPEG

Muitas vezes, diz-se aos fotógrafos para fotografarem em ficheiros RAW ou em ficheiros JPEG + RAW, mas em fotografia de desporto esta regra é frequentemente ignorada. Muitos fotógrafos que utilizam o modo de disparo contínuo (sobretudo fotojornalistas, fotógrafos de desporto e da vida selvagem) fotografam em JPEG porque a câmara normalmente irá captar mais fotogramas por segundo em formato JPEG do que em ficheiros RAW.

Os ficheiros RAW são maiores e contêm mais dados. Em algumas câmaras, estes dados demoram mais tempo a serem eliminados da memória intermédia. Os JPEG são mais pequenos, o que significa que a sua câmara é capaz de registá-los no cartão de memória mais rapidamente e captar mais momentos. É provável que a sua câmara esteja predefinida para fotografar JPEG. Por isso, se não tiver alterado a opção, está pronto a utilizá-la.

Mesmo que esteja a fotografar JPEG no modo de disparo contínuo, utilize sequências curtas de disparo – prima o obturador durante um a dois segundos e liberte-o. Se o premir durante demasiado tempo, a memória intermédia vai ficar cheia e reduzir a velocidade de disparo.

French fans in colourful makeup during the 2015 Rugby World Cup. Photo by Chris Lee.

5. Não olhe apenas para os jogadores

A sensação especial de assistir a um jogo não se limita ao que acontece no pico da ação.

Experimente girar a sua câmara para o público para captar rostos esperançosos e indumentárias originais, ou faça zoom sobre as expressões ansiosas dos jogadores ou dos braços à volta uns dos outros antes de o jogo começar.

Se estiver a utilizar uma câmara com objetivas intermutáveis, uma objetiva como a Canon EF-S 55-250 f/4-5.6 IS STM é uma boa opção para este tipo de fotografia, uma vez que a sua distância focal permite-lhe obter largura suficiente para captar uma maior visão do campo e, ainda assim, focar-se em jogadores específicos ou seguir a ação.

6. Utilize o modo Servo AF ou de acompanhamento do motivo

Quando a retira da caixa, a sua câmara vem geralmente com o modo AF predefinido para AF de disparo único e a maioria dos fotógrafos costuma ficar por aqui. Porém, quando estiver a fotografar motivos em movimento no campo de jogo, terá de mudar para o modo Servo AF.

Existe normalmente um controlo direto na parte de trás da câmara para mudar o modo AF – seja um botão físico ou uma opção no ecrã tátil.

O Servo AF, também conhecido como focagem automática contínua, irá continuar a focar o ponto AF definido enquanto premir o botão do obturador até meio. Isso é bastante útil para fotografia de desporto, pois permite-lhe focar pontos onde preveja o desenrolar da ação, como, por exemplo, à volta da baliza, e aguardar o momento certo.

O modo de acompanhamento AF leva esta função ainda mais longe. No modo de acompanhamento, basta tocar no ponto AF no seu LCD (se a sua câmara tiver um ecrã tátil), ou premir o obturador até meio para bloquear a focagem no seu motivo. Em seguida, o seu ponto AF irá acompanhar esse motivo à medida que este se desloca pelo enquadramento. Isto é excelente para seguir a ação num campo com muita gente.

Se tiver uma DSLR ou uma câmara mirrorless, pode utilizar a aplicação Guia de Fotografia da Canon para saber mais sobre as funções da sua câmara.

Players pictured on the point of a tackle in a match between England and Australia in the 2015 Rugby World Cup. Photo by Steve Bardens.

7. Congelar a ação com velocidades de obturador elevadas

O objetivo de qualquer fotógrafo de desporto é congelar a ação nos grandes momentos, e a única forma de o fazer é fotografar com velocidades de obturador elevadas. Idealmente, deverá fotografar a uma velocidade de cerca de 1/1000 seg, mas nunca inferior a 1/500 seg.

Uma boa forma de atingir estas velocidades do obturador é aceder ao seletor de modos e mudar o modo de exposição para Prioridade ao obturador (Tv). Isto permite-lhe selecionar a velocidade do obturador pretendida e a câmara irá então definir a abertura e o ISO em conformidade, de forma a garantir essa velocidade.

Escrito por Jeff Meyer

Artigos relacionados



A secção Inspirar-se é a sua principal fonte de dicas de fotografia úteis, guias de compras e entrevistas profundas: tudo aquilo de que necessita para encontrar a melhor câmara ou impressora e dar vida à sua próxima ideia criativa.

Voltar a todas as sugestões e técnicas

Produtos relacionados