ARTIGO

Três motivos pelos quais a sua empresa deve preocupar-se com a sustentabilidade

Três motivos pelos quais a sua empresa deve preocupar-se com a sustentabilidade

Canon Camera

A vantagem sustentável: como e porquê tornar-se parte da economia circular

Um recente inquérito a grandes empresas em seis países de todo o mundo identificou que a gestão ambiental e a sustentabilidade estão a crescer como prioridades empresariais devido à COVID-191

Para a indústria da impressão em geral, não se trata de um conceito ou uma iniciativa novos. As preocupações com o desperdício de papel, a utilização de energia, a reciclagem e a reutilização de materiais sempre assumiram um papel importante para vendedores de impressão, OEM e organizações que utilizam a impressão como parte do seu dia a dia. Mas sendo os anos 2020 designados como a "década de ação" pela ONU2, a urgência em torno destes temas significa que as empresas e os indivíduos estão mais focados do que nunca em garantir a sustentabilidade e em ajudar a evitar as alterações climáticas. Na verdade, um estudo3 da Quocirca revelou que mais de metade dos responsáveis pela tomada de decisões de TI acredita que a redução do impacto ambiental é o principal desafio associado à gestão da sua infraestrutura de impressão a partir de 2019-2025. Para fornecedores e OEM, a pressão é visível. Esses mesmos responsáveis pela tomada de decisões de TI esperam que os fabricantes e fornecedores de impressão também os ajudem a melhorar o desempenho ambiental – 57% acreditam que os fornecedores devem assumir uma posição de liderança em relação à sustentabilidade até 2025.

Porém, estas tendências não se aplicam apenas à indústria da impressão. A pandemia está a mudar rapidamente os hábitos de trabalho para todas as pessoas em todo o mundo e a pressão dos consumidores significa que se exige cada vez mais que todas as empresas se concentrem na sustentabilidade para manter a sua reputação empresarial. Esta "tempestade perfeita" de fatores está a fazer com que se preveja4 que a economia circular venha a impulsionar a gestão da cadeia de fornecimento e a transição dos modelos de negócio para uma abordagem com menos desperdício. Então, como será isto na prática?

A reutilização de materiais ao conceber novos produtos não é um conceito novo, mas está a tornar-se mais popular. Um exemplo é a gama Canon imageRUNNER ADVANCE EQ80, que utiliza até 80% de materiais reutilizados na sua construção para manter o valor das matérias-primas. Menos materiais e peças novos significam, naturalmente, menos desperdício a curto e longo prazo e contribuem para a economia circular. O investimento em produtos fabricados desta forma pode fazer toda a diferença ao ajudar as empresas a reforçar as suas credenciais ecológicas, contribuindo simultaneamente para uma sociedade mais sustentável.

Reutilização e refabrico

De acordo com a Fundação Ellen MacArthur, uma economia circular é "baseada nos princípios de eliminação de desperdício e poluição, manutenção de produtos e materiais em utilização e regeneração de sistemas naturais".

Conceber (ou comprar) a pensar na longevidade

Os produtos sustentáveis não têm de comprometer a funcionalidade. Uma das vantagens do refabrico em relação à renovação é que os produtos são construídos a partir de uma mistura de peças antigas e novas e montados para funcionar como equipamentos novos com novas garantias de fábrica. Isso garante que o produto não será uma falsa poupança, nem acabará num aterro por avariar precocemente. Garante também que estará sujeito aos mesmos padrões que um modelo novo equivalente.

Maximizar a facilidade de reciclagem e o valor reciclado dos componentes

Os sistemas de reciclagem e reutilização já constituem uma caraterística comum da abordagem de economia circular. Na indústria da impressão, por exemplo, isto começou com cartridges de toner na década de 90 e foi estimulado pela implementação da diretiva REEE (resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos). À medida que a procura por estas iniciativas aumenta, seria uma boa ideia as empresas refletirem sobre como incorporar mais equipamentos e componentes reciclados nos seus próprios fluxos de trabalho, para se distinguirem da concorrência e demonstrarem o seu compromisso com a responsabilidade social.

Porquê ser ecológico?

Resumindo, a sustentabilidade é uma excelente forma para as empresas demonstrarem que estão a investir no futuro. Ao comprometerem-se com códigos de conduta rigorosos sobre a reutilização de materiais, o desenvolvimento de produtos concebidos para durar e a reciclagem sempre que possível, as marcas demonstram que podemos confiar que irão cumprir os elevados padrões, ano após ano.

Além disso, estes compromissos são muitas vezes reconhecidos externamente e recompensados por organizações, como as classificações de sustentabilidade empresarial da Ecovadis, o CDP e o Sustainable Brand Index europeu. 5 Reconhecimentos internacionais como estes continuam a fortalecer a reputação de uma marca e a tranquilizar os investidores.

Atraia novos talentos

Uma imagem de marca melhorada também ajuda a atrair novos colaboradores para uma empresa. 76% dos "millennials" consideram os compromissos sociais e ambientais de uma empresa ao decidir onde trabalhar6 e 75%7 ficariam por menos dinheiro se trabalhassem para uma empresa socialmente responsável. Este tipo de retenção é uma pedra angular do sucesso e da cultura de trabalho saudável, e a promoção de colaboradores empenhados e dedicados protege a longevidade de uma organização, ao mesmo tempo que fomenta o seu sucesso futuro.

A sustentabilidade está alicerçada nos objetivos e na paixão. A Deloitte descobriu que 73% dos colaboradores que sentem que trabalham para uma empresa orientada para os objetivos afirmaram que estão empenhados no seu trabalho8. As pessoas querem fazer parte de algo maior do que elas próprias e querem sentir-se bem com aquilo que fazem todos os dias. Isto serve para realçar o motivo pelo qual a integração da sustentabilidade numa empresa pode provar ser tão eficaz a longo prazo.

O imperativo sustentável

Para serem líderes éticos do setor, as organizações têm de demonstrar que estão a fomentar a sustentabilidade de forma voluntária, sistemática e autêntica, não apenas para seguir uma tendência. No entanto, as marcas que duram são aquelas que conseguem adaptar-se à mudança. Nem todas as empresas defenderam a sustentabilidade desde o início, mas, ao aproveitar a tendência, elas demonstram aos investidores que são capazes de se adaptar a novas expectativas e comportamentos, em vez de serem deixadas para trás. Ao reforçar estas mensagens, as organizações podem construir uma reputação de longevidade.

A sustentabilidade e a necessidade de um modelo económico mais circular não podem ser ignoradas. Contudo, as empresas não devem simplesmente encarar isto como uma obrigação – é uma excelente oportunidade. A multiplicidade de vantagens, incluindo vantagens comerciais, perceção da marca, relações com investidores e poupança de custos, pode ser demasiado boa para ignorar.

Produtos e soluções relacionados

Explorar mais

  • ARTIGO

    Economia circular, sustentabilidade e oportunidades de negócio

    Criar valor e, ao mesmo tempo, proteger o ambiente.

  • Artigo

    Refabricado vs. renovado: qual deve escolher?

    Uma diferença com uma distinção: renovado vs. refabricado. Criar um ambiente de TI sustentável.

  • ARTIGO

    Futuro sustentável

    Saiba mais sobre a estratégia de sustentabilidade da Canon, os objetivos de melhoria e a gestão de certificação e conformidade relacionadas com a sustentabilidade.

  • Não tem a certeza de quais os produtos necessários para a sua empresa?

    1. https://www.carbontrust.com/resources/corporate-attitudes-towards-sustainability-2020
    2. https://www.un.org/sustainabledevelopment/decade-of-action/#:~:text=2020%20needs%20to%20usher%20in,and%20closing%20the%20finance%20gap.
    3. https://quocirca.com/content/report-findings-global-print-2025-second-edition/
    4. https://www.supplychaindive.com/news/gartner-survey-supply-chain-circular-economy/585962/
    5. https://www.sb-index.com/rankings
    6. https://www.clomedia.com/2018/02/20/millennials-want-workplaces-social-purpose-company-measure/
    7. https://www.clomedia.com/2018/02/20/millennials-want-workplaces-social-purpose-company-measure/
    8. https://gethppy.com/employee-engagement/3-ways-purpose-driven-organizations-increase-employee-engagement