IMPRESSÃO CRIATIVA

Nesta primavera, dê asas à sua atividade artesanal com um projeto de impressão de borboletas

A artesã de papel Aimee Graham demonstra como combinar a impressão e a pintura para criar uma bela arte temática de borboletas.
Canon Camera
A chegada das borboletas é um sinal claro de que a primavera está a chegar. Assim, haverá melhor maneira de acolher a mudança de estação do que criar as suas próprias decorações para a casa cuja temática são as borboletas?

A artista e artesã de papel Aimee Graham começou por fazer joias de origami, mas neste último ano tem vindo a desenvolver novas ideias, a experimentar novos materiais e a publicar as suas criações no seu perfil do Instagram (@aimee__designs).

"Sempre fui criativa e o artesanato tornou-se parte da minha rotina de cuidados pessoais. Ao perceber que as pessoas valorizaram o meu trabalho, ganhei a confiança necessária para começar a construir uma marca", explica Aimee. "Quero criar peças divertidas, individuais e sustentáveis que as pessoas possam utilizar como acessórios ou para decorar as suas casas. Também gostaria de ajudar as pessoas a aceder à sua criatividade."

Aqui, a Aimee explica como utilizou uma impressora da série Canon PIXMA TS5350, modelos do serviço de conteúdo gratuito repleto de inspiração da Canon, o Creative Park, e um pouco de técnica na atividade do artesanato em papel para produzir arte impressionante e criativa com borboletas.

1. Escolher e imprimir modelos para sua arte com borboletas

Uma mulher a imprimir modelos de borboletas artesanais numa impressora da série Canon PIXMA TS5350.

Pode encontrar uma gama de modelos de borboletas pré-preparados no Creative Park para começar. "Não é necessário recorrer a ferramentas e equipamentos complicados para ser criativo", afirma Aimee.

Vai encontrar modelos fantásticos no Creative Park que podem funcionar como base para os seus designs, incluindo móbiles de borboletas e autocolantes de parede 3D. Também pode encontrar inspiração para o seu projeto de artesanato em papel na aplicação Creative Park, que está disponível para iOS e Android. Para imprimir a partir da aplicação, terá de ligar uma impressora a jato de tinta Canon PIXMA compatível – consulte esta lista de modelos de impressoras suportadas*.

"A impressão é um excelente ponto de partida para as suas criações", afirma Aimee. "Se considerar algo demasiado desafiante, pode sempre começar por imprimir modelos e contornos. Pode utilizá-los para traçar e recortar os seus próprios designs para découpage, colagens ou apenas para se inspirar."

A Aimee utilizou uma impressora da série Canon PIXMA TS5350 e papel fotográfico Plus Glossy e papel fotográfico Matte para imprimir os seus modelos e considerou que a impressora era rápida de configurar e de utilização fácil. "Foi extremamente fácil de utilizar no que diz respeito à alimentação de papel e à alteração das definições do formato de papel. É ligeiramente mais compacta em relação a outras impressoras que utilizei no passado, pelo que também tem um aspeto agradável".

"A qualidade do papel era igualmente perfeita", acrescenta. "Por vezes, o papel pode desintegrar-se ligeiramente após o trabalhar continuamente, por isso, foi muito agradável utilizar algo forte o suficiente durante o processo e o produto final permaneceu estável após terminar a sua manipulação, que incluía fazer orifícios e passar arame pelos mesmos!"

2. Decorar as borboletas artesanais

Uma mulher com brincos de argola grandes a cortar uma imagem de uma borboleta com um x-ato.

Para Aimee, o artesanato em papel é também uma forma de cuidado pessoal. "Além da satisfação que o processo e a peça concluída proporcionam, é uma atividade de consciência plena que pode ser utilizada como uma forma de meditação", afirma.

Uma mulher a dobrar borboletas de papel coloridas junto à respetiva impressora da série Canon PIXMA TS5350.

Após imprimir o modelo, pode utilizar o seu lado criativo para decorar as borboletas de papel à sua maneira.

A Aimee utilizou os autocolantes de parede 3D no Creative Park como ponto de partida para os seus designs. "Os modelos proporcionaram-me um ponto de partida específico. Eu sabia quais eram as formas de que mais gostava e isto simplificou o processo e permitiu-me evitar pensar demais", explica. "As borboletas foram o foco principal do trabalho e tudo o resto foi criado apenas para construir o cenário." A Aimee transferiu o modelo e as instruções para criar um lote de borboletas que planeou organizar numa campânula de vidro (vitrina de cúpula de vidro), juntamente com flores de papel crepado e folhagem e mais algumas das suas próprias criações que pintou.

Em seguida, ela começou a focar-se nos designs individuais das molduras, mas desta vez utilizou modelos de borboleta em branco que adquiriu online, pintando ela mesmo os padrões delicados da asa com aguarelas e canetas, utilizando as suas borboletas preferidas do Creative Park como guia.

"O meu foco principal consistiu em transformar os modelos de contornos em borboletas a cores que posteriormente transformaria em 3D. Nessa altura, o que fazia era essencialmente colorir. Foi revigorante desconstruir o processo criativo até às suas raízes e simplesmente divertir-me", afirma Aimee.

Se não tiver aguarelas e canetas, os lápis de cor também funcionam. Por outro lado, se pretender criar um tipo de artesanato ligeiramente mais simples, pode tentar imprimir os autocolantes de parede 3D prontos para pintar com o papel fotográfico magnético Canon ou o papel fotográfico autocolante reutilizável Canon para criar uma exposição instantânea vibrante no frigorífico, na parede do quarto, no tablet ou no bloco de notas.

"A qualidade das impressões foi excelente", afirma Aimee. "Não havia manchas de tinta e as linhas impressas eram realmente finas."

3. Expor as suas borboletas artesanais de papel

Uma mulher a apresentar três borboletas de papel numa moldura de madeira.

Utilizar uma moldura para apresentar os quadros de borboletas é uma ótima maneira de mostrar o seu trabalho árduo.

Uma mulher a montar uma exposição de borboletas artesanais utilizando uma pequena cúpula de vidro.

O artesanato em papel pode ser um hobby incrivelmente versátil. "É um meio em 2D que pode ser tratado como tal ou transformado em algo em 3D. Basta ter um pouco de imaginação para dar vida a imensas ideias", afirma Aimee.

A Aimee conseguiu constatar imediatamente a facilidade que teria em incorporar borboletas de papel nos seus designs, dado que algumas das suas especialidades incluem criar ramos de flores de papel crepado, decorações de parede e molduras.

"Todo o meu trabalho é inspirado pela natureza, por isso imaginei que as borboletas funcionariam muito bem", afirma. "Imediatamente, consegui imaginar a campânula de vidro na minha mente e estava muito entusiasmada para a criar."

Para expor três das suas borboletas de papel pintadas em quadros, a Aimee escolheu uma moldura de madeira e fixou uma etiqueta com informações da espécie escrita à mão ao lado de cada uma.

"Adoro utilizar campânulas de vidro e molduras desta forma", explica. "Faz-me lembrar os frascos de espécimes que se veem em lugares como o Museu de História Natural. Ao preservar a beleza, a natureza e a história desta forma está a transformar um objeto numa obra de arte."

4. Não tenha receio em experimentar

Uma mulher a pendurar uma moldura de madeira com três borboletas de papel numa parede de tijolo.

A utilização de diferentes formas de apresentação pode proporcionar um elemento adicional aos seus projetos de artesanato em papel, como é o caso desta elegante moldura.

Uma mulher coloca uma cúpula de vidro cheia de borboletas de papel coloridas numa superfície de madeira.

Quando se trata de artesanato em papel, o melhor é começar por pequenos projetos. "Pode tornar os projetos mais desafiantes à medida que a sua técnica melhora. Não é necessário começar imediatamente com algo muito difícil", afirma Aimee.

A Aimee ficou muito satisfeita com os seus produtos finais e, apesar de ter sido sempre uma pessoa criativa durante a sua vida, pensa que é possível para qualquer pessoa alcançar resultados semelhantes.

"Acho que todos temos um lado criativo dentro de nós", afirma. "Criar uma obra de arte pode ser avassalador, especialmente quando se cria algo do nada. No entanto, se começar de forma simples e iniciar o processo aplicando a sua energia para ver até onde o leva, provavelmente irá perder-se no mesmo. Essa é a magia.

"A jornada criativa torna-se mais importante do que a obra final. Basta manter o processo simples, torná-lo divertido e continuar a tentar."


Para obter mais inspiração para artesanato em papel, siga-nos no Pinterest. Não se esqueça de partilhar as suas criações nas redes sociais utilizando a hashtag #MadeWithPIXMA.



Escrito por Andrea Ball



*Se a sua impressora não for suportada, consulte o Website Creative Park.

Produtos relacionados

Artigos relacionados