IMPRESSÃO CRIATIVA

Descubra o mundo dos trabalhos manuais em papel artístico com o Canon Creative Park

Veja como um artista talentoso utiliza a sua impressora Canon PIXMA para elevar um modelo de guarda-rios do Canon Creative Park ao próximo nível.
Um brilhante guarda-rios em papel está pousado na mão de uma pessoa, com plantas e pinturas visíveis no fundo.

Existem milhares de ideias e modelos de papel à escolha no Canon Creative Park, que vão desde a arquitetura à decoração sazonal. Basta escolher o seu modelo e seguir as instruções. Mas, e se quiser elevar a sua criação ao próximo nível? É aqui que o artista e ilustrador Zack Mclaughlin, da Paper & Wood, entra em ação para dar uma mãozinha astuta.

Zack tem um amor de longa data pelo mundo natural e um interesse particular por aves, gosta tanto de as observar como de as fotografar com a sua Canon EOS 90D. Criou instalações para grandes superfícies comerciais de renome, museus e até mesmo para Sir David Attenborough. A atenção de Zack ao detalhe é o que o distingue e a sua admiração pela natureza é vista em todas as suas criações.

Parece adequado que Zack, um entusiasta de aves, aceite este desafio de papel em 3D e escolha um guarda-rios como seu foco.

Começar

Uma impressora Canon PIXMA está numa bancada de trabalho junto a um computador portátil aberto, a imprimir um modelo do Canon Creative Park apresentado no ecrã do computador portátil.

As peças em papel 3D para adultos podem ser desafiantes e gratificantes em igual medida, e o Canon Creative Park está repleto de ideias para trabalhos manuais em papel que pode explorar.

Um homem inclina-se sobre uma secretária, usando cuidadosamente um bisturi para cortar modelos de folhas de papel num tapete de corte.

Os trabalhos manuais em papel podem ser uma ótima maneira de se deixar envolver num processo criativo, desde a impressão dos modelos até ao corte e montagem. "É muito fácil ficar tão absorto e horas depois perceber que estou realmente cheio de fome ou sede. Perco-me no trabalho", afirma Zack. "Tenho sempre o rádio ligado ou ouço um audiolivro de fantasia. Sou um cromo de corpo e alma."

O primeiro passo de qualquer processo criativo deve ser a observação e preparação. Zack tinha visto e fotografado alguns guarda-rios nos pântanos locais. "Adoro sair e fotografar a natureza, especialmente em manhãs tranquilas, bem cedo, e desfrutar de um momento pacífico", afirma Zack. "Quero levar essa sensação para o espaço interior."

Juntamente com as suas próprias imagens, Zack consulta regularmente livros e desenhos online para se preparar para uma criação. Depois de escolher o seu modelo de guarda-rios no Canon Creative Park, que está disponível como aplicação para smartphone e website, imprimiu-o a ele e a outras imagens como fonte de inspiração com a impressora da série Canon PIXMA TS5350a.

Para garantir uma impressão perfeita, com cores e contornos precisos, Zack seguiu um processo rápido e fácil de manutenção da impressora nas Definições, trabalhando em todas as verificações de bicos injetores necessárias. Também mudou o modo para Melhor qualidade, em vez de Rascunho ou Standard. Depois de resolver isso, estava na hora de dar asas à criatividade.

"Adoro o desafio de utilizar material como papel para recriar algo tão bonito que existe na natureza", diz Zack. "Há tanto que se pode fazer com papel, como o relevo, e o papel fotográfico mate da Canon é o material perfeito para isso. Todo o papel é ligeiramente mole, pelo que, aplicando pressão, deixa uma reentrância. É fantástico ir além da ideia que as pessoas têm de o papel ser algo bastante plano; tem tanto potencial!"

O planeamento e o processo

Os vários componentes diferentes de um modelo de guarda-rios em papel, alguns montados e outros ainda em curso, encontram-se junto a uma tesoura numa mesa.

Zack estudou ilustração e passou anos a ilustrar livros infantis antes de perceber que estava atraído pelas criações em 3D. "É engraçado perceber que já não faço muita ilustração; é tudo em 3D", refere. "É algo que nunca sonhei em fazer quando era mais jovem. Nem pensei que fosse uma possibilidade."

Um par de mãos usa uma tesoura para cortar uma pena de papel.

"Faço uma grande pilha de penas, mas é sempre um pouco um jogo de adivinhação", afirma Zack. "Chego ao fim e percebo que preciso de mais alguma coisa. Começo razoavelmente preparado, mas, por vezes, pode tornar-se um pouco caótico."

Sem surpresas, fazer o modelo de guarda-rios padrão no Canon Creative Park foi bastante simples para Zack, mas ele conferiu alguns toques pessoais que realçaram a sua derradeira motivação: dar vida às suas aves em papel.

"Sempre me esforcei para tornar os meus modelos realistas", explica. "A magia está nos detalhes. Só quando se olha muito de perto é que podemos começar a compreender como são feitos."

Depois de Zack ter impresso todos os elementos planos e tê-los cortado com um bisturi, adicionou as penas de papel antes de unir as peças. Utilizando papel colorido texturizado de 160 g/m², Zack cortou uma forma de folha básica e segurou-a entre o dedo e o polegar. Assentando a tesoura noutro dedo, cortou em torno do rebordo, criando franjas em cada peça. Para todos os seus projetos, faz isso com grande destreza. "Nunca me cortei", afirma. "Tenho um dedo como segurança atrás, para que possa sentir onde a lâmina está a cada momento."

Zack estima que usou cerca de 400 penas de papel para este guarda-rios, e aconselha a começar sempre pela cauda e, em seguida, adicionar camadas. Acrescentando toda a plumagem extra com as penas adicionais, Zack sabia que precisava que o bico e as patas fossem cerca de 10% maiores, caso contrário, ficaria desproporcionado.

Atenção ao detalhe

A mão de uma pessoa segura um guarda-rios em papel, enquanto a outra mão usa um pincel fino para pintar a cabeça do guarda-rios.

"Utilizo tintas acrílicas e diluo-as com água e, em seguida, uso bolhas de tinta mais espessas para toques de cor mais fortes", explica Zack. "Gosto de utilizar tintas iridescentes que se prestam bem à textura das aves."

Assim que a ave ficou emplumada, colada e seca, Zack usou tintas acrílicas para acrescentar os detalhes. "Felizmente, os modelos do Creative Park são bastante detalhados, pelo que me ajudaram com a coloração da ave", revela.

Envernizou o bico após a pintura para lhe dar um aspeto brilhante e realista, e adaptou os olhos do guarda-rios para os tornar mais reais, utilizando bolas acrílicas e pintando-as. Depois criou uma pálpebra secundária de outro modelo, de modo a que os olhos parecessem ligeiramente inseridos.

Para Zack, a arte dos trabalhos manuais e da criação é meditativa. "Esqueço-me de tudo o resto que se passa no mundo, mesmo quando as coisas não correm como planeado", confessa. "Deixo de pensar sobre quaisquer outros problemas da vida. Não existem ecrãs que distraiam, pois estou a utilizar as minhas mãos. É bastante tátil e afasta-me de tudo o resto."

O produto acabado

Um guarda-rios em papel terminado está empoleirado no ramo de uma campânula que se encontra ao lado de um vaso de plantas numa mesa.

Um projeto que durou quatro dias, este guarda-rios tornou-se um trabalho de amor para Zack, assim como todos os seus projetos. "Tudo o que tenho na minha cabeça é o resultado final, e quero sempre acertar", diz.

Quando estava quase concluído, foram feitos mais alguns ajustes, tais como inclinar a cabeça para apontar ligeiramente para baixo, de modo a que parecesse que a ave estava pronta para atacar um peixe desprevenido. Por fim, Zack decidiu exibi-la empoleirada no ramo de uma campânula. "Prendi um fio metálico à base e moldei-o utilizando massa de modelação e um palito para criar textura antes de o pintar", explica.

Para muitos que veem as peças de Zack, pode ser a única forma de se aproximarem e examinarem algumas destas aves. "Quero ajudar a tornar as pessoas mais conscientes e apreciadoras da natureza; também pretendo trazer a natureza para o espaço interior, mas deixá-la incólume no mundo natural. O que eu faço já foi comparado ao taxidermista vegan" gracejou.

Se ficou inspirado pelas impressionantes criações em papel de Zack, por que não experimenta qualquer um dos modelos disponíveis no Canon Creative Park? Não se esqueça de partilhar as suas criações em papel nas redes sociais com a hashtag #MadeWithPIXMA.

Escrito por Natalya Paul

Produtos relacionados

  • Impressoras para casa

    Série PIXMA TS5350a

    Mostre as suas capacidades criativas com o manuseamento versátil de suportes, aplicações criativas fantásticas e opções de conetividade perfeita ao smartphone da série PIXMA TS5350a
  • Impressoras jato de tinta

    Matte Photo Paper MP-101

    O papel mate para fotografia produz fotografias, gráficos e texto de elevada qualidade com um acabamento mate. Também é apropriado para utilizações mais criativas, tais como cartões de felicitações, cartazes e criações em papel.
  • Impressoras jato de tinta

    Matte Photo Paper MP-101D

    Concretize as suas ideias com este suporte versátil. Ideal para amadores e entusiastas dos trabalhos manuais, é a escolha perfeita para criar os seus próprios cartões de saudações, decorar álbuns fotográficos ou elaborar trabalhos manuais através do Creative Park.

Artigos relacionados