RESTAURAÇÃO DE FOTOGRAFIAS

Restaure recordações preciosas

Descubra o projeto ReStory que restaura inúmeras fotografias danificadas nas devastadoras cheias que a Bélgica experienciou em 2021.
Mãos a segurar uma fotografia danificada de um bebé a dormir.

Em julho de 2021, a Bélgica sofreu uma das inundações mais devastadoras e repentinas da história, com muitas vidas perdidas e mais de 220 000 casas danificadas ou destruídas. Valónia, a região sul belga, mais especificamente a província de Liège, foi uma das zonas mais afetadas, e a área está ainda a recuperar.

Quando perdemos tudo, agarramo-nos às memórias. No entanto, os sobreviventes também perderam milhares de fotografias de imenso valor sentimental, que foram danificadas ou desapareceram.

Através do apoio de um projeto denominado "ReStory", uma iniciativa conjunta entre a agência publicitária Happiness Brussels, vários retocadores digitais voluntários, o laboratório de restauração Object Care e a Canon Belgium, foi lançada uma missão para restaurar o maior número de fotografias possível de vítimas das inundações.

"Na Canon, conhecemos o poder emocional que as imagens acarretam e as histórias que as acompanham", afirma Jacco Leurs, Diretor-Geral da Canon Benelux. "É por isso que apoiamos o programa de restauração de fotografias ReStory e ficámos comovidos com as histórias que estas contam. O projeto destina-se às vítimas das cheias que gostariam de restaurar as suas fotografias danificadas. Desta forma, estas pessoas podem manter as suas memórias intactas e nós podemos ajudar a aliviar o seu sofrimento."

ReStory: um projeto criado para restaurar fotografias danificadas pelas inundações

Uma mulher sentada a uma mesa com uma fotografia danificada pela água.

As fotografias permitem-nos guardar os momentos preciosos de pessoas, lugares e memórias que nos são mais próximos.

Uma fotografia danificada pelas cheias de uma jovem sentada na relva com um cão.

Esta fotografia tinha um significado especial para a sua proprietária: foi tirada numa bela paisagem local que visitava regularmente com a sua irmã.

Durante as inundações, as vozes e os rostos de muitos indivíduos que foram profundamente impactados pelo acontecimento que mudou as suas vidas apareceram em várias notícias. Mattias Vermeire, diretor de negócios da Happiness Brussels, recorda os relatos e a forma como incitaram um movimento para tentar ajudar.

"Apareceu uma mulher na televisão a explicar que tinha perdido tudo, mas que tinha um álbum de fotografias do seu casamento e fotografias de férias", explica. "Disse: «Posso substituir a minha televisão e tudo o que tenho, mas não consigo substituir estas memórias», claro, sem saber quais eram as suas possibilidades. Pensámos: «Podemos ajudar estas pessoas». Começámos por procurar serviços disponíveis que poderíamos utilizar para restaurar as fotografias."

A agência visitou a Object Care, uma empresa especializada em restauração de objetos através da estabilização química, para restaurar as fotografias danificadas.

À procura de memórias para restaurar

Uma mulher no meio de destroços a segurar um álbum de fotografias com uma fotografia de casamento danificada.

Esta mulher perdeu o marido nove anos antes das cheias inundarem a sua casa. Ela estava desesperada para conseguir conservar as memórias do seu tempo juntos, em particular as suas fotografias de casamento.

Uma mulher em frente a uma parede a segurar uma fotografia a preto e branco manchada de um triciclo.

Pode pensar que as fotografias danificadas pela água não podem ser restauradas. No entanto, estas podem ser limpas e restauradas através de técnicas digitais.

Com o seu plano em vigor, a equipa Happiness Brussels promoveu o projeto através de grupos do Facebook e organizações sem fins lucrativos que prestam assistência às vítimas das cheias. No entanto, a resposta inicial foi limitada. "Contactámos a Canon Belgium, deram-nos o melhor equipamento cinematográfico que a Canon tem e fizemos um documentário sobre o assunto", explica Mattias. "Depois disso, fomos ao encontro das pessoas no local."

"Ficámos durante três dias e conversámos com todos os que passavam, a explicar o que iríamos fazer. Algumas pessoas diziam: «Vocês podem ajudar-me, ainda tenho algumas fotografias" ou "Eu conheço alguém que precisa da vossa ajuda»."

A equipa iniciou então o processo de restauração, documentando o projeto através de entrevistas gravadas, presentes tanto num pequeno documentário como numa exposição de fotografia durante o evento Photo Days na Brussels Expo em outubro de 2021. Pouco depois, cada vez mais pessoas começaram a contactar-nos para restaurar as suas fotografias, com o projeto a expandir para o ano seguinte.

O processo de restauração de fotografias

Uma fotografia amarrotada e danificada pela água de uma mulher a comer.

"As fotografias que recolhemos não tinham só água", afirma Mattias. "Também tinham areia, sujidade e até materiais como óleo ou tinta. Até recolhemos fotografias que estavam totalmente laranja."

Uma fotografia retocada de uma mulher a comer.

Embora haja algumas limitações ao que pode ser restaurado, o processo é surpreendentemente eficaz. Até as imagens mais desgastadas podem ser drasticamente melhoradas.

O processo de restauração da Object Care envolve a limpeza manual de cada imagem. Uma equipa de retocadores voluntários da agência Happiness Brussels trabalha em seguida para aperfeiçoar as imagens.

"Não têm medo de pegar numa fotografia danificada e colocá-la na água", afirma Mattias. "No início, fizemos muita coisa, mas eles sabiam exatamente o que tinham de fazer. Colocavam-na na água para tentar retirar todos os diferentes elementos e conseguir uma imagem o mais limpa possível. Depois, digitalizavam-na ao tirar uma fotografia da mesma com uma câmara Canon. E era aqui que nós entrávamos.

"Criamos fotografias publicitárias, utilizando o Photoshop e outras técnicas para melhorar ou juntar fotografias. Pensámos: «Podemos aplicar esta experiência nas fotografias danificadas para as limpar e retirar as manchas e as marcas»."

Os nossos retocadores digitais voluntários passaram cerca de 1000 horas a limpar as imagens danificadas pelas cheias para o projeto ReStory e alguns freelancers também entraram em contacto para se voluntariarem. O processo de edição tem limitações, mas, apesar disso, os resultados e a resposta têm sido extraordinários.

"Não conseguimos reinventar a forma como uma pessoa aparece numa fotografia onde metade do rosto desapareceu devido aos danos. No entanto, podemos reconstruir o céu e as árvores, assim como remover as manchas que se encontram sobre as pessoas nas imagens", afirma Mattias.

As fotografias reparadas foram impressas na Canon imagePROGRAF PRO-1000 para impressões vibrantes e de qualidade profissional. "Estamos a recolher muitas fotografias neste momento, para que possamos ajudar o maior número de pessoas possível. Estamos a organizar excursões para ir buscar as fotografias em pessoa porque, naturalmente, devido ao valor emocional que essas fotografias têm, as pessoas não se sentem confortáveis ao colocá-las num envelope e a enviá-las por correio."

As candidaturas para restaurar imagens danificadas pelas inundações podem ser feitas em www.restory.photo

Cinco sugestões para restaurar imagens antigas ou danificadas

Mãos a segurar um álbum de fotografias danificadas, sendo a fotografia mais acima um retrato de uma criança pequena.

"Muitas pessoas têm apenas duas ou três fotografias para restaurar, o que significa que podemos ajudar muitas pessoas", afirma Mattias. "Esse é o nosso objetivo. Não queríamos ajudar três ou quatro pessoas com 100 ou 200 fotografias. Queríamos ajudar muitas pessoas com um número inferior de fotografias com que se preocupam, fotografias que as fazem reviver as suas memórias."

1. Não tente secar as suas fotografias rapidamente

"Com as imagens danificadas pela água, deve-se evitar secá-las imediatamente e colocá-las perto de sistemas de aquecimento, pois irá danificar ainda mais as fotografias", aconselha Mattias. "O papel começa a ficar mais duro e irá criar rachadelas, que, na verdade, é uma mudança química impossível de corrigir. Quando as fotografias estão danificadas, o melhor a fazer é mantê-las no mesmo ambiente."


2. Coloque as fotografias num saco fechado com vapor de água

Para quem pretende enviar as suas fotografias a restauradores profissionais: "Se a sua fotografia tiver estado em contacto com água, deve colocá-la num saco fechado com algum vapor ou gotas de água para manter as mesmas condições", afirma Mattias.


3. Para restaurar imagens antigas sozinho, digitalize-as antes de as importar para o Photoshop ou para o Digital Photo Professional (DPP)

Digitalize ou tire uma fotografia de alta qualidade da fotografia que pretende restaurar. Em seguida, abra a versão digital num software de edição como o Adobe Photoshop. Depois de criar uma cópia da sua imagem, faça todos os ajustes de recorte e endireitamento necessários.


4. Corrija as zonas danificadas e faça correções de cores

O pincel de recuperação do Adobe Photoshop pode ajudar a eliminar dobras, remover manchas e corrigir rasgos, bem como quaisquer áreas danificadas afetadas pela água ou pelo envelhecimento. Não se esqueça de criar uma nova camada para todas as alterações que fizer, para que não edite a camada original de fundo. Também pode utilizar a ferramenta de redução de ruído para reduzir os grãos. A descoloração é uma caraterística comum nas fotografias antigas, pelo que é também frequentemente aconselhável fazer correções de cores para obter impressões de qualidade. O software de processamento e edição de fotografias RAW DPP da Canon também tem opções para aperfeiçoar as suas imagens, incluindo ajustar as cores e a nitidez.


5. Prepare a impressão

Guarde a imagem num formato de ficheiro de imagem adequado, como JPEG, PNG ou TIFF, antes de imprimir em casa. Se a sua câmara o suportar, é aconselhável fotografar em RAW, uma vez que esta opção oferece a máxima flexibilidade de edição. A Canon PIXMA PRO-200 A3+ compacta e versátil é perfeita para impressões monocromáticas e a cores de alta qualidade. Se pretende restaurar as imagens sozinho, esta impressora sem fios oferece um sistema de 8 tinteiros à base de corantes para uma reprodução excecional e formatos de impressão personalizáveis. A gama PIXMA acessível também proporciona resultados de qualidade ao imprimir fotografias em casa. O Canon Pro Platinum PT-101 é um papel fotográfico grosso e brilhante para uma impressão com acabamento de estúdio e excelente resistência ao esbatimento.


Adobe e Photoshop são marcas comerciais registadas ou marcas comerciais da Adobe nos Estados Unidos e/ou noutros países.


Escrito por Lorna Dockerill

Produtos relacionados

Artigos relacionados

  • Uma fotografia "antes e depois" de um casal no seu dia de casamento junto a um lago, escura e não editada à esquerda, mostrando a versão mais clara à direita, editada no DPP.

    NOÇÕES BÁSICAS DE EDIÇÃO

    Como editar fotografias especiais

    Melhore as suas fotografias de ocasiões especiais com estas sugestões simples para edição de fotografias.

  • Uma fotografia "antes e depois" de um campo de relva alta, escura e não editada à esquerda, mostrando a versão mais clara à direita, editada no DPP.

    EDIÇÃO DE FOTOGRAFIAS/PÓS-PRODUÇÃO

    Editar imagens RAW com o DPP

    Descubra como editar, aperfeiçoar e melhorar as suas fotografias RAW utilizando o software DPP da Canon.

  • Impressões a preto e branco de crianças e famílias dispostas em grelha no chão.

    IMPRESSÃO CRIATIVA

    As melhores sugestões para expor as impressões

    Descubra como transformar a sua casa com magníficas impressões de fotografias de família em estilo de galeria.

  • Uma impressora Canon SELPHY SQUARE QX10 junto a um álbum de recortes repleto de pequenas impressões.

    IMPRESSÃO CRIATIVA

    Melhore a sua disposição com a impressão

    As fotografias captam momentos no tempo. Por isso, dê vida às suas memórias com a impressão, seja com autocolantes, álbuns de recortes ou estampagens.