Tulips in a garden framed by trails of light.

FOTOGRAFIA DE JARDIM

Desenvolva a sua criatividade: três projetos para experimentar no jardim

Um jardim é uma bênção para os afortunados que têm um. Um espaço exterior não só oferece a oportunidade de apanhar ar fresco, apanhar sol e vislumbrar a vida renovada, como também oferece muitas e excelentes oportunidades de fotografia. Aqui, exploramos três técnicas para dar início à sua criatividade, desde pintar túlipas com luzes e fotografar as estrelas, a fotografar magníficas aves de jardim...

Visão noturna – pintar com a luz

Seguindo alguns passos básicos, é fácil criar a sua própria obra de arte de pintura com luz

1. Prepare o seu equipamento

A torch with different coloured cups taped to the end.
Pode fazer uma varinha de luz com artigos domésticos, como copos de plástico coloridos.

Vai precisar de

  • Câmara
  • Tripé
  • Smartphone
  • Lanterna
  • Copos de plástico coloridos (ou objetos coloridos semelhantes, como recipientes pequenos para armazenamento de alimentos, lenços de papel ou luzes de árvores de Natal multicoloridas)
A pintura com luz é uma técnica simples que pode experimentar no seu jardim depois de anoitecer para criar imagens etéreas vibrantes. Comece por fazer a sua varinha de luz – empilhámos três copos de plástico coloridos e colámo-los à nossa lanterna. Quando agita a varinha de luz improvisada durante uma exposição longa, esta cria faixas de cor desfocadas.

2. Posicione a câmara

A photographer taps a finger on a screen to focus a shot of a tulip.
Posicione a câmara de forma a que o motivo fique no enquadramento. Pode ser uma flor, uma árvore, uma folha ou qualquer coisa no seu jardim.

Componha uma fotografia de flores, árvores ou quaisquer outros motivos adequados no seu jardim. Pode ser útil fazê-lo primeiro com luz do dia, para que possa aperfeiçoar a composição. Quando anoitecer, coloque a câmara no tripé. Ative o modo de visualização direta para que possa ver a imagem no visor LCD traseiro, incida uma lanterna sobre o motivo e toque no visor para focar o motivo. Defina a objetiva para focagem manual para fixá-la no lugar. É necessário que a exposição dure 30 segundos ou mais. Algumas câmaras dispõem de um modo B dedicado no seletor. Neste caso, selecione B para "Bulb", o que significa que pode bloquear o obturador aberto durante o tempo que desejar. Caso contrário, terá de selecionar o modo Tv (Prioridade ao obturador) e definir a velocidade do obturador a partir daí. Defina o ISO para 100 para reduzir a sensibilidade do sensor e manter o ruído num nível mínimo e, em seguida, escolha uma abertura estreita, como f/22. Poderá ter de experimentar a abertura consoante a força da sua lanterna. Para resultados mais brilhantes, escolha um número f mais baixo e, para resultados mais escuros, aumente o número f.

3. Ligue o seu telemóvel

A Canon EOS 90D connected to a smartphone with the Canon Camera Connect app.
Utilize a imagem de visualização direta no seu smartphone para ver o aspeto do seu quadro de luz na imagem final.

Pode utilizar a aplicação Camera Connect da Canon no telemóvel para iniciar e parar a exposição "Bulb". Transfira a aplicação para o telemóvel e aceda às Definições de rede no menu da câmara para estabelecer ligação. A aplicação permite-lhe acionar o obturador sem ter de voltar à câmara, libertando-o para se concentrar na pintura com luz. A imagem de visualização direta para o telemóvel também ajuda a planear onde apontar com a lanterna, uma vez que pode ver exatamente como irá afetar a fotografia assim que o obturador for ativado.

4. Pinte com a lanterna

Artigos relacionados
A woman poses for a portrait, sitting next to a window, in-between a reflector and plant.

FOTOGRAFIA DE INTERIORES

Projetos de imagens perfeitas: três ideias para sessões fotográficas criativas em casa

Seja criativo em casa. Sugestões sobre como fotografar retratos cinematográficos, imagens macro abstratas e vídeos em time-lapse.

A time stack of a tulip in bloom.

TIME-LAPSE

Crie e imprima time stacks de time-lapse

Transforme uma fotografia em time-lapse numa única imagem com este tutorial sobre como criar time stacks de uma série de imagens.

A water droplet on a flower stem, reflecting a flower head.

FOTOGRAFIA MACRO

Fotografia macro abstrata: fotografar a refração da água

Seja criativo com a fotografia de flores e descubra como captar imagens macro de gotas de água que refletem flores.

A hand waves a torch with colourful cups taped to the end, causing it to blur.
A pintura com luz é uma forma simples e divertida de adicionar outra camada às suas imagens, criando fundos abstratos para motivos nítidos.

Inicie a exposição "Bulb" com o seu telemóvel e comece a movimentar a varinha de luz à volta da cena. Tente movimentar a lanterna atrás de objetos para que apareçam em silhueta. Se quiser adicionar mais luz a uma parte específica da cena, basta apontar a lanterna para essa parte durante alguns segundos. Apontámos a lanterna para a túlipa da frente por alguns segundos para realçar o vermelho, antes de a movimentar em redor do canteiro atrás para criar o fundo colorido.

Liberte-se – fotografe aves de jardim

Um comedouro para pássaros bem colocado irá atrair visitantes regulares e tornar-se-á no cenário ideal para fotografar aves de jardim.

1. Monte um comedouro para pássaros

James Paterson photographing a bird feeder in his garden.
Pode ficar surpreendido com a quantidade de vida selvagem que pode fotografar nas proximidades da sua casa.

É provável que um comedouro para pássaros instalado atraia visitantes mais emplumados. Por isso, use um comedouro existente ou coloque um alguns dias antes e encha-o com frutos secos e sementes. A manhã é geralmente a melhor altura para a atividade dos pássaros, pelo que deve colocar-se em posição cedo. Esconda-se atrás de arbustos ou de uma sebe, se possível, ou fotografe de uma janela em sua casa. Planeie a sua posição em relação ao sol. Para cores ousadas, é aconselhável ter o sol atrás de si, mas se quiser um aspeto atmosférico em contraluz, fotografe na direção do sol. Qualquer que seja o local que escolher, idealmente, quererá um fundo liso numa cor que contraste ou complemente o pássaro, preferivelmente não preto! Se possível, evite fotografar contra algo que esteja demasiado sobrecarregado ou que cause distração.

2. Utilize uma teleobjetiva.

Utilize o modo de disparo silencioso para evitar assustar o motivo e deverá ser capaz de captar imagens de vida selvagem incrivelmente detalhadas.

Com motivos tão pequenos e irrequietos, precisa de uma teleobjetiva para preencher o enquadramento. Aqui, utilizámos duas objetivas de zoom, uma Canon EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS STM e uma Canon EF 100-400mm f/4.5-5.6L IS II USM. Se, tal como estas, a sua objetiva tiver um Estabilizador Ótico de Imagem, ligue-o para ajudar a evitar a desfocagem causada pela vibração da câmara. Uma câmara com sensor de corte (APS-C), como a Canon EOS 90D, pode ser útil para motivos distantes. O fator de zoom de 1,6 significa que uma distância focal de 135 mm se torna efetivamente 216 mm, e 400 mm se tornam nuns impressionantes 640 mm. Com os 32,5 megapixels da câmara, também pode cortar digitalmente mais tarde, pelo que uma objetiva de 70-300 mm seria adequada para pássaros pequenos. Com motivos menos tímidos, como este simpático pisco, poderá conseguir aproximar-se lentamente para conseguir uma fotografia com ângulo ainda mais estreito.

3. Definições de exposição

The back of a Canon EOS 90D showing the shutter speed settings.
Vai precisar de uma velocidade do obturador elevada para captar um pássaro em movimento.

Defina o seletor de modo de câmara para M para o modo manual e, em seguida, prima o botão Q e defina a abertura para f/5,6 ou inferior para uma profundidade de campo reduzida para desfocar o fundo. Defina a velocidade do obturador para 1/1250 segundos ou mais rápido e defina o ISO para Auto para se adaptar às condições. À luz do dia, o ISO pode subir para 1600 ou mais, o que aumenta inevitavelmente o ruído da imagem, mas o desempenho de ISO da Canon EOS 90D significa que o ruído é controlável, mesmo em sensibilidades ISO mais elevadas. Para motivos em movimento rápido, como pássaros em voo, irá precisar de velocidades de obturador mais elevadas para captar um bom nível de detalhe. Porque não definir o modo personalizado 1 para estas definições para pássaros num comedouro e o modo personalizado 2 para definições mais rápidas para pássaros em voo, para que possa mudar rapidamente se surgir a oportunidade?

4. Selecione o modo de avanço de alta velocidade

The back of a Canon EOS 90D showing high speed continuous shooting settings.
O modo de disparo rápido é provavelmente a melhor abordagem para fotografar motivos em movimento rápido.

Quando um pássaro surge, é aconselhável fazer uma sequência de disparos para melhorar as suas hipóteses de obter a imagem perfeita. Prima o botão Q e defina o modo de avanço para disparo contínuo de alta velocidade. A Canon EOS 90D dispara 10 fotogramas por segundo com acompanhamento de focagem automática ou 11 fps em visualização direta. Defina o modo de focagem automática para AI Servo, para que seja ativado continuamente enquanto prevê o movimento do motivo. Em seguida, defina o ponto de focagem para Único. Mova o ponto sobre o pássaro e prima o botão do obturador até meio para fixar e, depois, mantenha o botão do obturador premido para começar a fotografar.

5. Retire os alimentos do enquadramento

Para captar uma fotografia mais natural, componha a sua imagem com o comedouro para pássaros fora do campo de visão e foque o motivo.

As fotografias de pássaros com aspeto mais natural são aquelas que não incluem um comedouro ou outros sinais de pessoas. Por isso, procure oportunidades para retirar estes elementos do enquadramento. Muitas vezes, os pássaros saltam em ramos perto de um comedouro antes de passarem à comida. Esta é uma boa altura para começar a fotografar. Se verificar que o som da sua câmara assusta os pássaros, desligue o aviso sonoro de confirmação do bloqueio de focagem (no menu de aviso sonoro daCanon EOS 90D e de outras câmaras) e defina a unidade para disparo silencioso para um clique mais silencioso.

Aponte para as estrelas – astrofotografia

Fotografe estrelas com um motivo em primeiro plano para obter uma imagem final mais interessante.

1. Instale um tripé

A photographer sets up a tripod in his garden to take a photo of the night sky.
A utilização de um tripé irá manter as suas imagens nítidas durante exposições longas.

As estrelas são mais bem fotografadas em noites límpidas sob uma lua nova quando o céu está muito escuro. A poluição luminosa pode ser difícil de evitar, mas é possível obter imagens nítidas das estrelas num cenário urbano. Para começar, coloque a câmara num tripé. Tente enquadrar para incluir alguns detalhes de primeiro plano, como estas árvores, para uma fotografia de paisagem estelar. Ao escolher para onde apontar a câmara, uma aplicação de céu noturno para telemóvel pode ajudar a escolher constelações ou o centro da Via Látea.

2. Concentre-se numa estrela distante

A photographer’s hands holding a Canon EOS 90D with a zoom lens attached.
Foque uma única estrela ou um grupo de estrelas ao compor a sua fotografia. Lembre-se de aumentar e diminuir o zoom ao compor.

Terá de utilizar a focagem manual para fixar uma estrela distante. Ative a visualização direta e procure uma estrela muito brilhante no céu. Prima o botão de zoom na câmara duas vezes para aumentar o zoom da estrela no visor. Defina a objetiva para focagem manual e, em seguida, rode o anel de focagem (o que está mais perto da extremidade da objetiva) até a estrela ficar nítida. Quando terminar, pode voltar a diminuir o zoom e recompor, se necessário.

3. Selecione uma velocidade do obturador

The screen of a Canon EOS 90D showing the Long exposure noise reduction setting.
Escolha a velocidade do obturador certa para o efeito que pretende criar: utilize uma velocidade do obturador lenta para desfocar o movimento e uma velocidade do obturador elevada para congelar o movimento.

A rotação da Terra significa que as estrelas nunca são estáticas. Por isso, se a velocidade do obturador for demasiado longa, as estrelas irão desfocar-se e transformar-se em rasgos de luz. A "regra 500" pode ser útil aqui. Trata-se de um método para medir o tempo de exposição máximo a que pode fotografar antes de as estrelas ficarem desfocadas ou de surgirem rastos de luz. A velocidade do obturador não deve ser inferior a 500 dividido pela distância focal da sua objetiva. Assim, com a objetiva definida para 25 mm, pode fotografar durante um máximo de 20 segundos (500 dividido por 25). Exposições longas como esta podem provocar maior ruído na imagem, uma vez que o sensor irá aquecer durante a exposição. Para ajudar a reduzir o ruído, ative a definição de redução de ruído de longa exposição.

4. Escolha a exposição para o céu noturno

The screen of a Canon EOS 90D showing settings for night shooting.
Certifique-se de que tem a sua câmara configurada para fotografar à noite, com um ISO elevado, para evitar imagens escuras e sombrias e, embora possa parecer contraintuitivo, defina também o equilíbrio de brancos para Luz de dia.

Defina o seletor de modos para M para o modo manual e, em seguida, prima o botão Q para definir a sua exposição. Escolha uma grande abertura, como f/5,6, defina a velocidade do obturador para 20 segundos, ou utilize a regra 500, e escolha um ISO elevado, como 3200. Defina o modo de avanço para um temporizador automático de dois segundos ou utilize a aplicação Camera Connect da Canon para evitar a vibração da câmara ao premir o botão do obturador e, em seguida, tire uma fotografia. Avalie a imagem e aumente o ISO se for necessário clarear, ou diminua o ISO para escurecer.

5. Fotografe rastos de brilho das estrelas

Fotografar rastos de brilho das estrelas cria fotografias cativantes com um verdadeiro impacto.

Em vez de lutar contra o facto de as estrelas estarem a mover-se no céu, porque não tentar captar as estrelas como rastos circulares? Terá de fotografar uma série de exposições de 30 segundos continuamente durante algumas horas ou mais. Se a sua câmara tiver um modo de disparo com intervalo (como a Canon EOS 90D, a EOS 6D Mark II e a EOS RP e câmaras profissionais como a EOS 5D Mark IV), ative este modo, defina o intervalo para 1 segundo e o número de disparos para 00 – ilimitado. Defina a velocidade do obturador para 30 segundos e comece a fotografar. Se a sua câmara não tiver disparo com intervalos, pode ter o modo de time-lapse, que pode experimentar com um tempo de exposição longo. Depois de captar um conjunto de fotografias de qualquer forma, pode agrupá-las utilizando o software de processamento de imagem Digital Photo Professional (DPP) da Canon. Utilize a ferramenta de composição e defina cada imagem para o modo de mistura de clarear.


Escrito por James Paterson

Produtos relacionados

Artigos relacionados



A secção Inspirar-se é a sua principal fonte de dicas de fotografia úteis, guias de compras e entrevistas profundas: tudo aquilo de que necessita para encontrar a melhor câmara ou impressora e dar vida à sua próxima ideia criativa.

Voltar a todas as sugestões e técnicas