A time stack image showing a tulip blooming.

FOTOGRAFIA TIME-LAPSE

Momentos no tempo: transforme um time-lapse numa impressão com esta técnica de time stack

Fotografar centenas de imagens que mostram a passagem do tempo numa sequência de time-lapse pode ser maravilhoso, mas não é possível pendurar os vídeos resultantes nas paredes. No entanto, é possível transformar as fotografias em time-lapse numa única imagem para imprimir. Criar uma imagem em time stack envolve tirar uma série de fotografias, assim como faria com um time-lapse. No entanto, em vez de criar um vídeo, retirar diferentes áreas de fotogramas individuais e uni-las numa imagem única e surpreendente que mostra a transição, por exemplo, do dia para a noite.

Explicaremos aqui os princípios básicos para configurar a sua câmara para fotografar em time-lapse, utilizando uma câmara com um temporizador de intervalo incorporado. É uma técnica fotográfica simples que pode experimentar facilmente na sua própria casa/jardim. Capturámos o fascinante movimento das pétalas de tulipas ao longo de uma tarde e de uma noite, mas pode aplicar a mesma técnica a qualquer motivo que se altere lentamente ao longo do tempo, desde um gelado a derreter a uma sequência de paisagem diurna/noturna. Depois de terminar, vamos unir os nossos fotogramas e produzir uma impressão apelativa para a colocar na parede.

1. Fotografar o seu time-lapse

Escolha uma posição

A photographer frames up his subject: a tulip growing in his garden.
Ao escolher um local para fotografar o seu time stack, considere as variações do clima e proteja a câmara dos elementos.

Coloque a câmara num tripé e escolha um ângulo para fotografar. Tenha em conta que a câmara terá de permanecer imóvel durante várias horas, pelo que é melhor escolher um local onde ela não incomode. Se houver previsão de chuva, resguarde a câmara ou fotografe a partir de uma janela. Um dia calmo é o melhor, pois o vento forte pode causar movimentos indesejados na flor. Certifique-se de que tem a bateria totalmente carregada. As tulipas estão totalmente abertas por volta do meio-dia para captar a luz solar nas pétalas espalhadas, por isso, é quando preparamos a nossa fotografia.

Prepare um cenário de fundo liso

A black back drop is used to make tulips stand out.
Um fundo liso tornará a combinação das imagens em time stack muito mais simples.

Se estiver a fotografar um motivo como, por exemplo, uma flor, tente colocar um fundo liso atrás desta. Não só destaca a flor de um fundo de jardim movimentado, como também facilita, posteriormente, a combinação perfeita de várias fotografias numa só. Colocámos um pano preto atrás da flor, mas poderia experimentar com qualquer outra cor de fundo. Para manter o fundo escuro, também nos certificámos de que não existia nenhuma luz solar direta sobre o mesmo.

Defina a exposição

Artigos relacionados
A women touches a paper star hanging from her ceiling.

FOTOGRAFIA DE INTERIORES

Projetos de imagens perfeitas: três ideias para sessões fotográficas criativas em casa

Seja criativo em casa. Sugestões sobre como fotografar retratos cinematográficos, imagens macro abstratas e vídeos em time-lapse.

Tulips in a garden framed by trails of light.

FOTOGRAFIA DE JARDIM

Seja criativo no seu jardim: três técnicas a dominar

Projetos divertidos para experimentar em casa, desde pintar com luz a fotografar as estrelas.

A wild landscape reflects in a lake.

FOTOGRAFIA DE PAISAGEM

5 sugestões para fotografar paisagens em time-lapse

Dê vida às paisagens com estas sugestões fantásticas para fotografia em time-lapse.

The Aperture priority mode settings on a Canon EOS 5D Mark IV.
O modo de Prioridade à abertura (Av) é ideal para fotografar time stacks. A câmara irá ajustar a velocidade do obturador de acordo com a mudança de luz, mas irá continuar a fotografar com a abertura que escolher.

A sua escolha de exposição dependerá do motivo e da iluminação. Em geral, a Prioridade à abertura é uma boa escolha para sequências em time-lapse, onde os níveis de luz mudam ao longo do dia. Isto significa que pode manter a abertura e o ISO fixos, enquanto a câmara ajusta a velocidade do obturador para se adaptar às condições. Uma abertura de gama média, como f/8, é ideal e um ISO baixo, como o ISO 100, ajuda a manter o ruído ao mínimo. Depois de focar o motivo, mude a objetiva para a focagem manual para que permaneça bloqueada durante toda a sequência.

Pense também na qualidade da imagem. As imagens RAW apresentam detalhes adicionais em zonas de luz e de sombra, proporcionando-lhe uma rede de segurança para corrigir a sobre-exposição ou a subexposição. Se não estiver confiante com as RAW, escolha RAW + JPG, mas lembre-se de que esta opção requer mais espaço no seu cartão de memória.

Controle a iluminação

A reflector blocks light from hitting the tulips in frame.
Impedir que a luz solar atinja o motivo e compensar com luz artificial irá ajudar a manter um efeito consistente.

Uma iluminação consistente ajudará as suas fotografias a combinarem entre si, mas isto pode ser difícil se fotografar em diferentes alturas do dia. A chave é impedir a luz do dia para que esta desempenhe um papel mínimo no ambiente de iluminação geral. Aqui tem algumas opções. Em primeiro lugar, pode bloquear temporariamente a luz solar com um refletor ou com um cobertor e iluminar a flor com uma lâmpada ou uma lanterna forte. Em alternativa, pode utilizar um flash Speedlite ou externo para se sobrepor à luz do dia.

Defina os seus intervalos

The Interval settings screen on a Canon EOS 5D Mark IV.
Criar um time stack é um processo longo. Para tornar isto mais fácil, utilize uma câmara com a opção de disparo em intervalos, como a Canon 5D Mark IV, que estamos a utilizar aqui, a Canon EOS 90D, a EOS RP, a EOS 250D ou a EOS M6 Mark II.

Aceda às definições de disparo com intervalos no menu da câmara. Há dois controlos principais aqui. A definição do intervalo determina o período de tempo entre disparos e o intervalo que pode escolher varia de acordo com a câmara: algumas permitem intervalos de até 30 segundos, algumas de até 59 minutos e 59 segundos, algumas de várias horas, minutos e segundos (aqui a câmara está definida para tirar uma fotografia a cada hora). O número de disparos pode ser definido para um número específico ou 00 ilimitado (se a câmara o permitir) para fotografar continuamente. Depois de tudo isto estar configurado, pode iniciar a sequência ao premir o obturador.

2. Unir as suas fotografias

Crie o time stack

A tulip on the edit screen in Canon's Digital Photo Professional imaging software.
Selecione a sua sequência de fotografias no software de imagens Canon Digital Photo Professional (DPP) e combine-as com as ferramentas de ajuste e composição.

Depois de ter uma sequência de fotografias tiradas durante várias horas, pode uni-las numa imagem única que mostra o motivo em transição ao longo do dia. Escolha as imagens que gostaria de combinar. Pode escolher tantas quanto desejar, mas quanto mais imagens usar, mais tempo demorará. Processe as imagens para melhorar as cores e os tons, tal como faria com uma fotografia individual. Para poupar tempo, pode processá-las em lote no DPP utilizando a função de fórmulas.

Certifique-se de que o fundo é consistente

An image of a tulip is tweaked in Canon's Digital Photo Professional imaging software.
Utilize a ferramenta de ajuste para tornar o fundo consistente em todas as imagens que está a combinar.

Se, como a flor aqui, houver áreas do fundo que não estão completamente pretas, pode pintá-las com a ferramenta de ajuste e, depois, escurecer a área seletivamente. A seguir, comece a juntar as fotografias com as ferramentas de ajuste e composição no DPP. Com a ferramenta de ajuste, escureça as áreas numa imagem que não quer utilizar. Depois, utilize a ferramenta de composição para escolher outra imagem e combine utilizando a definição de clarear ou adicionar. Guarde a combinação e continue da mesma forma, imagem a imagem, para criar o efeito.

Combine as suas imagens

Two images of tulips are merged together in Canon's Digital Photo Professional imaging software.
Pode escolher a forma como combina as suas imagens no DPP. Aqui escolhemos uma flor em fases visivelmente diferentes de floração.

Existem muitos programas e aplicações de edição de imagem que pode utilizar para combinar as suas fotografias, mas os princípios são os mesmos. Empilhe as fotografias umas sobre as outras e escolha as áreas em cada uma que gostaria de utilizar na sua imagem combinada. Pode escolher uma combinação de transição, de um lado do fotograma para o outro, ou experimentar com outros tipos de transição, como uma série de cortes, conforme apresentado na imagem de exemplo abaixo de um time stack de paisagem.

Depois de dominar os princípios básicos da combinação de imagens no DPP, pode experimentar diferentes efeitos, como cortar e unir imagens.

3. Imprimir o seu time stack

Prepare a sua imagem

Agora que estas fotografias foram combinadas numa imagem única, estão prontas a imprimir.

Depois de combinar as suas fotografias em time-lapse, por que não levar o processo ainda mais além e imprimir a sua fotografia? Uma impressão emoldurada de uma flor nas várias fases de floração poderia ser uma adição surpreendente na sua parede ou sobre a lareira, ou mesmo um presente para alguém especial. Preparar uma imagem para impressão é uma tarefa simples que se pode realizar na maioria das aplicações de edição de imagem. Seja qual for a sua escolha, é crucial que as cores no seu visor estejam calibradas para que o que vê no ecrã seja o que obtém da impressora.

Escolha as definições corretas

A time stack of tulips shown in a frame on a mantelpiece.
Escolher as definições corretas garante que a impressão corresponde às cores apresentadas no ecrã, resultando numa bela adição decorativa para a sua casa.

O processo de impressão pode variar um pouco, dependendo da impressora que esteja a utilizar. As impressoras profissionais oferecem vantagens, como impressões tipo póster com maior longevidade. A Canon PIXMA PRO-10S pode produzir impressões até ao tamanho A3+ através de um sistema de 10 tinteiros à base de pigmentos para uma reprodução de cores deslumbrante, enquanto a PIXMA PRO-100S utiliza um sistema de 8 tinteiros à base de corantes para impressões potencialmente ainda mais duradouras. Alternativamente, suba de nível com a Canon imagePROGRAF PRO-1000 para impressões até ao tamanho A2, utilizando o sistema de 12 tinteiros à base de pigmentos Canon LUCIA PRO.

Se estiver a utilizar uma destas ou qualquer outra impressora profissional Canon, utilize o Print Studio Pro para o orientar durante o processo de impressão. Este plug-in funciona com o DPP e outras aplicações de edição e permite ajustar as definições de gestão de cores e os perfis de papel para obter uma correspondência precisa entre o ecrã e a impressão.

Se estiver a utilizar uma impressora fotográfica doméstica, como a Canon PIXMA TS6350 que utilizámos, o DPP pode gerir o processo: selecione Imprimir > Propriedades e escolha o tipo de papel que está a utilizar e as definições corretas. Para obter os melhores resultados, utilize papel especializado, como o Papel fotográfico Canon Pro e uma impressora com, pelo menos, um sistema de 5 tinteiros (como a tecnologia de tinteiros Canon ChromaLife100 utilizada na PIXMA TS6350) para produzir impressões de alta qualidade.


Escrito por James Paterson

Produtos relacionados

Artigos relacionados



A secção Inspirar-se é a sua principal fonte de dicas de fotografia úteis, guias de compras e entrevistas profundas: tudo aquilo de que necessita para encontrar a melhor câmara ou impressora e dar vida à sua próxima ideia criativa.

Voltar a todas as sugestões e técnicas