A young boy is lit from one side by a homemade softbox on a stand.

PROJETOS EM CASA

Dicas de bricolage: como construir os seus próprios acessórios de fotografia

Não seria fantástico ter uma configuração de estúdio com luzes profissionais, como uma softbox para iluminação suave e difusa e um hotspot para iluminação bem focada onde pretender? E quando está a fotografar vida selvagem no jardim, não gostaria de ter um suporte versátil para manter a sua câmara estável em qualquer superfície? Em vez de investir muito dinheiro em acessórios como estes, tente construir os seus acessórios!
Neste artigo, vamos mostrar-lhe como utilizar artigos do dia a dia para construir acessórios que pode utilizar com a sua câmara Canon e o equipamento existente para adicionar efeitos criativos e elevar as suas capacidades fotográficas.

1. Construa a sua própria softbox

Se estiver a tirar retratos, então uma softbox é essencial! Esta difunde a sua fonte de luz, criando retratos visualmente mais apelativos.

Vai precisar de:

  • Caixa de cartão
  • Cartão resistente
  • Lápis
  • Tesoura
  • Fita adesiva
  • Elásticos
  • Papel de alumínio
  • Papel vegetal ou de decalque (o papel translúcido funciona melhor)
Uma softbox é ideal para tornar a sua fonte de luz mais suave e mais favorável para retratos. Mas não precisa de sair e comprar uma softbox novinha em folha de imediato. Com uma caixa de cartão, algumas folhas de papel de alumínio e um pedaço de papel vegetal, pode criar a sua em apenas meia hora. O corte é mínimo e utilizaremos um truque simples que tira partido do suporte de plástico do seu Speedlite. Siga estas instruções e poderá criar retratos mais polidos com a sua nova softbox num instante.

Passo 1 - Faça um tubo retangular

Two hands bend a piece of cardboard around the sides of a Canon Speedlite flash.
Dobre o cartão à volta da parte superior do seu Speedlite e fixe-o firmemente com fita adesiva.
Corte os quatro cantos e, em seguida, dobre os painéis.

Corte um pedaço de cartão resistente para colocar de forma ajustada à volta do seu Speedlite. Este deve medir cerca do dobro do comprimento da parte curva do flash. Cole firmemente com fita adesiva. Retire o Speedlite e corte ao longo dos quatro cantos até cerca de metade do comprimento e, em seguida, dobre-os de modo a que fiquem abertos para fora.

Passo 2 - Fixe um suporte Speedlite

Two hands use black tape to secure a cardboard sheath around a Speedlite flash.
Cole o suporte de plástico do seu Speedlite com fita adesiva ao exterior da caixa e faça um furo através da fita para que possa passar um parafuso. Tal será necessário para fixar a softbox ao tripé.
Prenda dois elásticos sobre duas das abas de cartão.

Retire o suporte de plástico do seu Speedlite e cole-o ao tubo de cartão (enrole a fita adesiva algumas vezes e, em seguida, faça um furo, através da fita adesiva, para a linha, para que mais tarde possa fixar o suporte de plástico ao tripé). Em seguida, prenda dois elásticos sobre duas das abas de cartão abertas, para que possam ser utilizadas para fixar o seu Speedlite no interior do tubo de cartão.

Passo 3 - Cole o tubo à caixa com fita adesiva

The inside of a large cardboard box with the flaps of the cardboard sheath secured inside.
Empurre o seu Speedlite através do furo na caixa de cartão e cole as quatro abas abertas com fita adesiva.
Cole a aba única no exterior da caixa ao tubo.

Posicione a extremidade do tubo no centro da caixa de cartão grande (quanto maior for a caixa, mais difusa será a sua luz) e faça marcações à volta. Corte à volta de três lados da área marcada e, em seguida, dobre o quarto lado para cima para criar uma única aba. Pressione o seu tubo Speedlite através do furo a partir do interior (certificando-se de que também passa os elásticos). Cole as quatro abas abertas do tubo Speedlite ao interior da caixa e cole a aba única da caixa ao exterior do tubo.

Passo 4 - Cubra a caixa

The inside of a large cardboard box being lined with reflective foil.
Utilize papel de alumínio para criar o revestimento refletor da sua softbox artesanal e outra peça essencial da cozinha – papel vegetal – para cobrir a parte da frente da caixa.

Forre o interior da caixa com papel de alumínio. Primeiro, enrole e cole o papel de alumínio às partes superior e inferior da caixa e, em seguida, crie dois painéis laterais angulares, colando com fita adesiva as extremidades de duas folhas de papel de alumínio perto do centro da caixa de cada lado. Puxe o papel de alumínio firmemente à medida que sai da caixa e prenda, de modo a obter uma cavidade em forma de triângulo entre o papel de alumínio e a caixa. Os ângulos ajudarão a direcionar a luz. Cole papel vegetal ou de decalque com fita adesiva à parte da frente da caixa. A sua softbox de bricolage está agora pronta para a ação. Aparafuse a um suporte ou tripé através do suporte de plástico do Speedlite e encaixe o seu Speedlite no tubo, prendendo os elásticos sobre a extremidade para o manter no lugar.

Passo 5 - Posicione a luz

Está na hora de testar a sua softbox – posicione-a de lado e ligeiramente acima do rosto do motivo e, em seguida, acione o Speedlite para iluminar a sua imagem.
A portrait of a boy against a black background.
A utilização da softbox suaviza a luz no rosto e confere ambiente à fotografia final.

Coloque a sua softbox para um lado e ligeiramente acima do rosto do motivo. Pode acionar o Speedlite na softbox utilizando um segundo Speedlite da Canon ligado ao encaixe de contacto para acessórios da câmara, ou com um acionador sem fios (como o Canon ST-E3-RT) ou utilizando o seu flash integrado (em câmaras Canon compatíveis). Como ponto de partida para a sua exposição, coloque a câmara no modo manual com exposição a 1/200 seg., ISO 100 e abertura f/5.6. Defina o flash para a potência manual a um oitavo da potência e, em seguida, tire uma fotografia de teste. Se a mesma estiver demasiado brilhante ou escura, ajuste a potência ou a abertura do flash até que a luz pareça correta.

2. Construa um tubo de holofote

Um holofote focado é útil para criar todo o tipo de efeitos dramáticos na sua fotografia.

Vai precisar de:

  • Tubo de batatas fritas cilíndrico, revestido com papel de alumínio
  • Faca ou tesoura para trabalhos manuais
  • Fita adesiva
Um simples tubo de snacks pode ser muito útil para controlar a amplitude do seu Speedlite. Estes tubos têm geralmente um diâmetro semelhante ao da maioria dos Speedlites, pelo que pode colocar facilmente um deles na parte frontal do Speedlite em segundos. Isto permite-lhe limitar a amplitude de luz para criar um holofote ou uma luz a aplicar ao cabelo e, ao colocar o flash por trás do motivo para um lado, pode adicionar uma luz de rebordo para escolher as extremidades de modo a proporcionar um aspeto dramático.

Passo 1 - Corte o tubo

A man cutting the top off a snack food tube with a craft knife.
O revestimento metálico neste tubo ajudará a refletir a luz do Speedlite em direção ao motivo.

Vai precisar de um tubo cilíndrico suficientemente grande para colocar na extremidade do seu Speedlite, como um tubo de batatas fritas ou, no nosso caso, de palitos de pão. O ideal seria que o recipiente tivesse um revestimento metálico, porque isto ajuda a refletir a luz ao longo do tubo. Utilizando uma faca ou tesoura para trabalhos manuais, corte a extremidade do tubo.

Passo 2 - Coloque no seu Speedlite

Two hands fit a snack food tube on to a Speedlite flash. A Speedlite flash with a snack food tube on it being attached to a tripod.
Deslize o tubo sobre o seu Speedlite. Este deve encaixar perfeitamente – caso contrário, prenda com fita adesiva.
O seu tubo do holofote funcionará como uma lanterna, iluminando o seu motivo.

Coloque o tubo no seu Speedlite. Se o diâmetro não estiver bem certo e o mesmo não deslizar na perfeição e permanecer no lugar, utilize fita adesiva para o fixar. Em seguida, fixe o Speedlite à base de plástico e, em seguida, aparafuse a um suporte de luz ou a uma placa de tripé.

Passo 3 - Acionar o flash

A photographer takes a photo of a dog illuminated from the other side by a spotlight tube.
Certifique-se de que testa o seu novo holofote com algumas fotografias de treino para garantir que está a funcionar ao seu gosto.

Precisamos de acionar o Speedlite remotamente, utilizando um segundo Speedlite montado na câmara como este ou utilizando um acionador sem fios. Como alternativa, muitos modelos de câmaras da Canon também lhe permitem controlar Speedlites compatíveis utilizando o flash integrado da câmara, não só para acionar o Speedlite, mas também para definir a potência. Tire algumas fotografias de teste para se certificar de que o flash está a disparar.

Passo 4 - Posicionar a luz

A photographer, standing next to a spotlight tube on a tripod, attracts the attention of a dog.
Posicione o seu holofote para o lado do seu motivo e tire algumas fotografias de teste. O holofote é bastante estreito, pelo que poderão ser necessários alguns ajustes para encontrar a posição correta.
Pendure um fundo – utilizando um lençol ou uma cortina – numa cor contrastante para garantir que o seu motivo se destaca.

Para um aspeto retroiluminado, posicione o seu Speedlite por trás do motivo para um lado, inclinado para trás em direção ao motivo e à câmara. Como o nosso feixe de luz é bastante estreito, é importante obter o ângulo certo. Pode ajudar a utilizar a função de luz de modelação no Speedlite (prima e mantenha premido o botão de teste) ou, como alternativa, utilize a aplicação Camera Connect da Canon para tirar fotografias de teste remotamente a partir do seu smartphone enquanto ajusta o posicionamento do flash. Fotografe o seu motivo contra um fundo liso – uma cortina ou um lençol são boas opções – e utilize uma cor contrastante para garantir que o seu motivo se destaca.

Passo 5 - Configure a sua exposição

The settings display on the back of a Speedlite.
Tire algumas fotografias de teste e ajuste as definições da câmara até obter o resultado pretendido.

Eis um bom ponto de partida para a sua exposição: defina a câmara para o modo de exposição manual e defina o ISO para 100, a velocidade do obturador para 1/200 seg. e a abertura para f/8. Em seguida, defina o flash para o modo manual e reduza a saída para 1/32. Tire uma fotografia de teste. Se esta estiver demasiado brilhante ou escura, basta baixar ou aumentar a potência do flash até a mesma ter o aspeto correto. Posicione o seu motivo de lado para uma foto de perfil dramático e, em seguida, comece a fotografar.

3. Construa seu próprio pufe

Nem sempre é possível utilizar um tripé ao fotografar macro, sobretudo junto ao chão, mas algo versátil, como um pufe caseiro, pode estabilizar a sua câmara e ajudá-lo a obter melhores resultados.

Vai precisar de:

  • Par de calças velhas
  • Agulha e linha ou uma máquina de costura
  • Saco de lentilhas/arroz ou comida desidratada semelhante
Um pufe pode ser útil em todo o tipo de situações em que tira fotografias. Pode colocar a sua objetiva sobre o mesmo para obter fotografias mais estáveis, utilizá-lo para servir de almofada à sua câmara quando estiver junto ao chão ou colocá-lo na janela do seu carro para criar um esconderijo improvisado para fotografar pássaros. Pode fazer facilmente o seu próprio pufe utilizando um par de calças velhas, uma agulha e linha (ou melhor ainda, uma máquina de costura) e um saco de lentilhas ou comida desidratada semelhante.

Passo 1 - Corte uma das pernas das calças

A man using scissors to cut one leg off a pair of trousers. A man's hands using a sewing machine to sew up the opening of a trouser leg.
Corte a parte de baixo de um par de calças velhas com uma tesoura – é necessário um comprimento de cerca de 30 cm.
Cosa a abertura numa extremidade com uma máquina de costura ou com uma agulha e linha.

Pegue num par de calças velhas e corte uma das pernas. Vai precisar de uma peça com cerca de 30 cm de comprimento. Em seguida, pegue na agulha e na linha (ou máquina de costura) e cosa a abertura numa das extremidades. Cosa a outra extremidade, mas deixe uma pequena abertura de alguns centímetros.

Passo 2 - Coloque a comida desidratada no interior

Red lentils being poured into the opening at the top of a cut-off trouser leg.
Encha o seu pufe com pequenas leguminosas secas ou arroz até o saco ficar quase cheio.

Pegue num saco de lentilhas ou de pequenos alimentos desidratados semelhantes, como arroz, e coloque o conteúdo através da abertura (será útil a utilização de um funil – pode fazer um a partir de uma folha de papel A4, se necessário). Encha até a bolsa criada ficar quase cheia e, em seguida, pegue novamente na agulha e na linha e cosa a abertura para selar a comida na bolsa. O seu pufe caseiro está agora pronto a ser utilizado.

Passo 3 - Mantenha a sua objetiva estável

A photographer resting his lens on a beanbag on a garden chair, shooting purple flowers.
O seu pufe caseiro é ideal para manter as objetivas longas estáveis e evitar a vibração da câmara.

O seu pufe pode ser um excelente auxiliar para manter as objetivas longas estáveis. Além de as objetivas mais longas serem pesadas para que possam ser seguradas durante algum tempo, quanto mais longa for a distância focal, mais estreito será o ângulo de visão, pelo que quaisquer pequenos movimentos serão exagerados. O seu pufe ajudará a evitar a vibração ao fotografar a distâncias focais mais longas. Se, tal como a objetiva Canon EF 70-200mm f/2.8L IS III USM deste exemplo, a sua objetiva tiver estabilização de imagem, é melhor ativá-la também enquanto fotografa com a câmara sem tripé.

Passo 4 - Utilize junto ao chão

A Canon EOS 250D with a Canon EF 70-200mm f/2.8L IS III USM lens rests on a homemade beanbag.
Pode ser complicado colocar-se na posição certa para fotografias de ângulo baixo, mas o seu pufe é a almofada moldável ideal.

Colocar a sua câmara junto ao chão pode, frequentemente, proporcionar-lhe uma perspetiva invulgar, mas pode ser complicado tirar fotografias em ângulos tão baixos. O seu pufe caseiro pode ajudar a fixar a objetiva enquanto enquadra a fotografia, e pode também moldá-lo para obter o ângulo pretendido. Uma câmara com um ecrã rotativo como a Canon EOS 250D deste exemplo também é útil, porque é difícil compor uma fotografia utilizando o visor num ângulo tão baixo. Pode ainda utilizar a aplicação Camera Connect da Canon para controlar a câmara remotamente a partir do telefone.

Passo 5 - Acompanhe motivos em movimento

O seu pufe permitir-lhe-á acompanhar os movimentos da abelha…
…enquanto o ajuda a manter a câmara estável.

Pode ser complicado acompanhar motivos em movimento com uma objetiva longa, sobretudo pequenos animais selvagens de jardim, como abelhas. Devido ao pufe suportar a câmara, mas não a fixar no lugar, este ajudará a manter a estabilidade e deixá-lo-á livre para acompanhar o movimento. É também importante definir a focagem automática para motivos em movimento. O acompanhamento do motivo em visualização direta na Canon EOS 250D facilita a focagem nas abelhas neste caso.

Escrito por James Paterson

Artigos relacionados
Tulips in a garden framed by trails of light.

FOTOGRAFIA DE JARDIM

Seja criativo no seu jardim: 3 técnicas a experimentar

Projetos divertidos para experimentar em casa, desde pintar com luz a fotografar as estrelas.

A woman standing in front of shuttered windows touches a paper star hanging from the ceiling.

FOTOGRAFIA DE INTERIORES

Três ideias de fotografia de interiores para ser criativo em casa

Conheça a sua câmara e aprenda a captar retratos cinematográficos, imagens macro e vídeos em time-lapse.

A water droplet on a flower stem, reflecting a flower head.

FOTOGRAFIA MACRO

Fotografar flores refletidas em gotas de água

Seja criativo com a fotografia macro e descubra como captar magníficas imagens de flores refletidas em gotas de água.

Artigos relacionados



A secção Inspirar-se é a sua principal fonte de dicas de fotografia úteis, guias de compras e entrevistas profundas: tudo aquilo de que necessita para encontrar a melhor câmara ou impressora e dar vida à sua próxima ideia criativa.

Voltar a todas as sugestões e técnicas