Trees reflect in a lake in Scotland with a mountain in the background

FOTOGRAFIA DE PAISAGEM

Fotografia em time-lapse: dê vida às paisagens

A fotografia em time-lapse envolve a captação de centenas, ou mesmo milhares, de imagens fixas que são reproduzidas numa sequência, transformando-se num vídeo com compressão de tempo. É uma forma de arte apelativa, que pode ajudar a dar uma nova vida à fotografia de paisagem tradicional. "A fotografia em time-lapse permite-lhe ver um novo potencial numa paisagem", afirma Alex Nail, um fotógrafo profissional de paisagens e cineasta de time-lapse que produz imagens para organizações como a Visit Britain e a Woodland Trust.
"Pode ser difícil atrair o espetador com fotografias de paisagens, mas a cena ganha vida assim que incorporamos movimento. Se estiver no exterior num belo dia de verão, a forte iluminação pode não ser excelente para fotografias, mas quando vê nuvens a borbulhar ou a passar, esta é a oportunidade perfeita para fotografar em time-lapse."
O nascer do sol, a corrente de uma ribeira, as ondas na costa ou até mesmo o fluir do trânsito na rua de uma cidade podem ser transformados em imagens deslumbrantes, levando apenas alguns minutos para configurar e captar.
Utilizando a Canon EOS RP, uma câmara mirrorless Full-Frame pequena, leve, intuitiva e ideal para a criatividade em viagem, Alex partilha as suas cinco melhores sugestões para fotografar paisagens em time-lapse.

1. Comece com o kit correto

Snow blows through the air creating a mist, covering a mountain in front of a river.
Para Alex, a pequena, leve e poderosa Canon EOS RP foi ideal para fotografar paisagens em time-lapse em locais remotos.

Para fotografar paisagens em time-lapse, Alex utiliza um tripé, uma objetiva de zoom de grande angular ou de médio alcance e, normalmente, um intervalómetro para definir o intervalo entre fotogramas. No entanto, várias câmaras Canon dispõem de um intervalómetro incorporado e de um modo de gravação de filmes em time-lapse, incluindo a EOS 250D, a EOS 90D, a EOS M6 Mark II, a EOS 6D Mark II e a EOS RP, que podem captar filmes em time-lapse em 4K. A EOS RP permite-lhe fotografar em intervalos de um segundo ou mais com uma duração final de até 3600 fotogramas, em 4K UHD ou Full HD, e facilita o processo: basta configurar a câmara, decidir o intervalo de tempo entre as fotografias e quanto tempo pretende que a câmara capte imagens. A câmara trata do resto, juntando as imagens numa sequência de vídeo na câmara.

"Com a Canon EOS RP, só tem de configurar a câmara e deixá-la fazer o seu trabalho à medida que a cena vai mudando à sua frente", diz-nos Alex.

Alex utiliza a sua Canon EOS RP com uma objetiva Canon RF 24-105mm F4L IS USM. "Esta objetiva é adequada para fotografia em time-lapse, já que oferece distâncias focais realmente úteis. Fotografo muitas das minhas paisagens em time-lapse a 24 mm, mas esta objetiva significa que tenho ainda mais alcance para cenas mais distantes", afirma. Juntamente com as objetivas RF da próxima geração, a Canon EOS RP também é compatível com a gama de objetivas EF e EF-S da Canon através de um adaptador de montagem EF-EOS R.

2. Configure a câmara

A tecnologia de estabilização de imagem de 5 pontos na objetiva Canon RF 24-105mm F4L IS USM oferece vantagens quando se fotografa com a câmara sem tripé, mas Alex aconselha a utilização de um tripé para fotografias em time-lapse. Alex indica que "se a objetiva tiver um interruptor para a estabilização de imagem, não se esqueça de a desativar, já que provoca desvios". Selecionar o modo de filme em time-lapse na Canon EOS RP desativa a estabilização de imagem da objetiva.

Para aumentar a nitidez e a consistência, Alex também aconselha o bloqueio das definições. "Esquecer-me de mudar para a focagem manual causa-me sempre problemas. Pode haver problemas se a cena mudar, se os níveis de luz mudarem, ou se existir até a mínima mudança de focagem. Por isso, bloqueie tudo – câmara e definições – e foque manualmente." Basta mover o interruptor AF/MF da objetiva para MF.

3. Domine a exposição

As paisagens dependem da luz natural, que pode mudar rapidamente numa questão de segundos, pelo que a exposição desempenha um papel significativo na fotografia em time-lapse. A menos que esteja a fotografar diretamente contra o sol, Alex capta os raios solares e o pôr-do-sol no modo de Prioridade à abertura, o que significa que a câmara define automaticamente a velocidade do obturador de acordo com a luz. "As alterações na exposição entre fotogramas são muito pequenas", afirma. "Por isso, há menos diferenças de luz do que seria de esperar". No entanto, se pretender captar alterações naturais na exposição, Alex sugere mudar para o modo manual. "Esta é, na verdade, a forma mais fácil de fazer um time-lapse, pois pode simplesmente configurá-lo e esquecer-se dele."

No modo de filme em time-lapse na Canon EOS RP, pode tirar uma fotografia de teste para avaliar as definições de exposição antes de premir o botão de gravação de filmes para iniciar a captação da sequência de time-lapse.

4. Escolha uma duração adequada à cena

Para definir o intervalo entre disparos, pense na rapidez com que a cena vai mudar. A água corrente, as ondas na costa e o trânsito que passa movem-se com bastante rapidez, pelo que intervalos mais curtos irão captar imagens sem alterações abruptas e bruscas. Para nuvens em movimento rápido num dia ventoso, um intervalo entre 1 segundo e 4 segundos deverá funcionar bem.

Para produzir um clip de quatro a seis segundos, Alex tenta captar entre 10 e 12 segundos de imagens. "Pode não saber exatamente quando vai acontecer a parte mais interessante", explica. Se pretender criar um filme em time-lapse manualmente através de software, também pode acelerar a reprodução. "Duplicar o número de fotogramas também permite duplicar a velocidade, caso note que o time-lapse está a mudar muito lentamente". A maioria das sequências de Alex começa com cerca de 300 fotogramas, o que lhe dá 12 segundos de filmagens numa reprodução a 25 fotogramas por segundo (fps).

À medida que as suas capacidades se desenvolvem, Alex aconselha experimentar transições ao entardecer e, depois, com céus estrelados. "Para um time-lapse do céu à noite e ver as estrelas a rodar em redor de Polaris, fotografe em intervalos de 40 segundos com uma velocidade do obturador de 30 segundos", explica. "Vai precisar de um período de tempo muito mais longo do que para fotografar nuvens."

É preciso ter em consideração a duração da bateria quando fotografa à noite. "Descobri que as baterias da Canon são muito fiáveis, mesmo que estejam frias", afirma Alex, mas lembre-se de que a bateria terá menos capacidade em condições de frio. Para fotografias longas ou noturnas com a Canon EOS RP, poderá ter de pensar em ligar a câmara a uma fonte de alimentação utilizando acessórios opcionais, como o transformador de CA AC-E6N, o acoplador CC DR-E18 ou o kit de transformador de CA ACK-E18.

5. Crie uma composição apelativa

Taken on a craggy outcrop, the misty valley can be seen below

Ao fotografar paisagens, Alex favorece a apresentação de elementos gráficos fortes em primeiro plano, como pedras, árvores ou água, mas a composição de imagens em time-lapse requer uma abordagem diferente. "As filmagens em time-lapse bem-sucedidas requerem simplificar o enquadramento para permitir que as suas qualidades brilhem. Quando fotografo, sou muito preciso em termos de composição, mas com o time-lapse capto um enquadramento um pouco maior, já que não conseguimos antecipar o que pode acontecer. Depois, no pós-processamento, posso recortar, se quiser. A objetiva Canon RF 24-105mm F4L IS USM é ideal: posso fotografar em grande angular, mas se a cena exigir um enquadramento mais apertado, como quando a lua ou o sol se afundam no horizonte, também o posso fazer."

Assim, da próxima vez que sair, procure oportunidades para dar vida à paisagem. Criar um time-lapse não demora muito mais tempo do que colocar a câmara num tripé para fotografar uma paisagem. Uma câmara com modo de disparo em time-lapse, como a Canon EOS RP, torna tudo muito fácil.



Escrito por Natalie Denton

Artigos relacionados
A sunset on the coast.

FOTOGRAFIA DE PAISAGEM

Os segredos de como captar paisagens marítimas

Ao fotografar linhas costeiras obtém sempre fotografias variadas e dramáticas. Leia as nossas melhores dicas sobre como fotografar paisagens marítimas.

Alan Rowan holds a Canon SX740 HS camera, with a lake and hills in the background.

AR LIVRE

Como o conhecido Munro Moonwalker fotografa perspetivas de montanhas

De macros coloridas a cumes de montanhas enevoados, eis a forma como Alan Rowan utiliza a Canon SX740 HS para conseguir a fotografia de natureza perfeita.

A Canon EOS 850D camera.

CANON EOS 850D

Preparada para tudo: apresentamos a Canon EOS 850D

Melhore a sua fotografia com uma DSLR que pode utilizar para praticamente tudo: a Canon EOS 850D

Produtos relacionados

Artigos relacionados



A secção Inspirar-se é a sua principal fonte de dicas de fotografia úteis, guias de compras e entrevistas profundas: tudo aquilo de que necessita para encontrar a melhor câmara ou impressora e dar vida à sua próxima ideia criativa.

Voltar a todas as sugestões e técnicas