FOTOGRAFIA

Qual é a diferença entre a EOS R50 e a EOS R10

Quer pretenda melhorar o seu conteúdo nas redes sociais ou captar fotografias de viagem que se destaquem, ajudamo-lo a decidir qual a câmara mais adequada para si.
Uma imagem dividida que mostra uma Canon EOS R50 numa secretária junto a materiais para trabalhos manuais e uma Canon EOS R10 numa prateleira em azulejo.

O revolucionário sistema EOS R mirrorless da Canon foi lançado em 2018 e tem vindo a expandir-se desde então. Os primeiros modelos de sensor APS-C da gama – a EOS R7 e a EOS R10 – foram lançados em 2022 e tornaram-se populares entre os fotógrafos que procuravam uma câmara com as funcionalidades do sistema EOS R num corpo mais compacto.

As inovações técnicas continuaram com o lançamento da Canon EOS R50, com a mesma qualidade de imagem e potência fantásticas da EOS R10, mas num corpo ainda mais compacto e simples para os criadores que procuram passar dos smartphones para melhorarem os seus tutoriais no YouTube ou os vídeos de dança no TikTok.

Aqui, descobrimos algumas das principais diferenças e tecnologias partilhadas entre a EOS R50 e a EOS R10, com conhecimentos especializados de Mark Kendrick, Especialista de produtos da Canon Europe, bem como do Embaixador da Canon Martin Bissig, que pôs a EOS R10 à prova durante uma viagem ao Sri Lanka.

Capte e partilhe imagens de alta qualidade

Um homem revê filmagens na aplicação Camera Connect da Canon no seu smartphone. Ao seu lado está um prato de comida, uma seleção de ingredientes cortados e uma Canon EOS R50 num tripé.

A EOS R50 e a EOS R10 permitem-lhe carregar o conteúdo imediatamente com uma ligação Wi-Fi perfeita para smartphone. O Bluetooth e a aplicação Camera Connect da Canon também permitem ajustar remotamente as definições da câmara, para que não interrompa o fluxo criativo.

O fotógrafo Martin Bissig segura numa câmara Canon EOS R10 junto de um sinal fora de uma estação ferroviária no Sri Lanka.

O Martin gosta do tamanho compacto das câmaras APS-C, como a EOS R10 e a EOS R50. "As pessoas podem sentir-se intimidadas por uma câmara grande com uma objetiva grande", explica. "Dá menos nas vistas ao viajar com equipamento mais pequeno." © Martin Bissig

A Canon EOS R50 e a EOS R10 têm muitas semelhanças. O sensor de imagem de 24,2 MP grava detalhes ricos e traz todas as vantagens do formato APS-C, incluindo um corpo portátil e um fator de corte de 1,6x que aumenta a distância focal efetiva ao utilizar objetivas RF.

Combinar a EOS R10 com a objetiva RF-S 18-150mm F3.5-6.3 IS STM, que é pequena e leve, foi particularmente útil no Sri Lanka, onde o Martin não queria chamar a atenção. "Devido ao tamanho da câmara, pude sempre levá-la comigo sem me preocupar em levar um saco grande", afirma. "A amplitude de 18-150 mm do do zoom (o equivalente a cerca de 29-240 mm numa câmara Full-Frame) permitiu-me trabalhar de forma muito eficiente."

No centro de ambas as câmaras encontra-se o mesmo processador DIGIC X que proporciona uma experiência de disparo rápida e com elevada capacidade de resposta. Em seguida, o sistema de focagem automática Dual Pixel CMOS AF II, que é sofisticado e está disponível em modelos profissionais como a Canon EOS R6 Mark II, consegue detetar, acompanhar e focar automaticamente pessoas, animais ou veículos na sua cena. Com 651 pontos de focagem, acompanham o que quer captar, desde fotografias de ação e vida selvagem até à apresentação do seu próprio canal de culinária no Instagram.

Tanto a EOS R10 como a EOS R50 têm capacidade de desempenho em condições de pouca luz, com ISO até 32000 para fotografias e ISO 12800 para vídeos, expansível até ISO 51200 e ISO 25600. O sistema de focagem automática também consegue focar até -4 EV, o nível de escuridão de uma cena iluminada apenas por meia-lua.

Diferenças no design

Uma mulher a segurar numa Canon EOS R50 junto ao rosto e a olhar através do visor eletrónico.

A Canon EOS R50 tem um design ligeiramente diferente em relação às câmaras anteriores do sistema EOS R. Com um punho mais pequeno, é compacta, mas confortável de utilizar sem tripé. Uma única para cartões SD UHS-I no interior da tampa da bateria ajuda a reduzir o peso e o tamanho gerais da câmara.

Uma mulher a fotografar um prato de comida com uma Canon EOS R10 num tripé.

"A vantagem da EOS R10 em comparação com a EOS R50 é a maior personalização", explica Mark. "E a capacidade de ter mais funcionalidades na ponta dos seus dedos para fazer alterações no momento, o que é especialmente útil na fotografia."

A verdadeira distinção entre as duas câmaras está no tamanho e no design. A Canon EOS R50 é mais leve do que a EOS R10, com um punho mais pequeno graças à rotação da ranhura da bateria. A profundidade é de apenas 68,8 mm e pesa apenas 375 g com cartão e bateria (em comparação com os 83,4 mm e 429 g da EOS R10). Quer a leve para o parque de skate para filmar vídeos de ação frenéticos ou a coloque numa mala de mão para captar imagens de estilo de vida de um novo café durante um brunch, é uma câmara portátil que pode levar consigo para todo o lado.

Os esquemas dos botões também são diferentes. "A EOS R50 é mais simples, fácil de utilizar e de aprender, e mais intuitiva para utilizadores de smartphones que estão habituados ao ecrã táctil", afirma Mark.

Em termos de modos de câmara, a EOS R50 tem o novo modo de cena inteligente auto A+ avançado. "A câmara tira e combina automaticamente várias imagens neste modo, para que possa desfrutar de técnicas avançadas sem ter de as aprender ou até saber o que a câmara está a fazer", acrescenta Mark.

Ainda tem a opção de utilizar as definições manuais se pretender aprender e desenvolver as suas capacidades fotográficas, mas para muitos principiantes de câmaras mirrorless, as opções automáticas significam menos tempo a distrair-se com as definições e mais tempo a criar conteúdos apelativos.

Capacidades de vídeo

Uma mulher a filmar-se com uma Canon EOS R50 num tripé. Na secretária à sua frente, é possível ver as filmagens transmitidas no ecrã de um portátil.

Ambas as câmaras podem ser utilizadas como webcam para melhorar as videochamadas ou transmissões, mas a EOS R10 requer o software EOS Webcam Utility, ao passo que a EOS R50 funciona automaticamente com UVC/UAC.

Uma mulher segura numa Canon EOS R10 com um tripé e um microfone encaixado para se filmar durante as férias.

O ecrã táctil e versátil de ângulo variável de 7,5 cm em ambas as câmaras dá-lhe a liberdade de gravar filmes em qualquer posição, mas o ecrã de maior resolução da EOS R50 significa que pode ver filmagens ou fotografias com mais detalhes antes de as transferir para o seu telemóvel.

No que diz respeito ao conteúdo de vídeo, ambas as câmaras são capazes de captar vídeos 4K a 30p, com sobreamostragem de 6K, utilizando todo o sensor, bem como Full HD a 120 fps para quem pretende filmagens em câmara lenta. A EOS R10 conta com 4K a 60p (recorte) como opção adicional.

A flexibilidade de vídeo é reforçada pela conetividade HDMI, juntamente com uma tomada de microfone de 3,5 mm e uma sapata inteligente para alimentação de acessórios, como um microfone externo

É possível gravar durante períodos muito mais longos do que antes: ilimitado na EOS R10 e até uma hora na EOS R50, que deve ser suficiente para filmar os seus desafios de treino sem ter de interromper o exercício.

Em comparação com a EOS R10, a Canon EOS R50 oferece várias novas funcionalidades de vídeo que seriam ideais para filmar clipes de culinária ou criar tutoriais de maquilhagem para o YouTube.

"A EOS R50 tem o modo de filme para demonstrações em grande plano", explica Mark. "Adapta as definições de focagem para focar o objeto quando o segura diante da câmara, mas volta novamente ao seu rosto assim que o pousar." O modo de filme para demonstrações em grande plano é uma funcionalidade ideal para filmar partes diversas diante da câmara, desde captar uma divertida demonstração de culinária ou partilhar as suas técnicas de desenho favoritas.

Outra nova adição é a estabilização de imagem digital para filmes (IS), o que garante que as filmagens são menos afetadas pela vibração da câmara e que os vídeos gravados sem tripé resultam estáveis e nítidos.

A mais adequada para si é a EOS R50 ou a EOS R10?

Uma imagem de grande plano de um limão cortado ao meio. A funcionalidade de variação da focagem da Canon EOS R50 assegura uma focagem nítida de toda a imagem.

A EOS R50 dispõe de 14 modos de cena para fotografias, que adaptam as definições a diferentes motivos. A variação da focagem e a composição de profundidade na câmara ajudam a criar automaticamente imagens com uma enorme profundidade de campo, permitindo-lhe melhorar o conteúdo para as redes sociais e acelerar o fluxo de trabalho. Tirada com uma Canon EOS R50 com uma objetiva Canon RF 35mm F1.8 MACRO IS STM a 1/400 seg., f/4 e ISO 2000.

Um comboio surge de um túnel para atravessar um viaduto em curva cercado por uma floresta exuberante. Tirada por Martin Bissig com uma Canon EOS R10.

É provável que a EOS R10 atraia fotógrafos que procuram levar as respetivas imagens para um nível superior ao captar experiências de viagem memoráveis ou momentos familiares significativos. Tirada com uma Canon EOS R10 com uma objetiva Canon RF-S 18-150mm F3.5-6.3 IS STM a 31 mm, 1/160 seg., f/5 e ISO 100. © Martin Bissig

Quer esteja a gravar o seu novo canal de fitness ou a captar fotografias de viagem que se destacam, a Canon EOS R50 e a EOS R10 são ferramentas de fotografia e vídeo de alto desempenho. Representam o avanço ideal do smartphone, câmara compacta ou DSLR para o sistema EOS R, especialmente porque lhe permitem utilizar a gama de objetivas RF e RF-S mais rápidas e de qualidade superior para expandir ainda mais as suas possibilidades criativas e pontos de vista.

A EOS R10 é a câmara ideal para entusiastas que pretendem tirar fotografias de viagem deslumbrantes ou fotografar o casamento de um amigo sem o peso de um sistema Full-Frame. Inclui um conjunto de funcionalidades avançadas e um elevado nível de controlo, graças aos botões, seletores e modos personalizáveis.

No entanto, a EOS R50 é o melhor ponto de entrada no sistema Canon EOS R, com tudo o que precisa para filmar, fotografar e partilhar os seus passatempos e paixões. Para os criadores de conteúdos, oferece uma qualidade de imagem líder e é fácil de configurar e utilizar assim que a retirar da caixa, com um design compacto que não causará qualquer transtorno.



Escrito por Lauren Scott

Produtos relacionados

Artigos relacionados

  • A influenciadora de redes sociais Fatou N'Diaye, com um casaco castanho macio, agacha-se e sorri em frente a uma câmara Canon EOS R50 num tripé.

    GRAVAÇÃO DE VLOGUES

    Criação de conteúdos com a EOS R50

    Eleve os seus feeds das redes sociais para o próximo nível com a Canon EOS R50.

  • Uma pessoa segura numa câmara Canon EOS R100 para fotografar dois familiares de costas.

    NOÇÕES BÁSICAS DE FOTOGRAFIA

    Como começar com fotografia

    Pretende substituir um smartphone por uma câmara? O nosso guia de fotografia para principiantes tem tudo o que precisa para começar.

  • Uma mulher com um vestido de verão e chapéu segura a Canon EOS R10 junto ao rosto para olhar através do visor, diante de arquitetura espanhola detalhada.

    FOTOGRAFIA DE VIAGEM

    Uma visita à cidade de Sevilha com a EOS R10

    A blogger Diana Millos descobre por que razão esta câmara criativa é a companheira de viagem ideal.

  • Três objetivas RF da Canon – RF 35 mm F1.8 MACRO IS STM, RF 50mm F1.8 STM e RF 85mm F2 MACRO IS STM – numa superfície de madeira com uma parede laranja atrás.

    NOÇÕES BÁSICAS DE FOTOGRAFIA

    Como escolher uma objetiva

    Tudo o que precisa de saber sobre objetivas, desde os tipos às funcionalidades a ter em conta.