NOÇÕES BÁSICAS DE FOTOGRAFIA/EXTERIOR

Sugestões para fotografar em condições atmosféricas extremas

Quer esteja calor ou frio, quer faça chuva ou faça sol, siga estas sugestões para captar imagens deslumbrantes em qualquer clima ou ambiente.
Um fotógrafo, com roupa de inverno e com uma mochila, numa montanha coberta de neve, a segurar uma câmara Canon. © Richard Walch

Normalmente, é mais difícil fotografar em temperaturas extremas. A neve, a geada e o gelo criam cenas de inverno espetaculares, mas a maioria das câmaras foi concebida para trabalhar apenas a partir de 0 °C ou 32 °F. Da mesma forma, ambientes extremamente quentes podem provocar o sobreaquecimento das câmaras, enquanto locais arenosos aumentam o risco de danos no equipamento que não está protegido.

Muitas câmaras Canon têm proteção contra condições atmosféricas e conseguem funcionar em condições atmosféricas adversas, mas também tem de considerar o elemento humano. Fotografar em ambientes extremos pode ser tão difícil para si como para o seu equipamento.

Obviamente, terá de ter cuidado ao fotografar em temperaturas extremas, certificando-se de que consulta as previsões meteorológicas antes de sair e de que leva o vestuário e o equipamento para fotografia de exterior adequados. No entanto, também vale a pena ter algumas sugestões práticas de fotografia à mão para ajudar a que tudo corra da melhor forma possível. Eis as nossas melhores sugestões para fotografar em condições muito frias e quentes.

Fotografar a baixas temperaturas

1. Mantenha as mãos quentes

Um fotógrafo com um casaco de inverno, chapéu e luvas com uma Canon EOS R5.

Tem de manter as mãos quentes enquanto fotografa em condições atmosféricas extremas. Considere investir num par de luvas térmicas finas, que são usadas por baixo das luvas principais e ajudam a reter o ar quente.

As mãos a tremer podem causar a vibração da câmara e resultar em fotografias desfocadas. Certifique-se de que leva um par de luvas grossas e impermeáveis e aquecedores de mãos para aquecer as mãos depois de ter estado ao frio durante algum tempo.

Embora as luvas sejam importantes para fotografar ao frio, podem dificultar o acionamento dos botões da câmara. As objetivas Canon com um anel de controlo atribuível, como a RF 200-800mm F6.3-9 IS USM, a RF 35mm F1.8 MACRO IS STM ou a RF 85mm F2 MACRO IS STM, são frequentemente mais fáceis de utilizar com luvas. As câmaras Canon com um controlador de joystick, como a Canon EOS R10, também podem ser úteis se as luvas dificultarem a utilização do ecrã tátil para mover o ponto AF.

Se tiver um interesse especial por fotografia de inverno, o fotógrafo de desportos e Embaixador da Canon Richard Walch recomenda que invista em luvas especiais de escalada, que permitem expor as pontas dos dedos quando estiver a fotografar, mas protegem as mãos entre as fotografias.

2. Proteja o seu equipamento

Uma mão com luvas segura numa câmara Canon com um para-sol para objetivas instalado para a proteger das condições atmosféricas de inverno.

Em condições atmosféricas de inverno, um para-sol pode ajudar a evitar a acumulação de gotas de água na objetiva. "Um para-sol para objetivas torna-se extremamente importante quando está a nevar", explica Richard. "É possível evitar vários problemas utilizando um bom para-sol para objetivas", afirma Richard Walch

Uma fotógrafa filma-se num cais ventoso com uma câmara Canon com um microfone e um abafador de vento.

Durante a gravação de vídeos, o ruído do vento pode estragar o seu áudio. Para manter o áudio limpo, pode ativar os modos de redução do vento na sua câmara Canon ou utilizar um microfone externo com um abafador de vento.

As câmaras do sistema EOS R da Canon, como a EOS R6, a EOS R6 Mark II e a EOS R7, têm proteção contra condições atmosféricas e não têm problemas ao fotografar à chuva, mas verifique a meteorologia antes de sair numa tempestade. Se alguma gota cair na objetiva, limpe-a com um pano de microfibras limpo ou com um pano adequado. Também pode comprar filtros de proteção para as suas objetivas, que são muito úteis em condições extremas. É aconselhável evitar mudar as objetivas com chuva intensa ou em tempestades de neve, pois pode danificar o seu equipamento.

Se estiver a utilizar a câmara no exterior e não tiver rodado manualmente o anel de focagem ou tiver utilizado a focagem automática durante algum tempo, os anéis de focagem e de zoom da objetiva podem "congelar". Para evitar que tal aconteça, certifique-se de que a câmara está embrulhada e num saco com boa qualidade quando não a estiver a utilizar ou utilize uma cobertura se fotografar em condições de queda de neve. Em alternativa, pode rodar o anel de focagem e de zoom utilizando o motor AF ou fazendo-o manualmente.

As suas baterias descarregam mais rapidamente do que o normal em ambiente frio, por isso, mantenha a câmara e as baterias no seu saco, para as proteger das condições atmosféricas, ou num bolso interior onde o calor corporal as mantenha quentes. Além disso, lembre-se de levar o dobro das baterias habituais.

Trazer a câmara de um ambiente frio para um ambiente quente provoca condensação que pode danificar o seu equipamento. "Quando for almoçar, tanto o fotógrafo como a mochila podem ficar no exterior", aconselha Richard. “Se passar de um ambiente frio para um ambiente quente e tentar verificar as imagens, o resultado será catastrófico. A câmara fica enevoada, bem como a objetiva, e pode danificar a sua câmara. Deve manter a câmara numa zona com a mesma temperatura.” Coloque o seu kit num local ligeiramente mais fresco, como uma varanda, para permitir que o equipamento atinja a temperatura gradualmente.

Se tiver de passar diretamente de um ambiente para outro, pode tentar embrulhar um saco de plástico à volta do equipamento durante alguns minutos, para que a mudança de temperatura não seja tão drástica.

3. Utilize um tripé e fotografe remotamente

Um fotógrafo vestido com roupa de inverno agacha-se atrás de uma Canon EOS R6 montada num tripé posicionado sobre pedras junto a um rio.

Colocar a câmara num tripé e fotografar remotamente com a aplicação Camera Connect da Canon reduz o risco de vibração da câmara se estiver a tremer com frio. Pode verificar o enquadramento e ajustar a exposição utilizando o modo de visualização direta da aplicação e, em seguida, captar e transferir imagens diretamente para o seu smartphone.

Não é fácil conseguir uma imagem estável se as suas mãos estiverem a tremer de frio. Um tripé leve e portátil ajuda a estabilizar a câmara para que possa fotografar com confiança. Lembre-se apenas de não tocar no tripé com as mãos desprotegidas se estiver em condições inferiores a zero graus, uma vez que pode "queimar" a pele. Antes de montar o tripé, pise o solo coberto de neve para criar uma superfície uniforme e compacta.

Também pode utilizar a aplicação Camera Connect da Canon no seu smartphone para disparar o obturador remotamente e sem fios, o que significa que não terá de tocar na câmara. Pode ajustar a focagem através da aplicação e utilizá-la para adicionar informações geográficas às suas imagens, para que nunca se esqueça de onde esteve quando captou aquela fotografia importante.

Fotografar em condições de calor ou arenosas

1. Proteja-se do sol

Uma mulher senta-se à sombra de um abrigo enquanto aponta a sua câmara Canon, montada num tripé, para fora da janela.

Abrigue-se quando puder. Estar ao sol durante demasiado tempo pode não só levar à desidratação, como também pode provocar o sobreaquecimento do seu equipamento. Dependendo do local para onde se desloca, lembre-se de levar muita água.

Evite a luz solar direta e mantenha-se à sombra sempre que possível. Se tiver de estar ao sol, use protetor solar com um fator de proteção UV adequado, e um chapéu que proteja o rosto. Sempre que possível, mantenha o seu equipamento à sombra, especialmente as baterias. Se for para um ambiente extremo, informe alguém sobre onde e quando vai, e quando tenciona regressar, para que essa pessoa possa dar um alerta, se necessário.

2. Escolha o equipamento ideal

Um fotógrafo com um chapéu segura numa câmara Canon com uma objetiva Canon RF 200-800mm F6.3-9 IS USM branca instalada.

O equipamento preto absorve mais luz e sobreaquece mais rapidamente do que o kit com um revestimento branco, como a objetiva Canon RF 200-800mm F6.3-9 IS USM (imagem).

Uma mulher agacha-se numa praia de areia branca para colocar uma câmara Canon no seu kit.

Investir num kit de boa qualidade irá ajudar a transportar o seu equipamento em segurança e protegê-lo quando não o estiver a utilizar.

Manter-se afastado da luz solar direta também evita o sobreaquecimento do equipamento, especialmente durante a gravação de vídeos. As câmaras não funcionam quando estão demasiado quentes, pelo que não conseguirá continuar quando a sua sobreaquecer, e poderá perder fotografias enquanto espera que arrefeça.

Se estiver a fotografar em ambientes arenosos, como a praia ou um deserto, tem de proteger o equipamento de grãos de areia. A solução é investir numa câmara com proteção contra condições atmosféricas, como a Canon EOS R7, que é resistente à humidade e ao pó. A EOS R7 também beneficia de proteção do obturador, que ajuda a evitar a entrada de pó no sensor. As objetivas também são vulneráveis. Combine a sua câmara com proteção contra condições atmosféricas com uma objetiva com proteção semelhante, como a Canon RF 200-800mm F6.3-9 IS USM, que possui vedantes de borracha que impedem que a areia danifique a ótica interna.

Mesmo que não esteja um calor abrasador, o equipamento pode ser afetado pela infiltração de humidade, que danifica o equipamento. Mais uma vez, o equipamento resistente à humidade e com proteção contra condições atmosféricas evita esta situação, mas existem outras medidas que pode tomar. Utilize um kit à prova de água e coloque alguns pacotes de sílica gel no interior para recolher qualquer humidade que possa entrar. Certifique-se de que guarda o seu kit num ambiente seco – talvez uma divisão com um desumidificador, se possível.

Se estiver num ambiente de calor extremo, pode guardar um saco de gelo no seu kit para ajudar manter a frescura. No entanto, certifique-se de que o saco está devidamente embrulhado para evitar que a humidade danifique o equipamento à medida que o saco de gelo descongela.

A cor do equipamento também desempenha um papel importante. Algumas objetivas Canon, como a RF 200-800mm F6.3-9 IS USM, têm um revestimento branco para manter o interior da objetiva fresco a temperaturas elevadas. A Canon EOS R50 também está disponível em branco, o que deve ajudá-la a manter-se mais fresca durante mais tempo do que uma câmara preta sob a luz solar. Além disso, as objetivas RF da série L, como a Canon RF 70-200mm F2.8L IS USM, têm um revestimento com proteção térmica que impede o sobreaquecimento do corpo da objetiva sob o sol intenso.

3. Iluminação e sobre-exposição

Uma figura na entrada de uma caverna, a segurar uma câmara, com a sua silhueta em contraste com um céu brilhante e ensolarado.

As câmaras mirrorless da Canon podem captar ficheiros de imagem RAW. Se estiver a fotografar em condições de iluminação complicadas, como sob luz solar intensa, um ficheiro RAW irá captar mais dados e uma gama dinâmica mais ampla, facilitando a correção da exposição no processamento.

A luz solar intensa pode facilmente levar a imagens sobre-expostas. Tenha cuidado ao fotografar para não exagerar no brilho. Quando tal acontece, os dados são perdidos e irrecuperáveis, o que significa que não será possível corrigir a sobre-exposição na pós-produção.

Utilize o histograma ou a funcionalidade de padrão de zebra da câmara para monitorizar os picos das luzes-altas no ecrã ou através do EVF, subexpondo a sua fotografia, se necessário. Desde que não exagere no brilho, deve ser possível recuperar uma fotografia ligeiramente demasiado brilhante reduzindo as altas-luzes e os brancos num software de edição, como o Digital Photo Professional da Canon.

Para mais sugestões e técnicas para fotografar em condições difíceis, consulte o nosso artigo sobre como fotografar em paisagens extremas*.



Escrito por Peter Wolinski



* Disponível apenas em idiomas selecionados.

Produtos relacionados

  • Câmaras mirrorless

    EOS R7

    Explore a natureza com uma câmara que oferece velocidade e qualidade de imagem sensacionais num corpo APS-C portátil concebido para o futuro.
  • Câmaras mirrorless

    EOS R6 Mark II

    Fotografias ou vídeos, ação ou retrato – a combinação de desempenho e qualidade de imagem da EOS R6 Mark II permite que a sua criatividade prospere
  • Objetivas RF

    RF 200-800mm F6.3-9 IS USM

    Uma poderosa superteleobjetiva de zoom com uma distância focal de 200-800 mm, ideal para a fotografia de desporto, vida selvagem e ação.
  • Objetivas RF

    RF 24-105mm F4-7.1 IS STM

    A objetiva de utilização diária ideal para os entusiastas de mirrorless Full-Frame. Fácil de utilizar, a RF 24-105mm F4-7.1 IS STM é leve, compacta e está pronta para levar a sua fotografia ao próximo nível.
  • Objetivas RF

    RF 85mm F2 MACRO IS STM

    A RF 85mm F2 MACRO IS STM oferece versatilidade de grande plano com compressão subtil da teleobjetiva e estabilização de imagem de 5 pontos numa estrutura leve e compacta.
  • Objetivas RF

    RF 35mm F1.8 MACRO IS STM

    Uma objetiva MACRO de abertura rápida de 35 mm f/1.8 que oferece uma perspetiva grande angular, focagens curtas e estabilizador de imagem híbrido.
  • Artigos relacionados

  • Uma pessoa a usar equipamento para caminhadas e uma mochila grande parada num afloramento rochoso com o seu cão. Em segundo plano, é possível ver hectares de pântano remoto.

    FOTOGRAFIA DE AVENTURA

    Fotografia de aventura ao ar livre

    A fotógrafa Anna Blackwell caminha pelas zonas selvagens de Dartmoor com uma Canon EOS R6.

  • Uma mulher com um casaco de inverno vermelho vivo a caminhar em direção à cascata Skógafoss na Islândia, à medida que a neve pesada cai à sua volta.

    FOTOGRAFIA DE PAISAGEM

    Fotografia de paisagem impressionante

    Como tirar a "selfie cénica" perfeita com a fotógrafa de paisagens e influenciadora Ása Steinars.

  • Um snowboarder atravessa a neve com a sua prancha de snowboard debaixo do braço, afastando-se da câmara. Fotografia de desportos de inverno de Richard Walch.

    AR LIVRE

    Dicas e sugestões para fotografar durante as férias de inverno

    O fotógrafo profissional de desportos Richard Walch partilha as suas sugestões de especialista para o ajudar a conseguir melhores fotografias de inverno, desde a escolha da câmara até às melhores definições.

  • Uma mão a retirar uma câmara Canon com uma objetiva Canon RF-S 10-18mm F4.5-6.3 IS STM de uma mala.

    FOTOGRAFIA DE VIAGEM

    As melhores câmaras e objetivas para viagens

    Quer esteja a explorar as ruas da cidade ou terrenos rurais acidentados, ou até mesmo a viajar para o outro lado do mundo, compensa viajar com pouco peso. Este é o kit Canon ideal para captar a experiência, sem comprometer o seu orçamento.