long exposure of Ferris wheel

Captar fotografias com movimento

Explorar a fotografia com movimento

A captação do movimento em fotografias requer que opte entre congelar a ação OU permitir que a desfocagem criativa exprima a ideia de movimento nas suas fotografias. A opção que selecionar deve depender daquilo que pretende que a fotografia transmita aos observadores. Captar a emoção do rosto de um tenista num momento fixo transmite uma mensagem diferente da de uma fotografia com um movimento desfocado ao longo do campo. Mas ambas podem ser igualmente poderosas.
Independentemente da câmara que utilizar, existe uma série de técnicas para captar o movimento de forma eficaz, adicionar criatividade e transmitir uma história através das fotografias. O tutor da Canon, Brian Worley, explica como pode tirar o máximo partido da sua câmara. Também revela sugestões úteis para utilizar a sua LEGRIA e explica como pode imprimir fotografias dinâmicas e repletas de movimento utilizando a sua impressora PIXMA.

Como começar

Lembre-se: as crianças e os animais pequenos movem-se rapidamente!

Se observar crianças e cães a correr no parque local, irá reparar que se movem rapidamente e, muitas vezes, de forma errática. A mudança de direção e velocidade é comum, pelo que fotografar crianças e cães pode ser um desafio.

Caso a sua câmara possua o modo Crianças e animais de estimação, este é ideal para estas situações, uma vez que utiliza várias molduras de focagem para garantir que o motivo fica nitidamente focado. Este modo é ainda mais eficaz se os motivos estiverem a, no mínimo, três metros da câmara.

A esta distância é mais fácil para a câmara focar e manter o motivo focado. Se o motivo estiver muito próximo da câmara será muito mais difícil manter a focagem. Se não tiver o modo Crianças e animais de estimação, lembre-se de mudar a câmara para o modo Servo AF e disparo contínuo para garantir uma focagem automática nítida.

Grandes estádios desportivos ou concertos: desligue o flash

Se levar a câmara para um grande estádio desportivo, certifique-se de que desliga o flash ou que seleciona o modo de flash desligado. O flash incorporado foi concebido para motivos que se encontram relativamente perto da câmara, tipicamente a um máximo de cinco metros de distância. Se utilizar o flash em estádios, a maior parte da fotografia conterá motivos iluminados nos lugares à sua frente.

Comece a utilizar o modo Desporto

O modo Desporto, disponível em câmaras EOS e em muitas outras câmaras Canon, é ideal para congelar automaticamente o movimento da fotografia de ação rápida e de desporto. Altera a predefinição da câmara, otimizando-a para congelar o movimento, acompanhar os motivos em movimento e disparar continuamente.

– Ao fotografar motivos distantes, utilizam-se frequentemente objetivas com distâncias focais mais longas em desportos de movimento rápido. Selecionar o modo Desporto significa que a câmara otimiza automaticamente as velocidades do obturador selecionadas para a objetiva utilizada.

– Ao utilizar o modo Desporto, a câmara não bloqueia a focagem quando o obturador é premido até meio. Em vez disso, acompanha o motivo à medida que este se aproxima ou afasta e se move em torno da moldura.

– Para garantir que a câmara acompanha perfeitamente o motivo, recomenda-se que, para começar, tente colocar o motivo no centro da moldura do visor.

– Também ajuda começar por acompanhar corretamente o motivo antes de este alcançar a posição ideal na cena.

Objetivas longas

As objetivas de distância focal longa são as que captam imagens com um ângulo de visão mais estreito que o do olho humano. Estas objetivas são habitualmente utilizadas em fotografia de desporto e vida selvagem. As objetivas com uma distância focal mais longa fazem com que os motivos mais distantes pareçam maiores na moldura e permitem-lhe aproximar-se da ação. As objetivas com uma distância focal superior a 70 mm são objetivas longas ou teleobjetivas.

Congele a ação

A função do estabilizador de imagem ajuda-o a obter resultados nítidos, reduzindo a vibração da câmara, que é uma caraterística natural das objetivas de zoom de longo alcance. Ao fotografar com a objetiva com o zoom no máximo ou perto do máximo, tente segurar bem na câmara com as duas mãos para obter um melhor resultado.

Utilize um cartão de memória de grande capacidade e alta velocidade

Ao captar o movimento, é útil disparar continuamente, de modo a não perder a melhor fotografia. Seguem-se algumas sugestões úteis:

– Selecione o modo de avanço contínuo de alta velocidade para configurar a câmara para captar uma sequência de fotografias enquanto o obturador estiver premido.

– Utilize cartões de memória de grande capacidade com velocidades de gravação rápidas, de modo a garantir que a câmara pode tirar mais fotografias numa única sequência.

– Configure a câmara para tirar fotografias JPEG para obter uma sequência de fotografias mais longa.

"Panning": mova a câmara com o motivo

À técnica de acompanhar o motivo com a câmara chama-se "panning". Esta é uma competência que demora algum tempo a dominar, pelo que deve praticar regularmente.

Caso esteja a tentar aperfeiçoar a sua técnica, os ciclistas são um útil motivo em movimento. A fotografia de "panning" perfeita é captada quando a câmara se move à mesma velocidade que o motivo principal, para que este aparente estar imóvel e o fundo fique desfocado devido ao movimento. Se fotografar veículos, as rodas parecerão estar em movimento, mas o veículo estará perfeitamente nítido em relação a um fundo suavemente desfocado.

O "panning" também pode ser utilizado para captar uma série de motivos em movimento, como carros numa pista de corridas. Esta combinação de carro nítido e fundo desfocado concede uma sensação real de velocidade à fotografia.

Para motivos que se movam mais lentamente, experimente o modo de prioridade ao obturador (Tv) e selecione a velocidade do obturador.

Sugestões avançadas:

Prioridade ao obturador (Tv) ou exposição manual

Se já domina as funcionalidades avançadas da sua EOS, experimente o modo de prioridade ao obturador (Tv), que pode congelar ou gerar a desfocagem criativa do movimento do motivo.

O modo de exposição manual (M) proporciona-lhe o controlo total sobre a exposição e é, muitas vezes, o favorito dos fotógrafos profissionais. Obterá os melhores resultados tentando utilizar algumas definições e verificando o que resulta no seu estilo de fotografia.

Ajuste a velocidade do obturador

A forma como o movimento é captado nas suas fotografias depende principalmente da velocidade do obturador que selecionar. As velocidades do obturador mais rápidas congelam a ação, ao passo que as mais lentas resultam na captação do movimento desfocado. No entanto, é importante selecionar velocidades do obturador de acordo com a velocidade do motivo. É necessária uma velocidade do obturador muito mais rápida para congelar o movimento de um carro de corrida do que o de uma pessoa a caminhar.

O tempo que o obturador permanece aberto é medido em segundos, ou mais frequentemente, em frações de segundo. Se o obturador estiver aberto durante um período de tempo mais curto, a câmara registará um motivo em movimento como se estivesse parado no tempo.

As velocidades do obturador elevadas são, tipicamente, iguais ou superiores a 1/500 avos de segundo. As câmaras EOS podem ter velocidades do obturador de até 1/4000 segundos ou mesmo 1/8000 segundos. Se o objetivo for captar o movimento do motivo desfocado, serão necessárias velocidades do obturador lentas. As velocidades do obturador lentas começam habitualmente nos 1/30 avos de segundo, embora as câmaras EOS possam disponibilizar velocidades do obturador de até 30 segundos.

Modo 2 do estabilizador de imagem para imagens de "panning"

Muitas das objetivas mais longas da Canon têm vários modos de estabilizador de imagem. Selecione o Modo 2 com o seletor na zona lateral da objetiva, caso possível, ao efetuar "panning" aos motivos. Lembre-se:

Pode efetuar "panning" em qualquer direção: horizontal ou vertical.

Recomenda-se que comece a efetuar o "panning" ao motivo antes de premir o botão do obturador e que mantenha o movimento durante algum tempo após a exposição terminar. Isto garante que obtém uma velocidade consistente do movimento da câmara ao captar imagens com "panning".

Se estiver a utilizar uma objetiva com estabilizador de imagem, é possível que não tenha o seletor do modo. Isto significa habitualmente que a objetiva deteta automaticamente a direção do "panning" e que muda para o Modo 2 IS automaticamente.

Imagens com exposição múltipla

Uma série de câmaras EOS recentes, como a EOS 7D Mark II e a EOS 5D Mark III, também incluem uma função de exposição múltipla. Isto pode ser utilizado em conjunto com o modo de disparo contínuo para captar várias fases da ação numa única moldura.

Para tirar o máximo partido desta exposição múltipla integrada na câmara, é útil que o fundo da cena seja claro e que o motivo seja escuro ou vice-versa.

Time-lapse

O movimento nem sempre está relacionado com a ação de alta velocidade. A captação de fotografias em time-lapse capta uma série de imagens em intervalos regulares para dar o efeito de aceleração do movimento ou tempo. As nuvens movem-se rapidamente no céu quando a sequência de time-lapse é reproduzida. As velocidades de time-lapse curtas parecem desacelerar as cenas e os motivos em motivos em movimento.

Para captar em time-lapse, tem de tirar uma longa sequência de fotografias em intervalos regulares. Existem três formas possíveis para controlar a captação de fotografias.

O programa EOS Utility pode ser utilizado para tirar a sequência de fotografias em time-lapse em intervalos regulares ao partilhar a câmara através de um cabo e controlar o obturador por PC ou Mac.

É possível utilizar um comando de temporização Cano TC-80N3 com várias câmaras EOS para acionar o obturador em intervalos programados.

A EOS 7D Mark II possui um temporizador de intervalo no menu da câmara para que possa tirar fotografias em intervalos predefinidos.

Depois de captar uma sequência de imagens fixas em time-lapse, é necessário unir as imagens fixas num clip de filme.

Experimente algo diferente: crie movimento com a desfocagem do zoom

A sequência de disparos com zoom ou desfocagem do zoom é um efeito fotográfico repleto de movimento. Pode experimentá-la utilizando a EOS DSLR, uma objetiva de zoom e um tripé opcional. O efeito envolve o aumento e a diminuição do zoom enquanto tira uma fotografia com uma exposição longa, o que causa a desfocagem da fotografia do centro para o exterior. A fotografia parecerá conter muito movimento ou ficará com um aspeto abstrato, dependendo de como a capta. Os melhores resultados são obtidos com o tempo, mas aqui tem algumas sugestões sobre como começar:

1. Selecione o modo Tv na sua EOS DSLR e escolha uma velocidade do obturador de sensivelmente 1 a 4 segundos.

2. Aumente o zoom até ao máximo e foque o motivo. Bloqueie a focagem premindo o botão AF-ON na câmara.

3. Se não tiver um tripé, encoste-se contra algo para manter a câmara imóvel.

4. Diminua depois o zoom até ao ângulo mais largo que pretender captar sem alterar a focagem.

5. Prima o botão do obturador e aumente o zoom até o motivo voltar a encher a moldura. Procure utilizar o zoom da forma mais subtil possível.

Mova a câmara para criar filmes mais interessantes

Os filmes tornam-se mais interessantes com o movimento da câmara. Se o motivo também estiver em movimento, procure obter imagens estáticas e com "panning".

As imagens estáticas habitualmente requerem que a câmara se mantenha estática. No entanto, com a prática, é bastante fácil captar clips curtos, mesmo com a câmara na mão. Lembre-se de que uma imagem grande-angular parecerá menos tremida do que uma imagem de um grande plano. Para obter a melhor imagem estática, aconselha-se a utilização de um tripé ou outro suporte.

Habitualmente, as imagens estáticas são as ideais para começar. Comece com uma grande-angular para estabelecer o contexto do evento ou motivo. Permita que a ação ocorra e que o motivo se desloque para fora da moldura. Assim que o motivo estiver em movimento, siga-o deslocando a câmara à mesma velocidade para manter o motivo principal na mesma zona da moldura. Isto pode ser bastante difícil de conseguir, mas tente manter os clips relativamente curtos. Os clips curtos proporcionam uma maior sensação de ritmo aos filmes editados.

Capte detalhes em movimento com imagens de câmara fixa e de câmara móvel. Ao focar um pequeno detalhe em movimento da cena, captará um útil clip do filme que pode ser inserido entre outros clips para ajudar a contar a história. Se o motivo for um atleta a correr, certifique-se de que capta clips de grandes planos dos pés.

Utilize uma mistura de imagens estáticas e de acompanhamento

A realização de filmes tem tudo a ver com o movimento e existem várias formas de exprimir o movimento através de vídeo. O motivo em movimento pode passar pela moldura com a câmara parada, numa imagem parada, mas também é possível mover a câmara para acompanhar ou efetuar "panning" com o motivo em movimento.

Utilize uma mistura de fotografias estáticas e de acompanhamento para criar imagens mais interessantes.

Se estiver a gravar algo que se repete de uma forma previsível, como atletas a correr à volta de uma pista, planeie antecipadamente como pretende captar o evento.

Um bom ponto de partida consiste em determinar o contexto da cena com uma imagem grande-angular e depois passar para uma imagem de ângulo mais estreito, mas mantendo a câmara numa posição fixa.

Quando a corrida estiver a decorrer, procure captar tanto imagens de câmara móvel como de câmara fixa. Certifique-se também de que está preparado para captar o importante final.

Pode ser aconselhável captar uma imagem mais ampla da linha de chegada, de modo a incluir todos os atletas que a atravessam, mas esteja preparado para mover a câmara e acompanhar a celebração do vencedor depois do final da corrida.

Selecione as definições adequadas para impressões repletas de movimento

Imprimir as suas fotografias com uma PIXMA é uma ótima forma de exibir as suas fotografias de ação de alta velocidade. As impressoras PIXMA proporcionam-lhe a capacidade de produzir impressões de elevada qualidade, com excecionais níveis de detalhe. Eis como tirar o máximo partido das suas impressões:

• Selecione o formato de papel adequado para a fotografia (por exemplo, se a sua impressora o suporta, porque não imprimir imagens de alta resolução num formato superior a A4?)

• Selecione o tipo de papel adequado para obter cores fantásticas (utilizar a PIXMA com a vasta gama de papel fotográfico da Canon ajuda-o a obter impressões a cores precisas)

• Aumente as definições de qualidade do controlador da impressora para obter a maior quantidade de detalhes possível nas suas impressões

Utilize o software My Image Garden com a PIXMA

O My Image Garden é uma aplicação de software prática que permite organizar e imprimir facilmente as suas fotografias. O software pode até imprimir imagens estáticas selecionadas de clips de filmes captados com câmaras Canon. Além disso, permite juntar várias imagens estáticas num único ficheiro para impressão. Portanto, se tiver uma sequência de vídeo de um tenista a servir, pode separar a sequência em imagens individuais e combiná-las de forma a mostrar toda a ação do serviço numa única impressão.