FOTOGRAFIA DE DESPORTO

Preparados: as melhores dicas para fotografar cenas de ação

Quer captar momentos desportivos importantes? Eis tudo o que precisa de saber sobre como tirar fotografias de ação espetaculares com a sua câmara Canon.
Uma atleta feminina num colete roxo a saltar sobre um obstáculo.

A fotografia de ação estabelece uma combinação única de desafios para os fotógrafos e o respetivo equipamento: o mundo está repleto de movimento, mas como o podemos captar numa única imagem? A fotografia de ação bem-sucedida requer a compreensão de algumas definições e funcionalidades essenciais da câmara, e o impacto que têm nas suas fotografias. Dominar estes controlos permite-lhe criar imagens desfocadas para transmitir movimento ou "congelar" a imagem para captar um momento no tempo. Há também técnicas de ação que pode experimentar, tais como "panning", e sugestões específicas para quem pretende fotografar desportos aquáticos ou filmar vídeos de ação.

É igualmente benéfico se estiver a fotografar com um kit rápido e leve. A Canon concebeu uma gama comparativamente compacta e acessível de câmaras e objetivas de elevada eficiência que podem proporcionar excelentes resultados ao captar cenas de ação, incluindo teleobjetivas para principiantes que lhe permitem aproximar-se o mais possível da cena.

Apresentamos aqui as funcionalidades e as definições essenciais da câmara necessárias para fotografar cenas de ação e partilhamos algumas das melhores dicas e técnicas para ajudar a criar imagens incríveis.

Começar por utilizar o modo de Desporto

Caso esteja a entrar no mundo da fotografia de ação, pode começar facilmente com o modo de Desporto incluído na maioria das câmaras para principiantes e de gama média da Canon. Esta opção configura a câmara com focagem automática Servo (contínua) para acompanhar a ação e velocidades de obturador elevadas para congelar o movimento, permitindo também tirar uma sequência de fotografias ao manter premido o botão do obturador. Basta rodar o seletor de modos de disparo da câmara para a posição Desporto ou procurar a opção no menu de Modos de cena.

Definições essenciais da câmara para fotografias de ação

O ecrã da Canon EOS 90D com as definições de Tv (Valor temporal).

Para assumir o controlo direto da velocidade do obturador, defina a sua câmara para o modo Prioridade ao obturador (Tv, que significa Valor temporal). A alteração da velocidade do obturador ajusta a exposição geral, mas também permite controlar a quantidade de desfocagem (ou nitidez) nas suas imagens.

Um praticante de snowboard salta alto com o sol enevoado no céu.

Se estiver a fotografar motivos contra um céu brilhante, tente aplicar uma compensação de exposição positiva. Isto ajuda a dar ao motivo principal o nível certo de brilho. Uma câmara mirrorless, como a Canon EOS R7, permite-lhe pré-visualizar o efeito no visor enquanto fotografa. Tirada com uma Canon EOS R7 com uma objetiva Canon RF 14-35mm F4L IS USM a 14 mm, 1/2000 seg., f/8 e ISO200.

Embora o modo de Desporto das câmaras Canon seja um excelente ponto de partida para fotografar cenas de ação, irá melhorar as suas fotografias à medida que se aventura com as novas competências adquiridas. A utilização criativa da velocidade do obturador, da exposição e das definições de acompanhamento AF garante que obtém os resultados que procura.

Velocidade do obturador

No modo de Prioridade ao obturador (Tv), pode selecionar a velocidade do obturador pretendida e a câmara ajusta automaticamente a abertura para lhe dar a exposição correta. Também pode ser útil ativar o ISO automático, para que a sensibilidade da câmara à luz aumente automaticamente se a abertura mais ampla da objetiva não for suficientemente "rápida" para evitar a subexposição (imagens escuras) com velocidades do obturador muito rápidas. As velocidades de obturador elevadas acima de 1/1000 seg. permitem-lhe congelar a ação, enquanto as velocidades lentas do obturador de 1/60 seg. ou menos podem criar desfocagem de movimento numa ação de panning, à qual chegaremos mais adiante.

Exposição

Se a luz for constante, como num dia de sol sem nuvens ou em espaços interiores com iluminação artificial, por exemplo, defina a câmara para o modo Manual (M). Esta opção permite-lhe controlar totalmente a velocidade do obturador e a abertura, e garantir a exposição correta do motivo. Se utilizar um dos modos automáticos ao fotografar na direção do céu, a sua câmara tende a subexpor o motivo, o que resulta numa silhueta. Se isto ocorrer, utilize o seletor de compensação da exposição para aumentar a exposição.

O ecrã da câmara Canon EOS R10 a mostrar o acompanhamento AF a focar o olho de um bailarino de flamenco.

O AF inteligente das câmaras Canon com o mais recente sistema EOS R consegue detetar pessoas, animais, aves e veículos. No modo Pessoas, por exemplo, o sistema pode até identificar a forma humana de costas. O reconhecimento e o acompanhamento começam com o corpo e passam então para a cabeça, se visível, e depois para os olhos. O sistema identifica as cabeças, mesmo que sejam de desportistas com óculos ou capacetes.

Acompanhamento AF

As câmaras Canon dispõem de vários pontos de focagem espalhados pela imagem e a câmara irá, normalmente, focar o motivo mais próximo de si. Para ter a certeza do local onde a sua câmara irá focar, experimente selecionar um grupo mais pequeno de pontos de focagem e certifique-se de que os mantém apontados ao motivo. A IA de aprendizagem profunda incorporada nos sistemas AF de próxima geração presentes nas mais recentes câmaras mirrorless com sistema EOS R, como a EOS R7 e a EOS R6, é excelente para fixar e acompanhar animais, aves, pessoas e veículos. Não só reconhece automaticamente as formas relevantes, como também foca os rostos e até os olhos à medida que aparecem na imagem. Utilize o modo AI Servo AF para que a focagem automática acompanhe continuamente os motivos em movimento.

"Panning" perfeito

Um motociclista numa mota a percorrer uma pista, inclinando-se muito para a curva.

Pode ser difícil escolher a velocidade do obturador certa para imagens panorâmicas. Ao fotografar automóveis ou motociclos de corrida a grande velocidade com uma teleobjetiva, comece em cerca de 1/60 segundos, reveja os resultados e ajuste a velocidade do obturador conforme necessário para dar uma boa desfocagem de movimento ao fundo, mantendo nítido o motivo principal. Tirada com uma Canon EOS R6 com uma objetiva Canon RF 100-500mm F4.5-7.1L IS USM a 400 mm, 1/160 seg., f/9 e ISO100. © Richard Walch

Embora as velocidades de obturador elevadas sejam excelentes para congelar o movimento, podem por vezes eliminar a emoção das fotografias de ação. Por exemplo, se fotografar um carro de corrida a alta velocidade com uma velocidade do obturador de 1/2000 seg., o carro vai parecer parado. Reduza a velocidade do obturador para cerca de 1/60 seg. e desloque a câmara para criar desfocagem e transmitir uma verdadeira sensação de velocidade.

Panning é o movimento efetuado com a objetiva da câmara para acompanhar um motivo que se desloca em paralelo à sua posição. É frequentemente combinado com velocidades mais lentas do obturador para que o motivo se mantenha nítido enquanto os elementos parados do primeiro plano e o fundo ficam desfocados. Para praticar, utilize o visor e rode o tronco para manter um movimento suave. Se a objetiva tiver a opção de Estabilizador de Imagem (IS), coloque o interruptor do modo de estabilização de imagem na lateral da objetiva no modo 2. Isto faz a objetiva ignorar o movimento de deslocação horizontal e compensar apenas o movimento perpendicular à direção de deslocação.

Utilize a opção AI Servo AF e o modo de disparo contínuo, mantendo o botão do obturador totalmente premido para criar uma sequência de disparos. Um movimento de "panning" eficaz pode requerer prática e paciência, mas é boa ideia continuar o movimento mesmo depois de tirar a fotografia ou a sequência de fotografias. Esta ação aumenta a probabilidade de manter a nitidez do motivo em movimento.

Como fotografar desportos aquáticos

Um praticante de canoagem batalha as águas brancas, com a pagaia levantada de um lado.

Sempre existiu um elemento de sorte na tentativa de captar o microssegundo ideal na fotografia de ação. Determinadas câmaras, como a Canon EOS R6 e a EOS R7, têm velocidades de disparo contínuo fenomenalmente rápidas, para poder criar uma sequência de disparos e garantir que capta os momentos mais importantes. Tirada com uma Canon EOS R6 e uma objetiva Canon EF 300mm f/2.8L II USM a 1/4000, f/3.2 e ISO200. © Samo Vidic

A prática de surf, kayak e outros desportos aquáticos é um ótimo motivo para fotografia. A emoção, os salpicos, os saltos, as curvas e a velocidade mostram que os bons resultados requerem esforço e paciência. O lado positivo de os barcos à vela, caiaques, jet skis e semelhantes seguirem um curso definido é a possibilidade de antecipar melhor o que vai acontecer a seguir e se preparar antecipadamente. Tal como acontece com a maioria das fotografias de ação, é geralmente necessária uma teleobjetiva ou super teleobjetiva para poder fotografar à distância.

Definições da câmara para fotografar desportos aquáticos

Captar corretamente a água é essencial para obter excelentes fotografias de ação de desportos aquáticos. Os desportos aquáticos são muitas vezes fotografados com velocidades de obturador elevadas, congelando as gotas de água em esculturas de gelo tipo cristais. Defina a velocidade do obturador para 1/1000 seg. ou mais rápida para congelar a água.

Ao fotografar sobre água, é normal haver muita luz devido ao reflexo na superfície, o que lhe permite manter a velocidade do obturador elevada e a definição ISO baixa, para obter flexibilidade e escolher a abertura consoante o tamanho do motivo no enquadramento. Procure posições em que o praticante está a fazer uma curva ou um salto. Ambas as ações causam a projeção de gotas de água da superfície e informam o espetador sobre a direção, a velocidade e a natureza do movimento, dando vida à imagem.

Acessórios para fotografar desportos aquáticos

Para manter a câmara segura quando está junto de água, utilize uma caixa estanque dedicada. Estas caixas rígidas permitem fotografar debaixo de água até uma profundidade de 40 metros, para que os salpicos não sejam um problema. As caixas também incluem botões vedados para que possa utilizar todas as funções da sua câmara.

É sempre boa ideia começar com uma bateria totalmente carregada na câmara e um cartão de memória com espaço livre suficiente para que não tenha de abrir a caixa depois de começar a fotografar. Alguns pacotes de sílica gel no interior da caixa ajudam a manter os níveis de humidade baixos.

Se não estiver a planear aventurar-se debaixo de água, utilize o para-sol para minimizar os reflexos, assim como um filtro de proteção para evitar danos na objetiva. As câmaras Canon com sistema EOS R também dispõem de proteção contra neblina e salpicos.

Estar atento ao contexto global

Um grande plano dos pés de um remador, com sapatos vermelhos e meias rosa, no fundo de um barco.

Algo tão simples como um par de sapatilhas desportivas, uma sela usada ou uma bola pode ajudar a contar uma história. Procure algo de interesse e fotografe alguns grandes planos para dar uma dimensão extra à sua fotografia de ação. Tirada com uma Canon EOS R com uma objetiva Canon RF 24-70mm F2.8L IS USM a 59 mm, 1/640 seg., f/2.8 e ISO250. © Matthew Joseph

As grandes fotografias desportivas não são apenas sobre os vencedores. São todos os pequenos detalhes, como a bola do jogo, o árbitro, a emoção de um único adepto na multidão, que dão riqueza e profundidade ao seu retrato do evento. Nestes casos, as definições padrão ou automáticas devem ser adequadas.

Fotografe vistas mais amplas que mostrem todo o ambiente do desporto e da multidão. Se olhar para os jornais, apenas algumas fotografias são grandes planos detalhados da ação desportiva. Muitas das fotografias são mais amplas e contextualizam o desporto, mostrando o local e as multidões de fãs.

Esteja atento a algo invulgar ou extraordinário. Muitas vezes, as melhores imagens desportivas são as que fazem olhar duas vezes e questionar como algo aconteceu. Há muito que depende apenas da sorte de estar no lugar e momento certos, mas a habilidade está em preparar-se para qualquer coisa. Fotografe em redor da ação, ou seja, foque a sua atenção longe da ação principal. Os participantes a prepararem o equipamento, os espectadores e os mecânicos, por exemplo, são também motivos interessantes e contam a história do evento.

Dicas para captar ação em vídeo

As câmaras da Canon são igualmente competentes para captar vídeo de alta qualidade de 1080p, 4K ou até 8K, pelo que vale a pena dar-lhes bom uso.

Ao chegar a um evento, filme algumas imagens de grande angular para definir o cenário. Isto ajuda a evitar a utilização excessiva do zoom durante a filmagem. Muitas vezes, é melhor fazer uma paragem, mudar a composição da cena, ajustar o enquadramento e o zoom e, de seguida, reiniciar a filmagem. Ao realizar um movimento de "panning" com a sua câmara para captar o local ou seguir a ação, certifique-se de que para o movimento antes de parar a filmagem, para ajudar na edição posterior.

Em vez de manter uma posição fixa e colocar a câmara num tripé, tente mover a câmara com a ação. Verá que isto é mais fácil com uma captação mais ampla. Caso existam vários participantes, um a seguir ao outro, experimente diferentes distâncias focais para cada um. Lembre-se de que é normal um motivo distante ficar maior na imagem à medida que se aproxima da câmara, pelo que deve ajustar o zoom para se certificar de que o motivo se mantém na imagem quando estiver muito próximo.

As melhores câmaras para fotografia de ação

Um homem num fato de surf sentado num rochedo de uma praia e a segurar numa prancha de surf, fotografado de um ângulo mais baixo.

Muitas câmaras Canon têm um ecrã traseiro inclinável ou de ângulo variável. Utilize-o em alternativa ao visor para compor as suas fotografias e pode levantar a câmara para fotografar acima das cabeças da multidão ou baixar ao nível do solo para obter uma perspetiva mais interessante. Tirada com uma Canon EOS RP com uma objetiva Canon RF 35mm F1.8 MACRO IS STM a 1/3200 seg., f/1,8 e ISO100.

Um homem à beira de uma pista de corridas a segurar numa câmara com uma grande super teleobjetiva.

A estabilização de imagem no corpo (IBIS) da Canon EOS R6 e da EOS R7 funciona de forma particularmente eficaz em combinação com o IS ótico das super teleobjetivas RF, pois os dois tipos de IS irão contrariar tipos diferentes de vibração da câmara. Isto permite captar imagens consistentes e nítidas com a câmara na mão, sem necessitar de um tripé ou monopé.

Qualquer pessoa com uma câmara Canon pode começar a criar fotografias de ação com o kit que já tem, mas se estiver a considerar atualizar, seguem-se algumas das melhores aquisições para fotografar cenas de ação.

Canon EOS R7

A EOS R7 mirrorless partilha muitas das inovações técnicas presentes na Canon EOS R3 de nível profissional, mas foi concebida com base num sensor de imagem de formato APS-C, que aumenta eficazmente o alcance das teleobjetivas em 1,6 vezes. Pode ser uma grande ajuda na fotografia de ação, pois permite cobrir a distância com uma objetiva relativamente compacta e leve, como a Canon RF 800mm F11 IS STM. Outras vantagens desta câmara pequena, rápida e potente são o ecrã tátil de ângulo variável e o sistema AF de alta tecnologia, que inclui reconhecimento "inteligente" de pessoas, animais, aves e veículos, enquanto a estabilização do corpo e da objetiva trabalham conjuntamente para minimizar a vibração da câmara. A EOS R7 também pode captar fotografias até 30 fotogramas por segundo (fps), bem como filmes 4K até 60p.

Canon EOS R6

Perfeita para fotografia de ação avançada, a EOS R6 integra todas as funcionalidades de acompanhamento de focagem automática de IA e o IBIS da EOS R7 num corpo Full-Frame com especificações profissionais. Com algumas objetivas, pode obter uns incríveis 8 pontos de IS e a câmara pode fotografar até 20 fps. Os destaques de vídeo incluem a filmagem em 4K, bem como HD a 120 fps para criar filmagens de alta qualidade em câmara lenta. Mais uma vez, pode desfrutar do ecrã tátil de ângulo variável para fotografar em posições criativas.

A Canon também disponibiliza uma vasta gama de objetivas de distância focal fixa e com zoom económicas e compactas, mas de elevado desempenho, para as câmaras EOS R.

Canon PowerShot G7 X Mark III

A PowerShot G7 X Mark III oferece um desempenho potente numa câmara pequena e compacta com apenas 304 g, completa com uma objetiva de zoom fixo que tem um alcance útil de 24-100 mm. A classificação de abertura luminosa de f/1.8-2.8 desta objetiva permite velocidades de obturador elevadas para congelar o movimento, mesmo sob iluminação fraca ou de interior, juntamente com uma velocidade de acionamento contínua e rápida de até 20 fps (sequência de disparos RAW de 30 fps). Também tem capacidade para filmagens a 4K e Full HD a 120 fps e dispõe de um ecrã tátil inclinável.

Canon PowerShot ZOOM

Provando que o kit de câmara para fotografia de ação não tem de ser grande nem volumoso, a PowerShot ZOOM é uma monocular de tamanho compacto que consegue captar fotografias e vídeo em Full HD ao alcance de um botão. Isto torna-a perfeita para eventos desportivos com espetadores e para fotografias de ação discretas. O zoom de 3 passos proporciona uma vasta gama de distâncias focais, equivalentes a 100 mm, 400 mm e 800 mm numa câmara Full-Frame.


Esperamos que estas sugestões e técnicas de fotografia de ação lhe sejam úteis. As câmaras Canon com sistema EOS R e as respetivas objetivas são as ferramentas perfeitas para o trabalho, mas também se pode divertir imenso e alcançar grandes resultados com a gama de câmaras DSLR e compactas da Canon. Chegou a hora de fazer uso destas dicas.


Escrito por Matthew Richards

Produtos relacionados

Artigos relacionados

  • VELOCIDADE DO OBTURADOR

    Controle a velocidade do obturador

    Estas 5 sugestões básicas vão ajudá-lo a dominar a velocidade do obturador para captar motivos em movimento e melhorar as suas fotografias de ação.

  • Rastos de luz suspensos em movimento perto de um autocarro numa rua movimentada em Madrid, Espanha.

    FOTOGRAFIA COM MOVIMENTO

    Captar movimento na fotografia

    Descubra como captar movimento e acrescentar uma sensação de movimento às suas imagens.

  • Um dia de fotografia com um profissional de desportos de ação

    FOTOGRAFIA DE DESPORTO

    Uma sessão fotográfica repleta de ação com um profissional

    Jean-baptiste Liautard introduz a arte da fotografia de desportos de ação.

  • FOTOGRAFIA DE DESPORTO

    Aponte e dispare para captar fotografias de desporto

    A fotógrafa profissional Molly Darlington explora como pode captar grandes momentos desportivos com uma câmara de tamanho de bolso.