Giuseppe taking a photo of a shop window, showing passers by in the reflection.

FOTOGRAFIA URBANA

A magia do dia-a-dia: sugestões de Giuseppe Esposito-Rodrigues para fotografia urbana

A fotografia está no ADN de Giuseppe Esposito-Rodrigues. Nasceu na Venezuela, filho de pai italiano que adorava fotografar paisagens e mãe portuguesa apaixonada pela fotografia de viagem. Era natural que Giuseppe seguisse os passos fotográficos dos seus pais.
Desde 2013, vive em Dublin, caminhando pelas avenidas ribeirinhas e vielas iluminadas por candeeiros para captar a sua fotografia urbana cinematograficamente impressionante, mas tranquilamente íntima, que já apareceu em publicações como a Lonely Planet e a Culture Trip. No passado, Giuseppe privilegiou a sua Canon EOS 5D Mark III (agora substituída pela Canon EOS 5D Mark IV) juntamente com uma objetiva Canon EF 24-70mm f2.8L II USM, uma objetiva Canon EF 50mm f/1.4 USM ou uma objetiva Canon EF 85mm f/1.4L IS USM. Porém, recentemente tem explorado a Canon EOS M6 Mark II.
"A Canon EOS M6 Mark II é uma excelente câmara versátil para fotógrafos urbanos, porque combina alta resolução (32,5 megapixels), disparos contínuos (14 fps) e excelente vídeo (4K sem corte) com uma pega robusta, o que a torna muito confortável ao fotografar na rua durante longos períodos." Tal como outras câmaras Canon EOS M, a EOS M6 Mark II pode ser utilizada com um adaptador de montagem EF-EOS M da Canon para permitir utilizar uma grande variedade de mais de 80 objetivas EF-S e EF, incluindo objetivas específicas como macro e olho de peixe.
Aqui, Giuseppe partilha a sua abordagem, técnicas e sugestões para fotografia urbana criativa.

1. Seja sensível ao público

Fotografar multidões é uma forma de manter o motivo anónimo e criar uma fotografia que transmite o ambiente agitado da rua de uma cidade.

É sempre aconselhável verificar a legalidade da fotografia urbana onde pretende fotografar, mas, de um modo geral, a maioria dos países permite fotografar em locais públicos, salvo especificação em contrário, e isso inclui a fotografia de transeuntes na rua e pessoas em locais públicos como parques. No entanto, nem toda a gente vê com bons olhos que lhe sejam tiradas fotografias. Giuseppe diz: "O que eu faço é mostrar-lhes rapidamente as fotografias e esperar que vejam que o faço de um ponto de vista artístico. Por vezes, mostro o meu Instagram para que possam ver que não estou a fazer isto por qualquer outra razão que não o amor pela arte, e normalmente compreendem e descontraem."

2. Posicione-se num ponto

A man walking past a row of houses covered in autumnal foliage (left).Three people crossing the road next to a bus on the streets of Dublin (right).
Componha a sua imagem escolhendo primeiro um fundo e aguarde que a imagem final se enquadre.

Ambientes agitados são um dos maiores desafios do género. "Tudo está em constante movimento", diz Giuseppe. "A luz, o motivo, o ambiente. Se voltarmos amanhã, não veremos a mesma coisa. Temos de aceitar que não podemos controlar nada. Tudo o que podemos fazer é ter uma ideia e tentar prever quando podemos fazer essa ideia acontecer. Trata-se de tirar partido do cenário que nos rodeia."

Giuseppe procura a melhor oportunidade de sucesso encontrando primeiro um cenário de que goste e, depois, um canto onde se possa isolar. "Basicamente, quando é uma rua movimentada, encontro uma esquina e espero pacientemente que a pessoa certa entre na fotografia. Posso mover-me ligeiramente para tentar obter algo a partir de um ângulo ou perspetiva diferente, mas na maioria das vezes coloco-me num local onde acredito que o fundo irá funcionar com um motivo e espero."

3. Escolha o modo de disparo certo para contar a sua história

Artigos relacionados
Joel Thorpe taking a selfie with the Zoemini S on Brighton beachfront.

CÂMARAS INSTANTÂNEAS

Seja criativo com impressoras portáteis

Descubra as melhores sugestões de um influenciador para desenvolver o seu estilo com a impressão.

Two people skateboarding down a bustling street at night.

FOTOGRAFIA URBANA

Como tirar o máximo partido da sua câmara numa viagem

11 dicas e truques para o ajudar a captar o espírito da selva urbana.

Piotr Malecki taking photos on the street.

FOTOGRAFIA URBANA

Os segredos da fotografia urbana de Piotr Malecki, com a Canon EOS M6 Mark II

Descubra a emoção que pode captar na sua cidade natal com as inspiradoras fotografias urbanas do Piotr Malecki.

A pega grande e a natureza leve e portátil da Canon EOS M6 Mark II fazem dela a ferramenta perfeita para longas sessões na rua.

Da sua longa experiência, Giuseppe diz que o melhor modo para fotografar na rua é o modo Av. "Não temos de controlar tudo, apenas a abertura e talvez o ISO. Poderemos ter de aumentar a definição de ISO se estivermos a fotografar à noite e, durante o dia, permite utilizar velocidades mais rápidas com uma pequena abertura, melhorando as hipóteses de captar um motivo em movimento focado."

Normalmente, Giuseppe utiliza grandes aberturas (números f baixos), que o ajudam a criar o seu efeito cinematográfico característico. "Fotografar a f/1,4, f/1,8 ou f/2,8 ajuda-me a isolar o motivo e a tornar o fundo desfocado. Continua lá, para me ajudar a contar a história, mas não precisamos de ver todos os detalhes."

4. Selecione a melhor objetiva para a cena

A tram on the tracks in Dublin city centre (left). An old man reading the newspaper on the top level of a double-decker bus (right).
Giuseppe tem usado a estrutura da cidade na sua composição. As linhas de elétrico conduzem o olho ao ponto focal nesta imagem (à esquerda). Tirada com: Canon EOS M6 Mark II e EF-M32mm f/1.4 STM. Giuseppe compôs esta fotografia (à direita) captando as cores condizentes do interior do autocarro e a folhagem visível através da janela.

"As pessoas vão dizer que, para a fotografia urbana, devemos usar uma distância focal de 28 a 55 mm, porque esta é a mais próxima daquilo que o olho humano vê e, por conseguinte, proporciona uma perspetiva natural", afirma Giuseppe. "Mas para mim, o fundo é tão importante como o motivo, por isso, tenho tendência para fotografar a 24 mm ou 28 mm." Quando usava a Canon EOS M6 Mark II, utilizava a objetiva Canon EF-M 32mm f/1.4 STM para criar as cenas amplas e abertas de que gosta. "A objetiva era extremamente versátil em quase todas as situações com que me deparei", afirma. "Gosto particularmente da forma como me permitiu captar cenas atmosféricas, focando toda a cena, em vez de apenas um motivo específico."

Para além de fotografar em grande angular, Giuseppe desenvolveu recentemente uma preferência por fotografar à distância. "Ultimamente, acho mais confortável fotografar com teleobjetivas, o que muitos profissionais dizem para não fazer. Penso que esta opinião é muito antiquada. Fotografar com uma objetiva de 85 mm ou uma teleobjetiva de zoom, como a objetiva Canon EF-M 55-200mm f/4.5-6.3 IS STM, permite-me manter uma certa distância entre mim e o motivo, para não invadir a sua privacidade, ajuda-me a isolar o motivo e faz com que o fundo fique muito desfocado, como eu gosto."

5. Foque o seu motivo

Focar um motivo num plano mais alargado é uma forma de criar um ponto focal e enquadrar a cena. Esta é a técnica característica de Giuseppe para obter uma sensação cinematográfica.

Para Giuseppe, a Canon EOS M6 Mark II foi revolucionária. "A focagem automática é fiável e rápida e o acompanhamento do rosto e dos olhos é muito preciso." Dito isto, Giuseppe também incentiva os fotógrafos de rua a tentarem mudar para a focagem manual para maior criatividade. "Digamos que quero focar alguém no meio da cena, mas quero que todas as pessoas que atravessam o enquadramento fiquem desfocadas para transmitir uma sensação de movimento. A focagem manual seria a melhor opção."

6. Encontre formas de ser criativo

Fotografar com foco na luz artificial pode conferir ambiente às suas imagens. Experimentar com superfícies refletoras na fotografia urbana pode adicionar outra camada criativa.

Para criar imagens distintas, Giuseppe sugere fotografar a partir de um ângulo invulgar ou de um ponto de vista não convencional. Uma das suas técnicas favoritas é procurar reflexos em janelas ou outras superfícies brilhantes. "O que eu faço é encontrar pessoas por detrás do vidro, quer seja a janela de um autocarro ou um café, etc., e encontro um motivo interessante que esteja a ser refletido, que pode ser um edifício, um automóvel ou uma pessoa", refere. "Isto cria camadas de ambiente na imagem."

Para além das janelas, Giuseppe sugere experimentar poças e rios para criar composições interessantes.

Também recomenda estar disposto a fotografar contra a luz e a abraçar a iluminação artificial. "A luz é tudo na fotografia, todos sabemos isso, mas é a forma como jogamos com a luz que ajuda a criar impacto", afirma. Se a luz for extrema ou direta, sugere que esta é uma oportunidade para experimentar silhuetas. "Vou encontrar um fundo de que goste e que esteja em contraluz e, depois, espero que alguém entre no enquadramento no momento certo. Isto é particularmente útil se não quisermos incluir o rosto do motivo.

"Outras vezes, adoro utilizar luz artificial, desde sinais de trânsito ou postes de iluminação, porque cria ambiente e ajuda a orientar a atenção do espetador."

Congelar o movimento numa cena como esta proporciona ao espetador uma sensação de movimento intenso e vibrante na rua da cidade.

Se quiser experimentar a fotografia urbana, Giuseppe tem um conselho simples: "Praticar, praticar e praticar", afirma. "Se formos apaixonados, acabaremos por nos tornar melhores no que quer que pretendamos alcançar e iremos encontrar o nosso próprio estilo. Ainda hoje faço isso. Estou sempre a praticar. O melhor conselho que posso dar é pegar numa câmara, sair para a rua e fotografar."

Fica nervoso ao fotografar em público ou preocupado com as reações das pessoas? "Fotografar pessoas nas ruas é uma linha que temos de cruzar", acrescenta Giuseppe. "Quanto mais o fizermos, mais rapidamente nos sentiremos confortáveis quando estivermos a fotografar, o que nos permitirá concentrar-nos no que realmente importa, obter aquela fotografia mágica."

Escrito por Natalie Denton

Produtos relacionados

Artigos relacionados



A secção Inspirar-se é a sua principal fonte de dicas de fotografia úteis, guias de compras e entrevistas profundas: tudo aquilo de que necessita para encontrar a melhor câmara ou impressora e dar vida à sua próxima ideia criativa.

Voltar a todas as sugestões e técnicas