A mother picks her son up to hug, both of them wearing sunglasses. Photo by Christian Anderl.

FOTOGRAFIA DE FAMÍLIA

As sugestões do Anderl Christian para captar retratos de família naturais

Para o fotógrafo profissional austríaco Christian Anderl, documentar os momentos preciosos da vida em família tornou-se tão importante em casa como no trabalho. O Embaixador da Canon é conhecido pelos retratos íntimos e espontâneos que caraterizam o seu trabalho fotográfico profissional. Além disso, também partilha momentos carinhosos da sua vida em família na sua conta do Instagram, mostrando o mundo na perspetiva do seu filho mais novo.

O próprio fotógrafo admite que ser pai mudou a sua vida. Foi também esta mudança que o levou a criar o projeto Fatherhood, uma série de retratos onde os pais falam sobre as suas experiências, partilham os seus altos e baixos e oferecem conselhos. Há muito tempo que as pessoas são o cerne do trabalho do Christian. No entanto, a captação dos momentos em família tem particular importância para ele.

"Quando for mais velho e o meu filho já tiver saído de casa, vou ficar triste porque ele já não está cá", afirma. "Posso sentar-me no sofá e olhar para todas estas fotografias de quando ele era bebé. Este verão, vai fazer seis anos e encontrei algumas fotografias que tirei quando ele tinha um ano. Já me sinto velho por vê-lo crescer tão depressa. O tempo está a passar muito depressa... Acho que devemos tirar fotografias para nos lembrarmos da rapidez com que eles nos deixam. Conseguimos ser um pouco mais pacientes com os nossos filhos quando olhamos para estas fotografias e nos lembramos disso."

Neste artigo, o Christian partilha as suas cinco principais sugestões e técnicas para o ajudar a captar momentos genuínos de diversão em família. Siga os seus conselhos para tirar retratos de família naturais e espontâneos.

1. Deixe o telemóvel no bolso

"Quando pegamos na câmara, ganhamos mais consciência das fotografias que queremos tirar," afirma o Christian, que defende que devemos guardar o telemóvel para tirar fotografias mais ponderadas com a câmara. "Não devemos limitar-nos a fotografar tudo o que acontece com uma mão, como fazemos com um smartphone. Experimentamos mais e, na minha opinião, tiramos fotografias melhores."

Além disso, mudar para uma câmara reduz o tempo que passamos em frente a um ecrã, algo em que o Christian se tem concentrado recentemente através de uma desintoxicação digital. "Não quero ter de olhar o dia todo para um ecrã e, se só tirar fotografias com smartphones, estarei a aumentar o tempo que passo em frente a um. Quero olhar para um visor e estar totalmente ciente daquele momento."

O Christian defende que também existem vantagens técnicas na utilização de uma câmara em vez do telemóvel, como os controlos físicos para alterar as definições, nomeadamente a velocidade do obturador e a abertura. Muitas vezes, também prefere utilizar um visor para compor uma imagem. "Existe muito software que tenta simular o aspeto de uma objetiva real, mas não é a mesma coisa... Na minha opinião, é impossível competir com um grande sensor e uma objetiva." Enquanto as câmaras de nível principiante, como a Canon EOS M50, disponibilizam estes controlos físicos, um smartphone atual de categoria intermédia não é capaz de fazer o mesmo.

2. Prepare-se para os momentos de espontaneidade

Quando estamos a fotografar crianças, temos de estar preparados para tudo. Ter uma câmara com capacidade de focagem automática rápida e acompanhamento de focagem, como a Canon EOS R, a Canon EOS 80D ou a Canon EOS M50, significa que conseguimos antecipar o momento e captar ação rápida sem nos preocuparmos com o facto de o motivo principal estar desfocado.

"Quero olhar para um visor e estar totalmente ciente daquele momento."

"Precisamos de uma focagem automática rápida para tirar fotografias de crianças", afirma o Christian. “É isto que devemos procurar numa câmara. Tudo o resto depende do orçamento. Todos me perguntam que câmara devem comprar, mas digo-lhes sempre que, primeiro, é preciso pensar nas objetivas. Talvez seja necessário comprar uma objetiva nova e não uma câmara nova, uma vez que a velocidade e a qualidade ótica da objetiva é ainda mais importante do que a câmara."

A fotografia de família também requer um certo grau de pragmatismo. "Sempre que sinto que alguém já não quer ser fotografado, ponho as minhas câmaras de lado," afirma o Christian. "Se alguém não quiser ser fotografado, nunca vamos conseguir uma boa imagem dessa pessoa. Especialmente com crianças, não podemos forçá-las a serem fotografadas. Por isso, temos de aceitar a situação e tentar novamente mais tarde."

A boy smiles as bubbles float around him. Photo by Christian Anderl.

3. Experimente diferentes distâncias focais

"Nas fotografias de família, acho que são necessárias, pelo menos, duas distâncias focais diferentes," afirma o Christian. "Na minha opinião, a objetiva Canon EF 85mm f/1.8 USM oferece o ponto ideal para a captação de retratos. Com a objetiva de 85 mm, conseguimos uma reduzida profundidade de campo e podemos separar o rosto do fundo. É suficientemente longa para criar resultados "corretos". Se utilizarmos uma objetiva de 35 mm ou 50 mm, ficamos com uma distorção e um nariz maior. Enquanto fotógrafo de retratos, preciso de falar com as pessoas enquanto as fotografo, pelo que a objetiva de 85 mm é uma boa escolha de gama intermédia. Nunca nos falhará."

Apesar de o Christian preferir a objetiva EF 85mm f/1.8 USM para retratos, também defende que é possível captar excelentes imagens com uma objetiva de 35 mm. "Acho que a objetiva Canon EF 35mm f/1.4L II USM é boa para quase tudo. Quando não tivermos a certeza, basta pegarmos numa objetiva de 35 mm e conseguiremos fotografar alguma coisa, até mesmo um retrato. Temos de ter em conta que a objetiva irá distorcer um pouco o rosto. Por outro lado, conseguimos um olhar íntimo porque ficamos mais perto do rosto."

Artigos relacionados
A baby plays with an abacus.

FOTOGRAFIA DE BEBÉS

12 sugestões que pode utilizar hoje mesmo para fotografar bebés

Preserve os momentos mais preciosos e capte o crescimento do seu bebé com as nossas sugestões úteis, que o ajudarão a conseguir resultados excelentes e a tornar o processo de fotografar bebés ainda mais divertido.

A mother and child play in a corridor of mirrors.

FOTOGRAFIA DE FAMÍLIA

10 dicas para melhorar instantaneamente as suas fotografias de família

Capte imagens intemporais que irá preservar para sempre daqueles que lhe são mais queridos, seguindo os conselhos deste fotógrafo profissional.

A girl holds a frisbee in front of her like a picture frame around her face.

FOTOGRAFIA DE FAMÍLIA

Tire melhores retratos: desafios de fotografia de família divertidos

A blogger de família Katja Gaskell trocou o smartphone por uma Canon EOS M50 e ficou maravilhada com os resultados. Surpreenda-se também ao experimentar estas técnicas.

A man stands in the sea and throws his son in the air. Photo by Christian Anderl.

4. Pense sempre primeiro no fundo

Apesar de a nossa atenção estar provavelmente virada para os motivos – especialmente para as crianças em movimento rápido – é importante ter em conta o que está atrás, afirma o Christian: o fundo é um componente crucial na composição e é frequentemente negligenciado.

"A prioridade máxima ao fundo é uma das únicas regras que realmente tento ensinar em fotografia porque é algo que a maioria das pessoas subestima ou esquece. Estão tão concentradas no primeiro plano, no motivo, na focagem, na iluminação, na exposição, em todas essas coisas, que se esquecem de que o fundo não tem um aspeto assim tão bom. Com crianças a brincar, pode ser difícil, mas devemos tentar encontrar primeiro o fundo e, em seguida, isolar o motivo do mesmo."

Não há um fundo certo ou errado para retratos, tudo depende de como este se encaixa com o motivo, mas o cenário é algo em que devemos pensar enquanto fotografamos. "Tudo pode ser um bom fundo e tudo pode ser um mau fundo. Devemos tentar perceber que cores funcionam entre si e que cores não funcionam. Se o fundo for muito feio, devemos utilizar uma grande abertura e uma teleobjetiva para tentar torná-lo menos nítido de modo a deixar apenas cores no fundo. Se existir um ponto na imagem, como um carro vermelho que torna tudo o resto azul e escuro, então devemos tentar evitá-lo."

A small boy stands on top of a hill, seagulls flying in an arc above him. Photo by Christian Anderl.

Fotografar com uma câmara oferece possibilidades inéditas para tirar o máximo partido das fotografias, desde um maior potencial de edição à possibilidade de imprimir fotografias em escala. O Christian tem uma impressão enorme da sua fotografia favorita com a esposa e o filho a brincar nas dunas na Nova Zelândia, que está pendurada na parede da sua casa.

"Tirei algumas fotografias boas quando estavam a descer pela duna," afirma. "O meu filho estava a rir muito e eu adoro esta fotografia. Cada vez que a vejo, sou obrigado a sorrir e sinto que estou de volta à Nova Zelândia." Partilhar recordações da vida em família é mais fácil quando as imagens são captadas com uma resolução elevada que permite imprimir em A2 ou em formato de póster, algo que não é possível obter com uma fotografia tirada num telemóvel.

Não é só impressão, também há o processo de edição. "Temos acesso a muitas mais possibilidades de edição com um bom ficheiro RAW de uma câmara do que com um JPEG captado com um telemóvel. Podemos definir a sensação e o espírito de uma imagem escolhendo simplesmente as cores certas. Ao não editarmos a imagem, utilizamos apenas cerca de 50% da fotografia."

Finalmente, a conetividade integrada nas câmaras modernas também significa que podemos transferir as imagens diretamente da câmara para o tablet, para mostrar os resultados pessoalmente, ou para o telemóvel, para publicar online e aumentar a qualidade do feed das redes sociais. Com a aplicação Canon Print no dispositivo móvel e uma impressora Canon compatível, podemos até criar impressões de alta qualidade sem fios.

A mother runs down a sand dune, pulling her son along, both of them laughing. Photo by Christian Anderl.

O Christian desafiou a blogger de família Katja Gaskell a melhorar as suas fotografias de família, deixando o smartphone de lado e entrando num novo domínio fotográfico com a Canon EOS M50. Escritora de viagens e autora do blogue Globetotting, a Katja tem fotografado os três filhos por todo o mundo com o telemóvel. Agora está a testar as várias novas técnicas que pode obter com uma câmara. Veja como correu a sua experiência e experimente também estes desafios de fotografia de família.

Escrito por Lucy Fulford

Artigos relacionados



A secção Inspirar-se é a sua principal fonte de dicas de fotografia úteis, guias de compras e entrevistas profundas: tudo aquilo de que necessita para encontrar a melhor câmara ou impressora e dar vida à sua próxima ideia criativa.

Voltar a todas as sugestões e técnicas

Produtos relacionados