FOTOGRAFIA DE RETRATO

As melhores sugestões para criar excelentes retratos

Melhore as suas competências de fotografia de retrato com a nossa lista abrangente que inclui as melhores sugestões e técnicas de fotografia de retrato.
Canon Camera
Captar excelentes fotografias de retrato pode ser um desafio. As variáveis são muitas, desde garantir a luz correta, à aproximação e ser suficientemente rápido com a sua câmara. É possível captar bons retratos com qualquer tipo de câmara, embora muitos fotógrafos prefiram utilizar um modelo mirrorless, como a Canon EOS R6, ou um modelo DSLR, como a Canon EOS 850D, para conseguirem mais controlo e poderem expressar a sua liberdade criativa.

Qualquer que seja a sua câmara, esperamos que estas sugestões o ajudem a conseguir melhores retratos, sejam dos seus amigos, familiares, pessoas interessantes que encontre na rua ou até mesmo animais de estimação.

Escolha a objetiva certa para destacar o seu modelo

Retrato de uma mulher, com uma camisola de gola alta de cor mostarda e um casaco azul, com a mão no ar de forma a projetar uma sombra sobre o rosto.

Selecione a objetiva para retratos certa para a sua composição: distâncias focais mais longas para fotografias de rosto ou ângulos amplos para retratos que também incluem a cena. Tirada com uma Canon EOS RP com uma objetiva Canon RF 50mm F1.8 STM a 1/1250 seg., f/4 e ISO 100. © Ejiro Dafé

Uma mulher com um casaco axadrezado preto e roxo com mangas brancas sentada de lado nas escadas, a olhar através do corrimão branco de madeira.

Para além de escolher o kit certo para a sua fotografia, pode utilizar adereços e ambientes na composição, tal como esta escada, para enquadrar o seu motivo. Tirada com uma Canon EOS 5D Mark III (agora substituída pela Canon EOS 5D Mark IV) com uma objetiva Canon EF 24-70mm f/2.8L II USM a 24 mm, 1/180 seg., f/2,8 e ISO 100.

Ao fotografar com uma câmara Canon EOS que utilize objetivas intermutáveis, como a Canon EOS M200 ou a Canon EOS RP, escolher uma objetiva com uma abertura máxima rápida, como a Canon EF-M 32mm f/1.4 STM ou a RF 50mm F1.8 STM, ajuda a separar o motivo do fundo. As objetivas de distância focal fixa com uma distância focal de 50 mm a 100 mm são ideais para retratos, mas também pode utilizar objetivas de zoom. Para tirar o máximo partido das grandes aberturas, utilize o modo de prioridade à abertura (Av) ou o modo manual (M) e tente utilizar o ISO automático para manter as suas exposições corretas.

A utilização de uma objetiva de distância focal fixa standard ou grande angular em vez de uma objetiva de zoom obriga-o a aproximar-se e a interagir com os seus motivos e, ao fazê-lo, irá perceber que uma objetiva mais pequena é menos intimidante.

Por outro lado, as objetivas de zoom, como a Canon RF 70-200mm F4L IS USM, são incrivelmente versáteis, uma vez que lhe permitem moldar os seus retratos utilizando diferentes distâncias focais, tudo com uma única objetiva. Quando estiver familiarizado com as noções básicas das objetivas de distância focal fixa, uma objetiva com uma grande amplitude de zoom, como a Canon RF 24-105 F4L IS USM, com a sua estabilização de imagem interna, é excelente para fotografar sem tripé, permitindo-lhe movimentar-se à volta do motivo e alterar as distâncias focais para obter efeitos diferentes. A distância focal da teleobjetiva irá criar retratos favorecedores e a distância máxima de 105 mm é perfeita para captar fotografias de rosto em grande plano.

Abrace as condições de iluminação difíceis

Retrato de perfil de uma jovem vestida com uma camisola de gola alta cinzenta a olhar para a câmara.

Pense na sua fonte de luz – por exemplo, luz solar direta, sombra, espaços interiores ou a partir de uma janela. Posicione o seu motivo de forma a tirar o melhor partido da luz natural. Se a luz for demasiado clara, basta parar a abertura ou aumentar a velocidade do obturador. Se o dia estiver nublado, porque não tentar utilizar uma fonte de luz artificial em espaços interiores ou informar-se acerca de truques de iluminação caseiros? Tirada com uma Canon EOS RP com uma objetiva Canon RF 85mm F2 Macro IS STM a 85 mm, 1/100 seg., f/5,6 e ISO 100.

As fotografias em ambientes noturnos podem ser difíceis, pois, provavelmente, será necessário um flash para obter luz suficiente. No entanto, a luz ambiente em torno do seu objeto pode ser, muitas vezes, bastante atmosférica e algo que queiramos manter na fotografia. As câmaras mirrorless Full-Frame da Canon, como a Canon EOS R6, que inclui um sistema de focagem Dual Pixel CMOS AF II, conseguem focar automaticamente até EV-6,5, permitindo-lhe fotografar frequentemente sem flash, mesmo em condições de iluminação difusa.

Se utilizar o flash, o modo de retrato noturno, incluído na maioria das câmaras Canon EOS, como a Canon EOS M200 e a Canon EOS RP, torna tudo muito mais fácil, pois muda a forma como a câmara pensa. Utiliza o flash incorporado ou regista o Speedlite na sapata para acessórios para iluminar o motivo principal e permitir tempo suficiente para que a luz ambiente defina a cena para a fotografia. Consegue-o utilizando velocidades do obturador mais lentas e ajustando automaticamente as definições de tempo do flash. Posicione o seu modelo de modo a que seja iluminado pelo flash e não pela luz ambiente e, para obter os melhores resultados, utilize um tripé para ajudar a reduzir a vibração da câmara.

As luzes brilhantes podem fazer com que os seus retratos fiquem com um contraste demasiado elevado. Para os momentos em que o seu modelo tem a luz forte do sol por trás, pode ajudar utilizar um flash. Instale um Speedlite na sapata para acessórios da sua câmara ou defina o flash incorporado para disparar em todas as fotografias. A sua câmara irá trabalhar para equilibrar as condições de flash e da luz natural para uma imagem muito mais poderosa, em que ambos os elementos – a pessoa e o fundo – estão perfeitamente iluminados.

Ao usar modos de disparo automático como o de prioridade à abertura (Av) ou ao utilizar o ISO automático, pode ajustar-se rapidamente à mudança de luz ou às condições de iluminação difíceis através da compensação de exposição. Embora possa parecer complexa, a compensação da exposição é simplesmente uma forma de tornar a sua fotografia mais clara ou mais escura. É particularmente útil para captar tons de pele claros de forma a garantir que os seus motivos não apresentam cores pouco intensas e para captar tons de pele mais escuros com um aspeto natural. Quase todas as câmaras Canon têm uma definição de compensação de exposição. Consulte o manual para encontrar a sua.

Pratique a fotografia espontânea

Uma criança sorridente com um casaco colorido e um chapéu de pele de raposa a dar impulso com as pernas num baloiço num parque.

Tente manter o seu motivo interessado e descontraído enquanto fotografa. Isto permitir-lhe-á obter fotografias mais espontâneas. A utilização de uma objetiva com um perfil pequeno também ajuda, uma vez que o seu motivo não a vai achar tão intimidante como uma maior. Tirada com uma Canon EOS M50 (agora substituída pela Canon EOS M50 Mark II) com uma objetiva Canon EF-M 15-45mm f/3.5-6.3 IS STM a 15 mm, 1/800 seg., f/3,5 e ISO 100.

Muitas câmaras Canon, como a Canon PowerShot G1 X Mark III, podem ser controladas remotamente com o seu smartphone através de Wi-Fi, graças à aplicação Camera Connect da Canon.

Para alguns modelos, este controlo remoto inclui uma visualização direta do que a câmara vê, além da possibilidade de tirar fotografias com um simples toque no ecrã do seu telemóvel. Coloque a câmara numa superfície e utilize o seu smartphone para ver a imagem e disparar no momento certo. A utilização desta técnica pode ajudar o seu motivo a descontrair, uma vez que não estará a olhar diretamente para ele.

Para captar retratos espontâneos e com um aspeto natural, experimente tirar algumas fotografias antes e depois de o seu motivo estar preparado e a posar para a câmara. As pessoas sentir-se-ão mais à vontade e terá muito mais probabilidades de captar o seu sorriso natural ou o olhar travesso de uma criança ao premir o obturador quando não estão à espera. Se trabalhar com uma câmara mirrorless, como a Canon EOS R6, pode até utilizar o modo de obturador eletrónico para fotografar silenciosamente. Se a sua câmara possuir um modo de rajada ou disparo contínuo, experimente-o. Também pode utilizar uma objetiva zoom e captar de uma posição mais afastada para que os seus retratos pareçam menos forçados e mais naturais.

Peça aos seus familiares ou amigos para posarem para si para ganhar alguma prática. Se pretende captar retratos de estranhos, peça-lhes permissão; muitas vezes, sentem-se lisonjeados com o pedido, além de lhe conceder mais tempo para conseguir o enquadramento.

Fazer experiências com autorretratos é uma boa forma de se familiarizar com as definições e os estilos de composição.

Conte a história de uma pessoa fotografando-a no contexto

Um vendedor de rua com um casaco branco a servir comida.

Esta imagem de um vendedor de rua a servir comida é um excelente exemplo da integração de contexto num retrato. Leia o nosso guia para fotografar retratos de pessoas nos seus ambientes para obter mais sugestões e informações. Tirada com uma Canon EOS M5 com uma objetiva Canon EF-M 32mm F/1.4 STM a 1/4000 seg., f/2 e ISO 200. © Richard Walch

Uma noiva vestida com um sari tradicional, com joias de ouro e hena decorativo a cobrir a mão.

Ao incluir contexto em retratos mais amplos, tenha em conta a sua posição. Olhe para o fundo antes de fotografar e tenha o cuidado de evitar elementos que distraem. Tirada com uma Canon EOS R com uma objetiva Canon RF 28-70mm F2L USM a 70 mm, 1/1000 seg., f/2 e ISO 1600. © Sanjay Jogia

Normalmente, um retrato de alguém no seu ambiente habitual conta mais elementos da história do que uma simples fotografia de um rosto. Por exemplo, pode utilizar uma objetiva grande angular, como a Canon EF-M 11-22mm f/4-5.6 IS STM ou a Canon EF-S 10-22mm f/3.5-4.5 USM, para fotografar um chef de cozinha a trabalhar ou captar um agricultor num campo repleto de vacas. Ou, por que não fotografar um amigo músico com o interior de uma loja de guitarras desfocado como cenário? Pense no fundo que pretende para a sua fotografia e porquê. O objetivo é captar uma imagem que seja visualmente forte para adicionar uma camada de significado e para encorajar quem vê a querer ver mais.

Experimente e desafie as convenções

Fotografia a preto e branco de cima para baixo de uma mãe e uma criança a lerem um livro. A criança está a olhar para a câmara enquanto estica o braço para virar a página.

Faça experiências com as fotografias de retrato utilizando diferentes definições de estilo de imagem. Esta imagem a preto e branco é tão arrojada e surpreendente como uma fotografia a cores, se não mais. Tirada com uma Canon EOS R com uma objetiva Canon RF 50mm F1.2L USM a 1/1250 seg., f/2,2 e ISO 1000. © Helen Bartlett

Retrato de perfil de uma mulher com batom vermelho escuro a olhar para a câmara. Há fios de luzes desfocadas pendurados atrás.

Pense na forma como as definições da câmara, como a exposição e a profundidade de campo, o podem ajudar a obter o aspeto desejado. Não tenha medo de fazer experiências e de brincar com esse aspeto para obter diferentes efeitos. Pode até tentar adicionar um efeito "bokeh" à sua imagem para acrescentar um elemento dinâmico, tal como acontece com as luzes aqui. Se todos os retratos fossem iguais, o mundo seria um lugar aborrecido. Tirada com uma Canon EOS R6 com uma objetiva Canon RF 50mm F1.8 STM a 1/125 seg., f/1,8 e ISO 1250. © Ejiro Dafé

Além de ajustar as definições da sua câmara, existem algumas formas simples de acrescentar interesse e criar impacto nos seus retratos. Em vez de olhar para a câmara, pode pedir ao seu motivo para olhar para algo distante ou dentro do enquadramento. Ou porque não tentar fotografar o seu motivo a partir de cima utilizando um escadote? Ou que tal dobrar-se para fotografar à altura da cintura? Quebre as regras da composição e preencha todo o centro do enquadramento com o seu motivo. Também pode experimentar a iluminação posterior, sombras e velocidades de obturação lentas para criar um ambiente nas suas fotografias.

Pode até criar o seu próprio estúdio em casa para experimentar diferentes técnicas ou obter mais informações sobre como criar as suas próprias definições criativas para captar retratos*. O objetivo é experimentar, aprender e obter resultados com os quais fique satisfeito.



Escrito por Peter Wolinski e Tamzin Wilks



* Disponível apenas em inglês

Produtos relacionados

Artigos relacionados